Empresário chinês suspeito de lavar milhões de euros detido em Lisboa

PJ / Facebook

A Polícia Judiciária deteve, em Lisboa, um empresário chinês que terá, segundo a investigação, recorrido a esquemas de lavagem de dinheiro para enviar mais de dois milhões de euros para a China.

Um cidadão chinês de 30 anos é suspeito de ter recorrido a “mulas de dinheiro” e a sociedades fictícias criadas com identidades falsas para fazer chegar milhões de euros à China, sem passar pelo Fisco, revela o Jornal de Notícias.

O homem, casado com a proprietária de uma loja de produtos diversos, está indiciado por crimes de falsificação ou contrafação de documentos – punível com multa de até 600 dias ou de até cinco anos de cadeia.

Agora detido pela Polícia Judiciária (PJ), ficou, por decisão do tribunal, a aguardar o desenrolar do processo em prisão preventiva.

Ainda segundo as informações recolhidas pelo Jornal de Notícias, os rendimentos seriam obtidos na área do comércio e da restauração, em estabelecimentos geridos por cidadãos chineses, com o objetivo de o enviar para o país natal.

Inicialmente, terá recorrido a “mulas de dinheiro” (pessoas que recebiam os montantes nas suas contas bancárias e os voltavam a transferir depois para outras, ou que os levantavam e entregavam a outras) que partiam do aeroporto de Lisboa. Em 2018, duas mulheres foram apanhadas pelas autoridades a sair da capital para a China com um milhão de euros em notas.

O procedimento ter-se-á mantido ainda durante 2019, ano em que o suspeito decidiu mudar o seu modo de atuação e passado a recorrer a identidades falsas para criar sociedades fictícias, com contas bancárias associadas.

O valor creditado em numerário nas contas terá ultrapassado os 2,7 milhões de euros.

A Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ fez buscas à casa do homem e encontrou “vários passaportes falsos”, vários deles com “a fotografia do detido”, além de mais de 400 mil euros “dissimulados e acondicionados em diferentes partes da casa”, revela aquela polícia num comunicado.

“Parte da documentação apreendida” e os nomes que constam em três dos passaportes falsos “foram utilizados, no decurso de 2019, para a constituição de diversas sociedades e abertura de várias contas bancárias”, lê-se ainda.

A polícia diz que a alteração do modus operandi do homem, do uso de mulas de dinheiro para a constituição de sociedades falsas e a abertura de contas bancárias tituladas por estas, terá também tido a ver com as restrições em relação a viagens por causa da pandemia.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

O Projeto Galileu quer provar a existência de aliens através da tecnologia deixada para trás

Investigadores vão centrar o seu trabalho na procura de objetos físicos associados a equipamento tecnológico extraterrestre, em oposição às pesquisas anteriores que se focaram em sinais eletromagnéticos. Um grupo de investigadores de Universidade de Harvard está …

O tesouro dos Templários pode estar escondido debaixo de uma casa em Inglaterra

Um historiador inglês alega que um edifício histórico em Burton, em Inglaterra, é onde está escondido o lendário tesouro dos Templários. Existem várias lendas sobre um tesouro que alguns templários conseguiram esconder do rei francês Filipe …

O núcleo interno da Terra está a crescer mais de um lado do que do outro

O núcleo interno da Terra está a crescer mais de um lado do que do outro. No entanto, isto não quer dizer que o nosso planeta esteja a ficar inclinado. Mais de 5.000 quilómetros abaixo de …

Incêndios devastam sul da Europa e obrigam a retirar moradores e turistas

Dezenas de aldeias e hotéis foram este domingo evacuados nas zonas turísticas do sul da Turquia devido a incêndios que começaram há cinco dias e já mataram oito pessoas no país, devastando também regiões da …

Há uma empresa a transformar as cinzas de entes queridos em diamantes

Uma empresa norte-americana transforma cinzas de entes queridos — e animais de estimação — em diamantes, que podem ser colocados em anéis ou colares. Lidar com a morte de um ente querido é sempre uma altura …

Pianista de aeroporto ganhou 60 mil dólares em gorjetas

Tonee "Valentine" Carter, que toca piano num aeroporto norte-americano, ganhou 60 mil dólares (cerca de 50.800 mil euros) depois de um estranho partilhar um vídeo seu a tocar. Tonee "Valentine" Carter, de 66 anos, não é …

Youtubers denunciam campanha de fake news contra vacina da Pfizer

De acordo com a imprensa brasileira, uma agência de marketing terá tentado que influenciadores digitais de todo o mundo partilhassem desinformação sobre as vacinas contra a covid-19. A denúncia foi feita por alguns dos influenciadores …

Na Tailândia, a legalização do aborto enfrenta "resistência espiritual"

Desde fevereiro, qualquer pessoa que procure fazer um aborto na Tailândia consegue fazê-lo legalmente, pelo menos no primeiro trimestre. Ainda assim, muitos médicos e enfermeiros recusam-se a levar a cabo o procedimento. A advogada Supecha Baotip …

Haiti. Viúva do presidente assassinado implica seguranças no crime

Martine Moise, a viúva do presidente haitiano Jovenel Moise — assassinado na sua residência por um comando armado no início de julho — descreveu abertamente o ataque e partilhou as suas suspeitas sobre o crime …

Covid-19. Portugal regista 2.306 novos casos e aumento nos internados

Portugal registou este domingo 2.306 novos casos de infeção por covid-19 e mais oito mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).  Portugal regista este domingo oito mortes atribuídas à covid-19, 2.306 novos casos …