/

Encontrados mais destroços do avião militar que caiu num glaciar no Alasca em 1952

O exército dos Estados Unidos encontrou novos destroços do avião militar C-124 Globemaster, que se despenhou em novembro de 1952 perto de um glaciar do Alasca, bem como novos restos mortais dos passageiros.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A informação é avançada pela agência noticiosa norte-americana AP, que precisa que o desastre aéreo ocorreu perto do glaciar Colony, em Anchorage, no Alasca.

Tal como explica a agência, todos os anos é organizada uma expedição de várias semanas que tem como objetivo encontrar os restos mortais das 52 pessoas que perderam a vida neste acidente de avião, que caiu lentamente sobre as montanhas antes de se tornar “parte” do glaciar do Alasca.

Em 2012, os soldados norte-americanos encontraram um bote salva-vidas na área conseguindo depois, após uma breve investigação, localizar o local exato do acidente.

Neste mês de junho, juntamente com restos mortais, os militares encontraram uma figura de Buda que pertencia a um tripulante ou passageiro, além de uma farda de voo, vários selos postais de três centavos e um calendário de missas para 1952 da Igreja Católica de St. Patrick, em Washington, nos Estados Unidos.

Até agora, foram identificados os restos mortais de 43 pessoas.

Segundo os responsáveis do exército norte-americano, é necessário concluir as buscas o quanto antes, uma vez que, quando os destroços do avião chegarem ao lago George a partir do glaciar, será impossível continuar a operação.

Todas as pessoas que seguiam a bordo – 41 passageiros e 11 tripulantes – perderam a vida no acidente, recorda ainda a agência noticiosa.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.