Embaixador francês na China diz ter feito alerta sobre a pandemia em dezembro

agenciasenado / Flickr

Laurent Bili, embaixador francês em Pequim

O embaixador de França em Pequim diz ter alertado o ministro dos Negócios Estrangeiros e o Presidente para “um perigoso vírus assinalado em Wuhan”. O MNE francês já veio desmentir essas declarações.

De acordo com o Observador, que cita a última edição do Le Canard Enchaîné, o embaixador francês em Pequim, Laurent Bili, alertou, em dezembro do ano passado, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Jean-Yves Le Drian, e o Presidente Emmanuel Macron para “um perigoso vírus assinalado em Wuhan”.

O semanário satírico francês escreve que o chefe de Estado e o Ministério dos Negócios Estrangeiros estavam na posse de informação “alarmante” sobre a evolução da pandemia, mas “não prestaram atenção”.

Entretanto, o gabinete de Jean-Yves Le Drian já veio desmentir a notícia, garantindo que ambos só foram informados da existência do vírus a 31 de dezembro de 2019, na altura em que a China comunicou a situação à Organização Mundial de Saúde (OMS).

“A partir do momento em que as autoridades de Wuhan anunciaram uma nova pneumonia, a 31 de dezembro, o cônsul geral em Wuhan alertou, nesse mesmo dia, o centro de crise do ministério e a embaixada”, refere o comunicado do ministério, citado pelo jornal online.

Esta semana, um estudo revelou que o novo coronavírus já estava ativo no país no final de dezembro, tendo indicado que o primeiro caso suspeito poderá ter sido detetado, em Paris, a 27 de dezembro.

Sobre esta questão, a diretora do Departamento de Doenças Emergentes da OMS, María Van Kerkhove, diz que é possível. “Precisamos de mais informação e temos de observar o historial clínico, mas pode ter havido algum caso em França nessa data tão anterior“, admitiu, em conferência de imprensa.

Rejeitando fazer demasiadas especulações, a responsável da OMS assinalou que o primeiro caso em Wuhan foi detetado a 1 de dezembro e que “é possível que alguém tenha viajado dali para outro lugar”.

O diretor da OMS para as Emergências Sanitárias, Mike Ryan, sublinhou, na mesma conferência de imprensa, que casos isolados como o de França poderão não ter feito soar os alarmes por não terem sido detetados em muitas pessoas em simultâneo, como aconteceu em Wuhan.

“Os casos em Wuhan eram de pneumonia atípica, os resultados deram negativo para patógenos normais e entendeu-se que se tratava de algo novo e nocivo“, recordou, apelando para que a investigação a casos antigos prossiga, e em mais países, e aconselhando a que se guardem amostras de doentes, porque poderão ser úteis no futuro.

Alguns países guardam amostras epidemiológicas recolhidas nas épocas de gripe, que agora estão a ser investigadas em busca dos casos mais precoces de covid-19, para conhecer as primeiras evoluções da doença, cuja origem ainda tem muitas incógnitas.

Estudos feitos nos Estados Unidos indicam que os primeiros pacientes com covid-19 terão sido contaminados em finais de 2019 também neste país.

França já ultrapassa as 25.800 vítimas mortais desde o início da pandemia, sendo o quinto país mais atingido no mundo, apenas atrás de Estados Unidos (68.934 mortos), Reino Unido (29.427), Itália (29.315) e Espanha (25.613).

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …

Astronautas da NASA fizeram partidas por telefone para "matar" tempo durante o regresso à Terra

Os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley fizeram algumas partidas por telefone durante o regresso à Terra a bordo cápsula Dragon, da empresa SpaceX de Elon Musk, num voo que foi duplamente histórico. …

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …

Norte-americano detido depois de usar fundos da covid-19 para comprar um Lamborghini

As autoridades dos Estados Unidos detiveram um empresário que comprou um carro de luxo da marca Lamborghini com dinheiro que recebeu de programas federais para ajudar os afetados pelo novo coronavírus (covid-19). A notícia é …

FC Porto e Benfica disputam Supertaça a 23 de dezembro

O jogo da Supertaça, que vai opor o FC Porto ao Benfica e que deveria a abrir a temporada 2020/21, vai disputar-se a 23 de dezembro, anunciou, esta quarta-feira, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Em …