13% das empresas mundiais são ‘zombies’ (e são um problema também em Portugal)

As empresas “zombies” constituem um problema para a economia e em 2018, representavam 13% do total das empresas mundiais. Um número preocupante, dado que estando em situação financeira frágil, com mais dívidas do que recursos próprios, sugam investimento e emprego que poderiam ser aplicados em companhias rentáveis.

O cenário actual de taxas de juro super-baixas continua a incrementar o aumento das empresas ‘zombies‘. Estão em causa empresas endividadas que não têm capital suficiente sequer para pagar os juros devidos aos Bancos.

Segundo dados do Bank of America Merrill Lynch (BofA na sigla original em Inglês) citados pela CNN, as empresas ‘zombies‘ constituíam 13% do total de empresas mundiais em 2018. Um dado relevante e pelos piores motivos, já que 2018 foi visto como um ano de recuperação económica.

Isto significa que estas empresas em estado de “mortas-vivas” não têm condições para se levantarem da crise em que estão enterradas, não revelando viabilidade económica e existindo completamente dependentes dos créditos bancários.

Como uma bola-de-neve problemática, os Bancos continuam a alimentar linhas de crédito porque não têm interesse em reflectir nas suas contas as perdas com estas empresas.

A política de taxas de juro baixas contribui para este cenário, já que facilita o endividamento das empresas e, por outro lado, os investidores também apostam mais facilmente em sociedades que implicam mais riscos.

“Os bancos centrais pressionaram as taxas de juro para zero” e desta forma, “ninguém pode ir à bancarrota”, constata na CNN o estratega chefe de investimentos do BofA, Michael Hartnett.

Estas empresas conseguem, assim, manter-se “à tona” quando “não deveriam estar no negócio”, já que estão “a usar recursos – como capital ou trabalho – que podiam ser usados de forma mais eficiente noutro lado”, aponta Hartnett. Além disso, afastam o investimento e o emprego de empresas mais produtivas.

Mais de 7500 empresas ‘zombies‘ em Portugal

Em Portugal, as empresas ‘zombies‘ têm um peso relevante na economia nacional. Em 2015, representavam 10% do endividamento e 14,3% do emprego no país, segundo o estudo “Investimento Empresarial e o Crescimento da Economia Portuguesa” lançado pela Fundação Calouste Gulbenkian em Dezembro de 2017.

Esta análise à realidade económica nacional constatou que a incidência de empresas ‘zombies‘ se situava nos 26% em 2015 – em 2012, era de 36% do total. Em termos de sectores, o destaque vai para o alojamento e a restauração, com uma representação de 40%, seguindo-se o comércio (24%) e a indústria transformadora (23%).

Quanto a regiões, a maior percentagem situa-se na Madeira (34,1% do total) e nos Açores (25,4%).

Outro estudo relativo ao ano de 2015, intitulado “Empresas Zombie em Portugal – Os sectores não transaccionáveis da construção e dos serviços” e efectuado pelo Gabinete de Estratégia e Estudos do Ministério da Economia e Inovação, aponta que mais de 10% das empresas portuguesas de construção e serviços não têm viabilidade económica.

Este relatório divulgado pelo Dinheiro Vivo destaca que estas empresas “sobrevivem à custa de crédito”, pagando “salários acima da produtividade” e não conseguindo gerar “receitas suficientes” para a sustentabilidade das operações.

Em termos de números, estas empresas ‘zombies‘ eram mais de 7500, ou seja, 10,65% do total em 2015. Em 2008, tinham-se situado nas 5100 (5,24% do total) e em 2013, eram 9500 (12,48%).

SV, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Tofu nunca causou uma pandemia", publica PETA em outdoors

A organização de direitos dos animais PETA está a incentivar os norte-americanos a experimentar tofu, através de anúncios em 'outdoors' nos Estados Unidos (EUA) onde defendem que o produto de soja "nunca causou uma pandemia". A …

Portugueses estão menos preocupados com a pandemia, mas apreensivos com a economia

O grau de preocupação com a pandemia diminuiu de 80,9% durante o estado de emergência para 76,2% no estado de calamidade, mas os portugueses estão mais alerta quanto ao impacto na economia, conclui um inquérito …

Nova morte, saqueamentos e protestos. Minneapolis vive caos após homicídio de George Floyd

Um homem foi encontrado morto a tiro, na madrugada de hoje, suspeito de ter sido vítima dos protestos, em Minneapolis, contra a morte de um homem negro sob custódia policial. Durante a noite de quarta-feira, milhares …

Filho de Deeney tem problemas respiratórios. Jogador foi alvo de abusos por recusar treinar

O futebolista Troy Deeney, capitão do Watford, revelou que tem sido alvo de abusos e comentários depreciativos, por ter recusado voltar aos treinos, face aos problemas respiratórios do seu filho. “Vi comentários em relação ao meu …

Parlamento aprova alargamento de apoios a todos os sócios-gerentes afetados pela pandemia

O parlamento aprovou hoje, em votação final global, um texto final que alarga os apoios no âmbito do `layoff´ aos sócios-gerentes das micro e pequenas empresas afetadas pela pandemia covid-19, independentemente do volume de faturação. Com …

Pandemia de covid-19 alimenta corrupção na América Latina

A propagação da Covid-19 na América Latina está a alimentar a corrupção nos vários países que a integram, que vai desde a inflação dos preços a situações de aproveitamento económico e de ligações entre políticos …

Mais de 500 católicos portugueses contra proibição de comunhão na boca

Mais de 500 católicos portugueses, entre leigos e sacerdotes, apelaram à Conferência Episcopal Portuguesa para revogar a proibição de os fiéis receberem a comunhão na boca, por causa da pandemia de covid-19, informou na quarta-feira …

Adeptos recusam devolução dos bilhetes. Bayern distribui dinheiro por clubes amadores

Os adeptos do Bayern renunciaram ao direito de serem reembolsados pelos bilhetes comprados para os jogos até ao final da temporada. O clube decidiu distribuir o dinheiro pelos emblemas amadores da região da Baviera. Tal como …

Trabalhadores acusam TAP de pagar abaixo do salário mínimo a tripulantes em lay-off

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) acusou hoje a TAP de não estar a pagar o previsto na lei do ‘lay-off’, indicando vários casos em que a remuneração é inferior …

Tesla baixa preço de quase todos os modelos nos Estados Unidos

A empresa de carros elétricos Tesla baixou o preço dos Modelos 3, S e X no mercado norte-americano, visando estimular as vendas que estão em declínio durante a pandemia, avança a agência Reuters. O semanário …