Empresa de anestesista recebeu meio milhão em prestações de serviços no ano passado

A falta de anestesistas tem obrigado os hospitais a contratar especialistas em regime de prestação de serviço. Há empresas a receber quase o dobro do estipulado.

Segundo o Diário de Notícias, são várias as empresas onde os anestesistas recebem quase  o dobro do estipulado por lei. A notícias é avançada pelo matutino esta segunda-feira, numa altura em que a greve no Hospital Amadora-Sintra vem alertar para a falta destes profissionais no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

No ano passado, uma empresa recebeu quase 500 mil euros em prestações de serviço no Centro Hospitalar do Médio Tejo. De acordo com o diário, o anestesista em causa chegou a ganhar 42,21 euros por hora, quando o despacho publicado em 2018 em Diário da República estabelece que os médicos prestadores de serviço devem receber 22 euros e os especializados 26. Só em casos excecionais, e de forma temporária, o valor pode chegar, no máximo, aos 39 euros.

Este está longe de ser o único caso, mas chama a atenção pelo número de horas que conseguiu acumular, numa altura em que a greve de uma semana no Amadora-Sintra vem alertar novamente para a falta de anestesistas no Serviço Nacional de Saúde: os hospitais públicos têm 541 anestesistas em falta, segundo os Censos de Anestesiologia de 2017.

O Ministério da Saúde admitiu ao DN que têm sido autorizados regimes especiais que ultrapassam o imposto por lei “em zonas de reconhecida carência de recursos humanos”.

No entanto, o ministério garantiu que “o recurso ao pagamento de médicos em prestação de serviço tem sido uma opção em última instância, a que se tem recorrido para garantir a prestação de cuidados de saúde com qualidade a todos os portugueses”.

Em dezembro do ano passado, Marta Temido chegou mesmo a mostrar disponibilidade para pagar 500 euros à hora a um anestesista que assegurasse o serviço na Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, durante o Natal.

“Não tenho conhecimento de que esse valor [500 euros] tenha sido pago em lado algum. O valor mais elevado de que ouvi falar foi 100 euros. Isso sim, acredito que em situações muito críticas – no verão, no Algarve, que é uma zona muito carenciada, – valores como este poderão ter acontecido”, refere Rosário Órfão, presidente da Sociedade Portuguesa de Anestesiologia, ao Diário de Notícias.

Esta segunda-feira, os médicos anestesistas do Hospital Amadora-Sintra começam uma greve de cinco dias para exigir a contratação de mais especialistas e condições de segurança clínica.

Há vários anos que os anestesistas deste hospital chamam “a atenção para a séria e grave limitação de anestesistas por excesso de trabalho sem qualquer tipo de resposta por parte do Ministério da Saúde ou mesmo do Conselho de Administração” do hospital, disse à Lusa o secretário-geral do Sindicato Independente dos Médicos, Roque da Cunha.

De acordo com dados adiantados ao DN pela Sociedade Portuguesa de Anestesiologia, faltam 541 anestesistas no SNS. A presidente da Sociedade Portuguesa de Anestesiologia adiantou este não é só um problema português e está relacionado com o envelhecimento da população, que passa a precisar de mais cuidados de saúde.

“O aumento dos atos que pedem a presença de um anestesista cresceu de uma forma exponencial, que não foi compensado em nenhum sítio do mundo”, afirmou Rosário Órfão.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Refugiados em greve de fome por falta de condições em campo bósnio

Centenas de refugiados de um campo improvisado em Vucjak, na Bósnia, estão em greve de fome pelo segundo dia consecutivo para protestar contra a situação degradante em que se encontram. Os refugiados no campo improvisado …

Ex-aliada de Bolsonaro denuncia grupo difusor de notícias falsas ligado ao Presidente

A deputada brasileira Joice Hasselmann, ex-líder do Governo de Jair Bolsonaro no congresso, denunciou na quarta-feira a atuação de um grupo difusor de "fake news" (notícias falsas) ligado ao atual Presidente, Jair Bolsonaro, e que …

Banco BiG: EUA e China vão chegar a acordo, mas não será duradouro

No "Outlook" para 2020, os analistas do banco BiG defendem que será improvável que Estados Unidos e China cheguem a um consenso suficiente para reverter as taxas aduaneiras impostas. De acordo com os analistas do banco …

Alemanha expulsa dois diplomatas russos. Rússia vai tomar medidas

Dois diplomatas russos, acusados pelo Ministério Público alemão de falta de cooperação na investigação de um homicídio, foram expulsos da Alemanha. A Rússia já reagiu e avisou que tomará medidas. Esta quarta-feira, a Alemanha expulsou "com …

Segurança Social demora quase cinco meses a pagar pensões

Em 2018, os beneficiários da Segurança Social tiveram de esperar, em média, 147 dias - cerca de cinco meses -, entre o dia que se aposentaram e o momento que começaram a receber a pensão …

Empresas fechadas e 28 mil despedimentos. Setor têxtil pode atravessar crise

Até 2025, a indústria têxtil em Portugal pode ver um terço das empresas a fecharem e 28 mil trabalhadores a serem despedidos. Este é o pior cenário equacionado no setor nos próximos anos. O setor da …

Ministério Público arquiva queixa de Aguiar-Branco contra Ana Gomes por difamação

Aguiar Branco tinha levantado um processo de difamação a Ana Gomes por declarações sobre alegadas ligações entre o seu escritório de advogados e o grupo Martifer. O Ministério Público (MP) arquivou a queixa apresentada pelo ex-ministro …

66 louvores a funcionários. Centeno é o ministro mais "agradecido" de todo o Governo

Mário Centeno e os seus secretários de Estado publicaram em Diário da República 66 louvores. O seu gabinete garante que não há qualquer significado político associado - nem mesmo uma despedida anunciada. O louvor é dado …

Os glaciares da Nova Zelândia estão a mudar de cor

À medida que o Hemisfério Sul entra no verão, acontece uma temporada catastrófica de incêndios florestais na costa leste da Austrália. Há casas destruídas, coalas a morrer e um fumo espesso que cobre o estado …

Não se irrite. Fisco vai comunicar de forma mais clara

A Autoridade Tributária e Aduaneira vai lançar um serviço de apoio e defesa ao contribuinte que usará uma linguagem mais simples e clara. A alteração é inspirada num modelo britânico. A Autoridade Tributária e Aduaneira vai …