Encontrado o Frankenstein dos vírus gigantes

(dr) Ella Maru Studio / Nature

Klosneuvirus, o "frankenstein" dos vírus gigantes

Klosneuvirus, o “frankenstein” dos vírus gigantes

Uma equipa de investigadores dos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA descobriu quatro novos vírus gigantes numa estação de tratamento de águas residuais na Áustria.

As quatro novas espécies de vírus gigantes encontrados formam um novo grupo de vírus, apelidado de Klosneuviruses, e são um tipo de Mimivírus. Provavelmente evoluíram de vírus menores, juntando pedaços de genoma dos seus hospedeiros e incorporando-os no seu próprio código genético.

A descoberta foi apresentada num artigo publicado na revista Science.

Os vírus gigantes Mimivírus foram descobertos em 2003. Podem atingir uma dimensão de até 500 nanómetros de diâmetro, em comparação com algumas dezenas de nanómetros para vírus típicos. Têm também máquinas genéticas mais complexas do que os seus primos mais minúsculos.

Um dos novos Klosneuviruses, por exemplo, é tão grande que possui RNA transportador que pode traduzir o código genético de 19 dos 20 aminoácidos de construção de proteínas encontrados na natureza. Isso é impressionante, mesmo para um vírus gigante.

A tradução é parte do processo no qual as instruções de um gene são decodificadas e executadas. Os vírus usam tRNA em seu processo de replicação, mas nem todos têm seu próprio tRNA – alguns sequestram tRNA de seus hospedeiros.

“Uma vez que a síntese proteica é uma das características mais proeminentes da vida celular, ela mostra que estes novos vírus são mais “celulares” do que qualquer outro conhecido”, disse em comunicado um dos coautores do estudo, Eugene Koonin, biólogo computacional nos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA.

Desvendando os vírus gigantes

A descoberta dos novos vírus foi acidental. A equipa de investigadores, liderada pela bióloga evolucionista Tanja Woyke, estava a estudar sequências genéticas numa estação de tratamento de resíduos de Klosterneuburg, na Áustria, para tentar compreender o mecanismo pelo qual as bactérias convertem amoníaco em nitratos no processo.

A descoberta dos enormes genomas dos novos vírus permitiu aos investigadores compará-los com outros vírus gigantes e com as linhagens do grupo Mimivírus.

A análise mostrou que os Klosneuviruses eram um mosaico de informações genéticas – um “Frankenstein” de diferentes espécies de vírus, muitas delas capturadas a partir de células hospedeiras durante longos períodos de tempo.

Esta abordagem fragmentada para a construção de um vírus gigante sugere que eles surgiram a partir de vírus menores, e não da desintegração de células antigas. Estes vírus provavelmente infectam microrganismos unicelulares, chamados protistas, que vivem na estação de tratamento.

Os primeiros vírus gigantes foram descobertos em ambientes marinhos, na lama de lagoas e até mesmo profundamente no permafrost. Em setembro de 2015 foi descoberto um vírus gigante no gelo da Sibéria que continuava infeccioso ao fim de 30 mil anos.

PARTILHAR

RESPONDER

Veneno de tarântula pode ser benéfico no tratamento de dores viscerais

Uma equipa de investigadores australianos identificou dois peptídeos do veneno da tarântula, que podem ajudar a aliviar dores em órgãos do sistema digestivo. Há algum tempo que os cientistas investigam a funcionalidade do veneno em doenças, …

Cientistas propõem reciclar beatas de cigarro para fazer tijolos

Os cientistas afirmam que se apenas 2,5% dos tijolos produzidos em todo o mundo, anualmente, incluíssem 1% de beatas, seria possível reciclar todas as pontas de cigarro a nível global. Um grupo de investigadores da Escola …

Taxa de natalidade desce quase um terço em cidade chinesa

As autoridades chinesas reconheceram oficialmente que a taxa de nascimentos em Xinjiang, cidade situada no noroeste da China, desceu quase um terço em 2018, comparada com o ano anterior. De acordo com a CNN, o governo …

Dynetics revela o módulo lunar do programa Artemis (incluindo o interior)

A empresa norte-americana Dynetics revelou, no dia 15 de setembro, um modelo em escala real do módulo lunar especialmente projetado para levar os astronautas da NASA à Lua já em 2024, como parte do programa …

Polícia de Nova Iorque de origem tibetana acusado de espiar ao serviço da China

Um polícia nova-iorquino originário do Tibete foi acusado de espionagem pelas autoridades norte-americanas por, supostamente, ter recolhido para o Governo chinês informações sobre a comunidade tibetana em Nova Iorque. De acordo com a acusação das autoridades …

Football Leaks. PJ desconhecia acesso das autoridades francesas às provas

O inspetor da PJ, José Amador, revelou, esta terça-feira, que esta polícia não teve conhecimento do acesso das autoridades francesas às provas apreendidas a Rui Pinto durante a sua detenção na Hungria. Na quinta sessão do …

Aldeões ajudam tropas indianas que enfrentam militares chineses nos Himalaias

Cerca de 100 residentes da vila de Chushul atravessam o território indiano de Ladakh para chegar a um pico dos Himalaias conhecido como Black Top, a uma altitude de mais de 4500 metros, levando suprimentos …

Detido na Rússia líder religioso que diz ser a reencarnação de Jesus

O líder religioso, que diz ser a reencarnação de Jesus, foi detido, na Rússia, esta terça-feira, durante uma operação especial. De acordo com as imagens divulgadas pelo jornal The Guardian, vários agentes da polícia, armados e …

Covid-19: Universidade de Coimbra tem novo programa de rastreio aleatório para alunos e docentes

A Universidade de Coimbra (UC) preparou um Plano de Prevenção e Protocolo de Atuação para garantir o regresso às aulas em segurança para alunos, professores, docentes e comunidade. "Tendo em conta a situação pandémica que estamos …

Jogador substituído aos 14 segundos

Substituição insólita foi realizada na primeira divisão da Estónia. Jovem nem tocou na bola. Jogo da 21.ª jornada do campeonato nacional da Estónia, primeira divisão. O FCI Levadia recebe o JK Nõmme Kalju e vence por …