/

Empresas podem negar trabalho a quem não se quiser vacinar

7

“É obviamente possível” que as empresas evitem contratar um trabalhador se não quiserem ser vacinadas contra a covid-19.

A presidente do Comité Económico e Social Europeu (CESE), Christa Schweng, admitiu a possibilidade de uma empresa se negar a contratar um trabalhador que se recuse a ser vacinado contra a covid-19. “Como empresário, posso decidir com quem assino um contrato”, afirmou Christa Schweng em entrevista à agência de notícias espanhola EFE.

No entanto, a vacina não deverá ser obrigatória, na opinião da presidente da CESE, órgão consultivo da União Europeia que emite orientações às instituições comunitárias em representações de empresários, trabalhadores e organizações da sociedade civil.

Relativamente à vacinação, Christa Schweng defendeu que os primeiros a serem vacinados deverão ser os profissionais de saúde, uma vez que estes estão em contacto próximo com os doentes e com a população de risco.

A presidente da CESE sublinhou também a importância do acordo estabelecido entre a Comissão Europeia e as farmacêuticas para garantir vacinas para toda a Europa. Até ao momento, a União Europeia assinou acordos com a Pfizer e BioNTech, AstraZeneca, Sanofi-GSK e Johnson & Johnson, e concluiu negociações com a CureVac e Moderna.

Christa Schweng estimou que todas as vacinas poderão receber a aprovação da Agência Europeia do Medicamento até ao final do ano.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.444.426 mortos resultantes de mais de 61,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

  // Lusa

7 Comments

  1. Já agora, era bom que fosse também tornado público, as mortes em todo o mundo, relativas apenas á gripe dita sazonal, tendo em conta que só em Portugal, morrem de gripe, todos os anos, pelo menos 4 mil pessoas, vacinadas. Onde está então a eficácia dessa vacina? Alguém viu, em todas as reportagens que foram exibidas nos nas televisões, que foram feitas experiências com as vacinas anunciadas nos mais idosos ? Não viram certamente. Alguém já referiu a eficácia das vacinas em idosos? também não? O problema, é que, se estas vacinas não funcionarem, nós população, nunca saberá de nada.

  2. Era o que mais faltava. Se houver algum deputado, ministro ou Presidente que ache isto boa ideia e que confiam na vacina, eles que se vacinem primeiro e já agora, com a vacina Russa.

    E já agora, podiam-me explicar porque é que eu, não sendo vacinado para o covid, vou ser um perigo para as outras pessoas que estão vacinadas para o covid?.
    Se me disserem que a vacina pode não ser totalmente eficaz, então metam-nas no c…..

  3. Assistimos a uma pressão inaceitável sobre o processo de vacinação. Isto dá que pensar. Como a teoria da conspiração diz que o duo OMS/Bill Gates está por detrás disto, acho tudo muito suspeito e até plausível.
    Até prova em contrário, vacinas só para os políticos…

  4. Isto nem deveria estar em cima da mesa, visto que o objetivo principal deveria ser o de vacinar toda a população portuguesa. Mas, como já vi noutros sites, temos um governo de extremistas, que pára a carroça no meio do campo, por medo ou por cobardia.
    Se foram adquiridas tantas doses da vacina, toda a gente tem de tomá-la, pois, caso não o façam, vão continuar a infetar outras pessoas, e o vírus nunca irá desaparecer!
    Que raio de Governo é este? Que raio de pessoas temos em Portugal?!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.