Airbnb e TripAdvisor entre as empresas que lucram com a ocupação israelita da Palestina

Rusty Stewart / Flickr

As Nações Unidas divulgaram uma lista de 112 empresas envolvidas em práticas comerciais prejudiciais à preservação dos diretos humanos do povo palestiniano em territórios ocupados por Israel.

O Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas divulgou uma lista de 112 empresas envolvidas em práticas comerciais prejudiciais dentro do território ocupado da Palestina. Airbnb, TripAdvisor e General Mills são algumas das empresas visadas no relatório. Em causa estão atividades específicas que levantam preocupações sobre os direitos humanos na Cisjordânia.

De acordo com a VICE, o Airbnb e o TripAdvisor foram incluídos devido à prestação de serviços de apoio à manutenção e existência de assentamentos, incluindo transporte. A Motorola, por exemplo, também é visada por fornecer equipamentos de vigilância e identificação para assentamentos, para o muro da Cisjordânia e para pontos de verificação.

Este relatório surge no seguimento de uma investigação para perceber “as implicações dos assentamentos israelitas nos direitos civis, políticos, económicos, sociais e culturais do povo da Palestina em todo o território palestiniano ocupado, incluindo Jerusalém Oriental”.

Para além das empresas beneficiarem dos assentamentos israelitas nestes territórios, as autoridades de Israel também incentivam as empresas a levarem para lá os seus negócios. Para as Nações Unidas, esta é um clara infração dos direitos humanos da população palestiniana.

O fornecimento de equipamentos e materiais para facilitar a construção e expansão dos assentamentos e do muro; o fornecimento de equipamentos para a demolição de habitações e propriedades; e o despejo de lixo nas aldeias palestinianas estão entre as atividades dolosas reportadas pelo Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas.

“A publicação deste banco de dados é um primeiro passo concreto muito significativo de qualquer entidade da ONU para responsabilizar empresas israelitas e internacionais que possibilitam e lucram com os assentamentos ilegais de Israel, que constituem um crime de guerra” escreveu o movimento BDS (Boicote, Desinvestimento, Sanções).

“Agora é hora de todas as instituições públicas […] pararem de contratar, adquirir ou investir nas empresas listadas, para evitar cumplicidade no regime de ocupação militar e apartheid de Israel”, lê-se ainda.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

"Retoma da normalidade". Bruxelas propõe este mês livre-trânsito digital para vacinados e recuperados

A Comissão Europeia vai apresentar este mês uma proposta legislativa para criar um livre-trânsito digital que permita retomar as viagens em altura de pandemia de covid-19, comprovando a vacinação ou a recuperação dos cidadãos. A informação …

Noiva de Khashoggi pede "punição imediata" de Mohammed bin Salman

As declarações da noiva de Jamal Khashoggi surgem depois de as autoridades norte-americanas terem publicado um relatório em que Mohammed bin Salman é acusado de ter ordenado o assassínio do jornalista. Joe Biden está a ser …

Covax permite que países mais pobres comecem a receber a vacina (mas só garante 20% da vacinação)

A Covax visa fornecer vacinas contra a covid-19 a 20% da população de 200 países e territórios que estão incluídos no sistema através de um sistema de financiamento que permite a 92 economias de baixo …

Reino Unido vacinou 20 milhões com 1.ª dose. País deteta casos de variante de Manaus

O ministro da Saúde britânico, Matt Hancock, anunciou no domingo que mais de 20 milhões de pessoas no Reino Unido já receberam a primeira dose da vacina contra covid-19. "Estou absolutamente encantado por informar que mais …

Famílias numerosas já podem pedir desconto no IVA da luz

As famílias com cinco ou mais elementos podem pedir a redução do IVA da eletricidade ao seu fornecedor a partir desta segunda-feira e têm de comprovar a sua condição de família numerosa. Em causa está a …

Netflix foi a grande vencedora da noite dos Globos de Ouro

  A 78.ª edição dos Globos de Ouro decorreu de forma virtual, com apresentação de Tina Fey e Amy Poehler e a participação de alguns dos laureados do ano passado. Os Globos de Ouro, prémios de cinema …

Portugal regista mais 34 óbitos e 394 novos casos. O menor número desde setembro

Portugal registou esta segunda-feira 394 novos casos de infeção por covid-19 e mais 34 mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), nas …

Nicolas Sarkozy condenado a três anos de prisão por corrupção

Nicolas Sarkozy foi esta segunda-feira condenado a três anos de prisão por corrupção e tráfico de influências, tornando-se o segundo chefe de Estado condenado em França, após Jacques Chirac em 2011. O ex-Presidente francês foi condenado …

Câmara de Lisboa oferece viagem de táxi a idosos que vão tomar a vacina

Os residentes em Lisboa com mais de 80 anos ou 50 anos e patologias associadas podem deslocar-se gratuitamente de táxi para tomar a vacina contra a covid-19. Os custos da viagem são assumidos pela autarquia …

Liquidez é "abundante" mas "é preciso fazê-la chegar" à economia, diz Centeno

O governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, indicou que a crise de 2008 e de 2020 não são comparáveis devido à abundância de dinheiro disponível e que há liquidez para travar o impacto económico, mas …