A Escócia está prestes a eliminar a covid-19 (mas a vizinha Inglaterra pode arruinar-lhe os planos)

A Escócia está a apenas algumas semanas de eliminar completamente o novo coronavírus, que causa a doença covid-19, situação que destaca as diferentes abordagens adotadas pelo país e pela vizinha Inglaterra nos últimos meses.

Embora a Escócia tenha cometido muitos dos mesmos erros do que Inglaterra, desde o final de março, o Governo escocês agiu com base nos seus próprios pareceres científicos.

De acordo com o NewScientist, que cita Devi Sridhar, da Universidade de Edimburgo, as duas nações responderam ao coronavírus da mesma forma de janeiro e até março. “Há algumas coisas em que a Escócia fez um pouco mais cedo, mas não radicalmente”, disse.

Um sucesso escocês ocorreu em testes comunitários para a doença. Quando Kate Mark, do Serviço Nacional de Saúde Lothian, em Edimburgo, percebeu que os casos suspeitos estavam a aumentar, a sua equipa começou a testar pessoas nas suas casas e montou um dos primeiros centros de testes drive-through do mundo.

Em 12 de março, o governo do Reino Unido abandonou todos os esforços de testes da comunidade para se concentrar em testes em hospitais e outros estabelecimentos de saúde, devido à falta de recursos. A partir daí, a doença espalhou-se rapidamente até que, em 23 de março, o primeiro-ministro Boris Johnson anunciou quarentena obrigatória em todo o Reino Unido.

A medida não foi suficiente para evitar ondas de mortes em casas de repouso na Escócia e Inglaterra. Quando a Escócia começou a colher dados sobre a covid-19 em casas de repouso em 11 de abril, 37% das casas já estavam infetadas, de acordo com um relatório em co-autoria de David Henderson na Edinburgh Napier University. “Em algumas semanas, houve um aumento de 300% nas mortes em residências na Inglaterra e 200% na Escócia”.

Foi nessa altura que os caminhos da Escócia e da Inglaterra começaram a divergir. Dois dias após o início da quarentena nacional, a primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, criou um grupo de aconselhamento científico para a Escócia para complementar o conselho do Grupo Consultivo Científico para Emergências do Reino Unido.

A Escócia tem sido mais lenta ao relaxar o bloqueio do que a Inglaterra e fê-lo passo a passo, para que os efeitos de cada mudança possam ser medidos, o que difere do rápido relaxamento da Inglaterra.

A Escócia também teve mais sucesso na criação de testes e rastreamento de contactos. “Mantivemos os nossos princípios de rastreamento de contatos antiquado, tradicional e baseado em evidências”, disse Mark.

Dois outros fatores contribuíram para o relativo sucesso da Escócia. O primeiro foi uma mensagem clara. Em 10 de maio, o governo do Reino Unido mudou o seu slogan “fique em casa” para “fique alerta”, mas a Escócia manteve a linha original. Desde então, mudou para “fique seguro”.

Além disso, “existe um nível muito alto de confiança no Governo escocês e na liderança de Nicola Sturgeon”. De acordo com o YouGov, em 1 de maio, 74% dos escoceses aprovaram a resposta escocesa à pandemia e 71% estavam confiantes nas decisões de Nicola Sturgeon. Por outro lado, uma pesquisa de junho descobriu que 50% dos britânicos desaprovavam Johnson e apenas 43% o aprovavam.

Em 29 de junho, a Escócia registou cinco novos casos num total de 815 novos casos no Reino Unido e não anunciou nenhuma nova morte relacionada com a covid-19 pelo quarto dia consecutivo. A nação poderá, em breve, ter dias sem novos casos confirmados. “A Escócia está a semanas disso. A Inglaterra está a meses”, disse Sridhar.

Porém, é improvável que a Escócia alcance a eliminação total num futuro próximo, uma vez que possui uma fronteira de 154 quilómetros com a Inglaterra. “Muitas pessoas atravessam essa fronteira todos os dias”, explicou Sridhar. “Acho que provavelmente nunca chegaremos, sem a cooperação da Inglaterra, à eliminação total”.

Sturgeon disse que “não há planos” para colocar em quarentena as pessoas que entram na Escócia de outras partes do Reino Unido, mas que o país precisa de “poder considerar todas as opções” para impedir que o vírus volte se as taxas de infecção forem diferentes noutras partes do país.

No entanto, deve ser possível para a Escócia manter o número de novos casos baixo e, talvez, incentivar a Inglaterra a seguir o seu exemplo.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Finlândia 0-2 Bélgica | Diabos vermelhos picam o ponto

A Bélgica, que já estava apurada, completou o pleno de triunfos no seu grupo, com uma vitória por 2-0 frente à Finlândia, relegando os nórdicos para o terceiro lugar A Bélgica venceu hoje a Finlândia, por …

Rússia 1-4 Dinamarca | Muito coração, por Eriksen

A Dinamarca conquistou hoje um lugar nos oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao bater por 4-1 a Rússia, que eliminou, numa terceira jornada do Grupo B que originou a qualificação de mais cinco …

Netflix consegue acordo importante com produtora de filmes de Steven Spielberg

A Netflix anunciou, esta segunda-feira, que assinou um acordo para a realização de vários filmes com a produtora Amblin Partners, de Steven Spielberg. A plataforma streaming de filmes e séries Netflix conseguiu um acordo com a …

Abel Ferreira tem (mais) um problema no Palmeiras

Patrick de Paula, que Jorge Jesus gostaria de ter no Benfica, foi apanhado numa festa. O mesmo jogador protagonizou um episódio insólito contra o América Mineiro. Patrick de Paula envolveu-se em dois problemas no Palmeiras, no …

Bebé mais prematuro do mundo celebra primeiro aniversário. Tinha 0% de probabilidade de sobreviver

As probabilidades de sobrevivência eram nulas, mas Richard superou todas as expectativas e, passado um ano, celebrou o seu primeiro aniversário. Fica na história como o bebé mais prematuro de sempre a sobreviver, de acordo …

Lula da Silva absolvido em caso sobre alegados favorecimentos ao setor automóvel

A justiça brasileira absolveu esta segunda-feira o ex-presidente do Brasil Lula da Silva, o ex-ministro Gilberto Carvalho e outros cinco acusados numa das ações da operação Zelotes, que investigava alegados favorecimentos a empresas do setor …

Ucrânia 0 - 1 Áustria | Ambição de Foda garante segundo lugar

A Áustria qualificou-se hoje para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, marcando encontro com a Itália, ao vencer a Ucrânia por 1-0 e conquistar o segundo lugar do Grupo C. Um golo de Christoph …

Macedónia N. 0-3 Países Baixos | Laranja garante pleno

A seleção da Macedónia do Norte ainda deu luta, na primeira parte, aos Países Baixos, na última jornada do grupo C do Euro2020 de futebol, mas perdeu naturalmente por 3-0, face à supremacia da seleção …

Imunidade do grupo com 70% de vacinados é ideia ultrapassada, defende investigador

O investigador Miguel Castanho afirmou esta segunda-feira que a ideia da imunidade do grupo com 70% da população vacinada contra a covid-19 está “completamente desatualizada” porque a vacina não protege contra a infeção e a …

Euro2020. Portugal já demonstrou "qualidade para ultrapassar todas as dificuldades"

O futebolista João Moutinho lembrou esta segunda-feira que Portugal já “demonstrou ter qualidade para ultrapassar todas as dificuldades” e acredita que diante da França, na derradeira jornada do Grupo F do Euro2020, o campeão europeu …