Encontrados múltiplos lagos de água salgada debaixo dos glaciares de Marte

Em 2018, investigadores anunciaram a provável descoberta de um grande lago de água em Marte sob o seu Pólo Sul. Novas observações confirmaram agora que há mesmo um lago – e não está sozinho.

Vários corpos de água foram descobertos ao redor do lago principal, que tem cerca de 20 quilómetros de diâmetro. Os corpos são separados uns dos outros por faixas de terra seca e estão todos localizados a cerca de 1,5 quilómetros abaixo da superfície de Marte, numa região chamada Planum Australe.

“Confirmámos a existência do grande corpo de água de forma independente e também encontrámos as outras manchas. Isso significa que não é uma descoberta isolada e casual. É um sistema. E isso muda as coisas”, disse Elena Pettinelli, da University of Rome 3, em declarações ao IFLScience.

A forma como esta água permanece líquida nesses lagos é um grande enigma. Espera-se que as suas temperaturas sejam de cerca de -68°C. Na Terra, os lagos subglaciais da Antártida ficam líquidos graças à pressão do gelo acima. Para que a água permaneça líquida sob a temperatura gelada de Marte, a pressão do gelo não é suficiente.

Os investigadores consideram acham que devem ser lagos salgados com altas concentrações de sal. As novas observações também sugerem que não são recursos novos ou temporários: estão lá há geologicamente muito tempo.

“Agora pensamos que [o sistema de lagos] provavelmente sobreviveu durante muito tempo. Estamos a pensar há milhões de anos com certeza. Provavelmente foi coberto por gelo progressivamente quando o clima mudou”, explicou Pettinelli.

Após a descoberta de 2018, houve discussões sobre uma potencial fonte geotérmica sob o lago para mantê-lo líquido, mas a descoberta dos outros três corpos de água torna esse cenário menos provável.

A descoberta foi feita usando o Mars Advanced Radar for Subsurface and Ionosphere Sounding (MARSIS) a bordo da espaçonave Mars Express. Em 2018, descobriram o lago usando 29 observações das áreas e fazendo um processamento de dados inteligente. A espaçonave liberta pulsos de radar que são refletidos por material subterrâneo. Esta região de Marte é ideal para este trabalho, uma vez que é muito plana, o que facilita o processamento dos dados.

No novo trabalho, a equipa mudou a sua abordagem e tinha muito mais dados para trabalhar: 134 observações cobrindo uma área de 250 por 300 quilómetros. Os investigadores usaram técnicas que já foram empregadas para estudar lagos subglaciais sob as camadas de gelo da Antártida e da Gronelândia.

Porém, estudar lagos noutro planeta é diferente. As observações na Terra são feitas por avião, 500 metros acima do gelo, enquanto o MARSIS opera a uma altitude média de 400 quilómetros.

Estudos adicionais e a potencial descoberta de mais lagos serão difíceis com orbitadores atuais em torno de Marte, mas a equipa acredita que é muito provável que exista mais água aprisionada abaixo do gelo no Pólo Sul do Planeta Vermelho.

Este estudo será publicado na revista científica Nature Astronomy.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A supergigante Betelgeuse é mais pequena e está mais perto da Terra do que se pensava

De acordo com um novo estudo feito por uma equipa internacional de investigadores, podem ser necessários mais 100.000 anos até que a estrela gigante vermelha Betelgeuse morra numa explosão de fogo. O estudo, liderado pela Dra. …

Mulheres menos propensas à covid-19 por respeitarem mais o distanciamento social

Uma das razões pelas quais as mulheres podem ser menos vulneráveis ​​a infeção pelo novo coronavírus deve-se ao facto de serem mais propensas a aderir às políticas de distanciamento social, sugeriu uma nova pesquisa. Uma pesquisa …

Braga 3 - 0 AEK | Minhotos de gala conquistam atenienses

O Sporting de Braga iniciou a sua participação no Grupo G da Liga Europa com uma vitória. Na recepção aos gregos do AEK de Atenas, os minhotos mostraram ser muito mais equipa e ganharam por …

Capitalismo vai arruinar o planeta até 2050, alertam cientistas

Um grupo de cientistas alerta que se continuarmos com este capitalismo desenfreado, o nosso planeta vai sofrer consequências a nível climático e ambiental. Até 2050, o planeta Terra pode sofrer seriamente às mãos do capitalismo desenfreado. …

Os novos faróis inteligentes da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro

Os novos faróis LED da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro, já que são capazes de projetar imagens na estrada ou em paredes. A novidade é lançada na nova linha de SUVs elétricos da …

FC Porto foi "histriónico" e não se portou bem, escreve-se em Manchester

Jornal inglês alega que os elementos do FC Porto foram exagerados, turbulentos e não tiveram um comportamento adequado. Não há uma única palavra sobre o árbitro. Na manhã seguinte à derrota (3-1) do FC Porto em …

De passagem secreta a cemitério de carros. Túnel sob Nápoles "esconde" veículos enferrujados da II Guerra

No centro de Nápoles, em Itália, há veículos e motocicletas abandonados e enferrujados dos anos 1940 alinhados num túnel a mais de 30 metros abaixo dos seus pés. A Piazza del Plebiscito foi nomeada após uma …

Primeira ministra islandesa interrompida por um terramoto quando dava uma entrevista em direto

Um terramoto de magnitude 5.6 interrompeu uma entrevista em direto da primeira ministra islandesa ao The Washington Post. Mas Katrin Jakobsdottir reagiu à situação de forma tranquila: "Isto é a Islândia". Katrin Jakobsdottir estava a dar …

O voo mais longo do mundo está de volta (e agora é ainda mais longo)

O voo da Singapore Airlines que partia de Singapura com destino até Nova Iorque, foi uma das vítimas do covid-19 e ficou suspendo a 23 de março. Agora, é possível viajar nesta rota novamente, e …

Obras de cinco museus de Berlim vandalizadas no início do mês

Sarcófagos egípcios, pinturas do século XIX e esculturas em pedra de três dos principais museus de Berlim foram atacados com uma substância líquida oleosa a 3 de outubro, dia em que se festejaram os 30 …