Erupção vulcânica está longe de ser a maior ameaça de Yellowstone

Acroterion / Gaendalf / Wikimedia

Opal Pool, no Parque Nacional de Yellowstone, no Wyoming, Estados Unidos. Ao fundo, os picos Twin Buttes

Na realidade, a grande ameaça do Parque Nacional de Yellowstone, nos EUA, não é que o seu supervulcão entre em erupção mas, sim, um terramoto de grandes proporções.

Muitos alertam que o supervulcão do famoso Parque Nacional de Yellowstone, no estado norte-americano do Wyoming, poderá explodir, mas outros receiam que o maior perigo será mesmo um terremoto capaz de “sacudir” uma zona muito sensível.

“O maior medo que temos relativamente a Yellowstone não é o vulcão em si, mas antes os sismos”, afirma Michael Poland, cientista responsável pelo Observatório do Vulcão Yellowstone, em entrevista ao USA Today.

“Este é um risco subestimado na área de Yellowstone. Pode haver e haverá no futuro terramotos de magnitude 7“, acrescenta ainda ao jornal norte-americano.

No geral, explica o diário, Yellowstone regista uma média de 1.500 a 2.500 sismos por ano, sendo que muitos deles são tão pequenos que até passam despercebidos. Podem ocorrer durante praticamente todo o dia, ainda que os visitantes do parque não o notem.

Porém, houve grandes terramotos que aconteceram num passado não muito distante. O último ocorreu em agosto de 1959, com uma magnitude de 7,3 na Escala de Richter, e provocou a morte de 28 pessoas devido a um deslizamento de terras que atingiu uma zona de acampamento.

Mais de 80 milhões de toneladas de rocha caíram, bloqueando um rio e formando um lago, apropriadamente batizado de “Lago do Terramoto”, que continua a existir até hoje.

De acordo com o jornal, comparado com uma erupção menor do vulcão, a probabilidade de um terramoto numa escala similar acontecer novamente é mais provável. “Podemos dizer onde é provável que ocorra, mas não podemos dizer quando”, explica Poland.

“Poderá ser muito pior atualmente tendo em conta que há mais pessoas nesta área”, afirma Jamie Farrell, professor de Geologia da Universidade de Utah. Recorde-se que este parque recebe mais de quatro milhões de visitantes por ano.

Além disso, há ainda a adversidade de o parque estar localizado numa zona rural com poucos acessos. Se um dos acessos é cortado, faz-se um enorme desvio. No caso de duas estradas se tornarem intransitáveis, às vezes nem é possível chegar lá de carro, lembra.

No entanto, uma coisa é certa: o Parque Nacional de Yellowstone é uma zona vulcânica muito sensível e, por isso, o local foi convertido numa das zonas geologicamente mais bem protegidas e controladas do mundo, com mais de 40 estações sísmicas, juntamente com a Universidade de Utah, a registar incessantemente os movimentos terrestres.

PARTILHAR

RESPONDER

Chama-se Elios, é um drone e vai explorar as profundezas das cavernas de gelo da Gronelândia

Elios é o drone que está a ajudar os investigadores a descobrirem mais sobre os mistérios da Gronelândia. Inserido numa estrutura própria, tem explorado as cavernas de gelo, facilitando assim o acesso a locais mais …

Milhares de pássaros migratórios estão (misteriosamente) a morrer no Novo México

Um elevado número de pássaros migratórios está a morrer em todo o Novo México, numa misteriosa mortalidade em massa que está a preocupar os cientistas. Estima-se que o número de pássaros mortos seja de centenas de …

Crianças inspiram Lego a livrar-se de todas as embalagens de plástico

As peças da Lego podem acabar no oceano durante mais de mil anos, mas os fabricantes dinamarqueses estão a tentar tornar a empresa ecologicamente correta. Na sua última promessa, a Lego vai começar a usar sacos …

Uma cidade chamada "amianto" está a tentar mudar o nome (e a discussão tornou-se tóxica)

Há uma cidade no Canadá chamada Asbesto - um material de construção altamente tóxico. Os habitantes da cidade não estão felizes com este nome, mas a sua mudança também não está a ser fácil. De acordo …

FC Porto 3-1 Braga | Entrada de “dragão”

O FC Porto iniciou a defesa do título nacional com uma vitória importante sobre o Sporting de Braga por 3-1. Os minhotos marcaram primeiro no Dragão, por um ex-portista, mas os descontos do primeiro tempo foram …

Barco navega em forma de coração para agradecer aos habitantes da Nova Escócia

A escuna Bluenose II navegou de forma bastante original no último dia da temporada de 2020. A rota seguida criou a forma de um coração no porto de Lunenburg, na Nova Escócia. De acordo com o …

França bate recorde com 13.498 novos casos. Espanha não vai confinar

A França registou este sábado um recorde diário de casos de covid-19, com 13.498 novos infetados nas últimas 24 horas, anunciou a Agência Nacional de Saúde, acrescentando que, no mesmo período, morreram mais 26 pessoas. No …

Diogo Jota no Liverpool

O Liverpool oficializou hoje a contratação do futebolista internacional Diogo Jota, de 23 anos, num contrato “de longa duração”, sem especificar a duração. A imprensa inglesa tem adiantado que o jogador vai assinar por cinco épocas, …

Companhia aérea australiana oferece voos de 7 horas (para lugar nenhum)

A companhia aérea australiana Qantas anunciou recentemente planos para um voo panorâmico de sete horas que fará um loop gigante em Queensland e Gold Coast, New South Wales e os remotos centros do interior do …

Barack Obama vai publicar um livro de memórias (mas só depois da eleições de novembro)

O livro de memórias do antigo Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, só vai ser publicado depois das eleições presidenciais de novembro. Uma enxurrada de livros políticos chegou às prateleiras nas últimas semanas, no final da …