Enorme sarcófago negro tinha 3 múmias (e nenhuma maldição)

(dr) Ministério de Antiguidades do Egito

O enorme sarcófago negro encontrado em Alexandria foi finalmente aberto e o mistério foi desvendado. Nem maldição nem restos mortais de Alexandre, o Grande. Na verdade, o túmulo tinha 3 múmias e água de esgoto.

O misterioso e enorme túmulo foi descoberto no início do mês e, desde então, multiplicaram-se especulações sobre o que estaria lá dentro.

O sarcófago de 30 toneladas foi datado pouco depois da morte de Alexandre, o Grande, que conquistou a área em 332 a.C., e, por isso, alguns investigadores acreditavam que pudesse conter os restos mortais do rei da Macedónia. Outros, menos céticos, acreditavam que a abertura do túmulo selado há mais de 2 mil anos podia trazer uma maldição mortal.

Na verdade, o túmulo “escondia” três múmias envolvidas em água suja do esgoto. O líquido deve ter-se infiltrado, acelerando o processo de decomposição dos corpos. Segundo o Ministério de Antiguidades do Egito, estes corpos podem pertencer a soldados.

“Encontrámos os ossos de três pessoas. Infelizmente as múmias não estavam nas melhores condições, apenas restam os ossos”, afirmou Mostafa Waziri, secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades, citado pela BBC.

STR / EPA

Crânios das três múmias encontradas em estado de decomposição

Waziri descansou ainda todos aqueles que acreditam que ao mexer num túmulo são amaldiçoados. “Abrimos o sarcófago e, graças a Deus, o mundo não caiu nas trevas. Fui o primeiro a colocar toda a minha cabeça dentro do sarcófago e aqui estou eu diante de vocês. Estou bem”, assegurou.

A análise aos restos mortais ainda está a decorrer, mas os resultados iniciais revelaram que um dos corpos encontrados sofreu um golpe de uma flecha. O sarcófago não tem qualquer frase gravada, o que dificulta a identificação das múmias encontradas.

Além disso, os especialistas explicaram que não é certo que artefactos encontrados no do sarcófago ou vestígios – caso existam – tenham sido enterrados juntamente com os esqueletos. Podem ter sido, por exemplo, arrastados com as águas dos esgotos. Quando a descoberta do túmulo foi anunciada, foi também encontrada junto ao túmulo uma cabeça de alabastro de um homem.

Novos mistérios

A abertura do túmulo não respondeu a todas as perguntas. Pelo contrário, há agora inúmeras questões para fazer. Todos queremos saber quem são estas pessoas, por que motivo foram enterrados num túmulo tão grande – o maior até agora encontrado -, quem os matou e como é que a água se conseguiu infiltrar.

Após a morte de Alexandre, o Grande, o Egito foi governado durante séculos por uma linha de faraós descendentes de um dos generais de Alexandre. Uma vez que, o último faraó da dinastia, a rainha Cleópatra VII, acabou por se matar em 30 a.C. e o Império Romano tomou o Egito.

Estes faraós estiveram envolvidos em inúmeras guerras e conflitos e, por isso, é possível que os três esqueletos encontrados no sarcófago tenham sido mortos em batalha. A idade exata das múmias ainda não é clara.

Também não se sabe por que motivo os esqueletos foram sepultados num túmulo tão imponente. No entanto, explica Waziri, no antigo Egito, não era incomum que um sarcófago fosse reutilizado. Nestas situações, os corpos dos seus antigos ocupantes eram removidos e os novos eram colocados lá dentro. Se isso aconteceu com este sarcófago, ainda ninguém sabe.

Os restos mortais encontrados vão agora ser analisados de forma a tentar responder a todas estas perguntas. Posteriormente, vão ser transferidos para o Museu Nacional de Alexandria.

ZAP // BBC / Live Science

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. “Uma vez que, o último faraó da dinastia, a rainha Cleópatra VII, acabou por se matar em 30 a.C. e o Império Romano tomou o EgiPto.”

    –> esta frase não liga com a anterior … ! Falta aqui qualquer coisa … !

  2. (ou, com o “pseudo-acordo” ortográfico; “Dinastia Tolomaica !” eh eh )

    Agora mais a sério:
    Coloquem então este parágrafo no texto principal !

    Mas … sem querer ser chato … continua a faltar texto de ligação com o parágrafo anterior !!!

    Mas sim, já se percebeu que Ptolomeu, general de Alexandro Magno, fundou a brilhante dinastia Ptolomaica que durou cerca de 300 anos e terminou com Cleópatra VII;

    e que o sarcófago poderia ter sido utilizado em qualquer altura desse longo intervalo de tempo!

    Seria interessante era saber se fizeram ou irão fazer a datação das ossadas por rádio-carbono!

Responder a PL Cancelar resposta

Astrónomos provam que há água "presa" na poeira interestelar

As partículas de poeira no Espaço estão cobertas de gelo. Esta descoberta facilita as tentativas futuras de identificar a estrutura e composição da poeira em diferentes ambientes astrofísicos. O meio interestelar é composto por gás e …

Rochas antigas de Vénus apontam para origem vulcânica

Uma equipa internacional de investigadores descobriu que alguns dos terrenos mais antigos de Vénus, conhecidos como "tesserae", têm camadas que parecem consistentes com atividade vulcânica. A descoberta pode fornecer informações sobre a enigmática história geológica …

Na África do Sul, há uma associação entre violência sexual e gravidez indesejada

Na África do Sul, as meninas que sofreram violência sexual têm maior probabilidade de relatar uma gravidez indesejada em comparação com aquelas que nunca sofreram violência sexual. Na África do Sul, a taxa de gravidez na …

Hackers russos associados ao ataque em hospital alemão que resultou na morte de uma paciente

O ataque informático num hospital alemão na semana passada, que resultou na morte de uma paciente em estado crítico, pode ter sido causado por um grupo russo com ligações ao crime cibernético. A informação é …

Paços 0-2 Sporting | “Leão” competente estreia-se com triunfo

Após o adiamento do jogo da primeira jornada ante o Gil Vicente, devido a vários casos de Covid-19 nas duas equipas, o Sporting estreou-se na Liga NOS 2020/21 e não vacilou. Na visita ao Paços de …

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …