Embaixadora dos EUA na ONU demite-se (e Trump gostaria de ver Ivanka “dinamite” no cargo)

Michael Reynolds / EPA

O Presidente norte-americano reuniu-se com a embaixadora demissionária hoje na Sala Oval

Nikki Haley, a embaixadora escolhida por Donald Trump para representar os Estados Unidos nas Nações Unidas, pediu esta terça-feira a demissão do cargo para o qual foi nomeada em 2016.

O pedido de demissão foi confirmado pelo Presidente norte-americano, que indicou que a embaixadora sairá no final do ano. “[Halley] fez um trabalho fantástico“, considerou Donald Trump após ter reunido com Halley nesta manhã na Casa Branca.

Momentos antes desta confirmação oficial, vários média norte-americanos já davam conta que Nikki Haley planeava apresentar a sua demissão ao Presidente Trump.

Segundo a Associated Press, Trump caracterizou Haley como uma “pessoa muito espeecial”, afirmando que juntos “resolveram muitos problemas”. Além disso, nota a agência de notícias, o Presidente revelou que a embaixadora já tinha demonstrado vontade de abandonar o cargo na ONU há cerca de seis meses e que vai anunciar a sua sucessão dentro de “duas ou três semanas”.

Por sua vez, Nikki Haley, considerou ter sido “uma bênção ir para as Nações Unidas com um colete à prova de balas”, referindo-se à postura dura com que diz ter defendido os Estados Unidos na organização mundial – principalmente face ao Irão e à Coreia do Norte.

A embaixadora demissionária, nomeada para o cargo em novembro de 2016, não revelou as motivações que a levaram  deixar o cargo. Contudo, frisou, e tendo em conta que é um nome em ascensão no Partido Republicano, que não o fez com aspirações políticas, garantindo que não se vai candidatar nas presidenciais de 20202.

“Dei tudo de mim nestes últimos oito anos”, disse, acrescentando que acredita que “é bom haver a oportunidade de trocar com outras pessoas que possam colocar a mesma energia e poder no cargo”, rematou citada pela AP.

Antes de ser nomeada por Trump, Haley, de 46 anos, foi governadora da Carolina do Sul, tendo sido a primeira mulher a ocupar tal cargo.

Ivanka “dinamite” para o cargo

Para o Presidente norte-americano, “não há ninguém mais competente no mundo” para substituir Nikki Haley como embaixadora das Nações Unidas do que a filha, Ivanka Trump.

Em declarações à cadeia televisiva NBC após o anúncio da saída de Haley, Donald Trump disse que Ivanka Trump seria “dinamite” ao desempenhar o cargo, mas admite que se tomasse a decisão de a nomear seria acusado de “nepotismo”.

Pouco depois, e reagindo às declarações do seu pai, Ivanka escreveu no seu Twitter que “é uma honra trabalhar na Casa Branca”, afirmando ter a certeza de que Donald Trump nomeará alguém “formidável” para o cargo de embaixador da ONU, mas deicou bem claro: “A substituta não serei eu”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …