Época balnear vai arrancar sem máscaras ou distanciamento

1

A época balnear arranca a 1 de maio e poderá prolongar-se até 15 de outubro em Cascais e na Madeira. As regras sanitárias impostas desde o início da pandemia de covid-19 devem desaparecer este ano.

Em 2020, por exemplo, foi imposto o distanciamento físico de 1,5 metros entre diferentes grupos e afastamento de três metros entre chapéus de sol ou toldos. Havia ainda uma “sinalética tipo semáforo”, em que a cor verde indica ocupação baixa (1/3), amarelo é ocupação elevada (2/3) e vermelho a ocupação plena (3/3).

Em contrapartida, este ano, o distanciamento no areal, o sistema de semáforos e o uso de máscaras nos acessos são regras que não devem existir, escreve o Jornal de Notícias.

no ano passado, o acesso às praias estava regulado durante a época balnear e, quem não respeitasse as regras, podia apanhar multas que variavam entre os 50 e os 100 euros.

Fontes da Autoridade Marítima adiantaram ao JN que será apenas obrigatório o uso de máscara e desinfeção das mãos nas casas de banho e apoios de praia. De resto, aplicam-se as regras em vigor pela Direção-Geral de Saúde nos restantes espaços públicos.

Depois do início da época balnear em Cascais e na Madeira, as praias do Algarve e Costa da Caparica serão as próximas, em meados de maio.

  ZAP //

1 Comment

  1. É agora de exigir que as concessões que passaram a privatizar maiores áreas de praia devido ao distanciamento dos anos anteriores retomem as menores áreas do passado. Não é isto que está a acontecer nas praias do Algarve que já começaram a época balnear. Cada vez privatizam mais praia.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE