Elon Musk tem uma nova ideia para tornar Marte habitável

Bret Hartman, TED / Flickr

Elon Musk, CEO da Tesla e SpaceX

O multimilionário norte-americano Elon Musk tem uma nova ideia para tornar Marte habitável: instalar milhares de satélites solares refletores para aquecer o Planeta Vermelho, revelou o também CEO da Space X e Tesla no Twitter.

Musk não revelou muito sobre a sua ideia, mas o mas o CNET avança que o projeto dos satélites solares está de alguma forma relacionado com o trabalho realizado pelo cientista Rigel Woida, da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos.

Em 2006, Woida foi premiado pela NASA por estudar o “uso de grandes espelhos orbitais leves e de grande abertura para ‘terraformar’ uma área de superfície marciana para que os humanos pudessem colonizar o Planeta Vermelho de forma acessível”.

Tal como recorda o portal, tornar Marte mais habitável para humanos é um sonho antigo da ficção científica. O planeta pode ficar extremamente frio, exigindo investimentos significativos em habitats seguros, bem como em roupas espaciais desenhadas para enfrentar temperaturas extremas.

Na base da ideia de Musk estará o conceito de refletor. Em 2007, Woida publicou um relatório detalhando como é que um sistema deste poderia funcionar. A ideia do cientista passava por colocar uma série de satélites em órbita que refletissem estrategicamente o calor do sol na superfície de Marte.

Agora, a ideia de Musk pode ser semelhante a de Woida.

https://twitter.com/elonmusk/status/1163874793113866240

“Pode fazer sentido ter milhares de satélites refletores solares para aquecer Martes versus sóis artificiais”, escreveu o multimilionário, dando conta, contudo, que a melhor ideia está ainda “a ser determinada”.

Musk aproveitou ainda para esclarecer outra das suas ideias antigas para Marte, o Nuke Mars, que seriam uma espécie de explosões nucleares no Planeta Vermelho.

Nuke Mars refere-se a “um fluxo contínuo de explosões de fusão nuclear muito baixas sobre a atmosfera [de Marte] para criar sóis artificiais. Tal como acontece com o nosso Sol, estas explosões não fariam com que Marte se tornasse radioativo”, assegurou.

Quando apresentada por Musk, esta ideia mais antiga gerou alguma controvérsia entre a comunidade científica. O multimilionário sugeriu criar um efeito estufa no Planeta Vermelho por meio de explosões nucleares, para que se gerasse uma quantidade suficiente do oxigénio e os humanos pudesse caminhar pela superfície do planeta sem trajes espaciais, tal como recorda a Sputnik News.

Contudo, alguns cientistas defenderam que estas explosões poderiam gerar nuvens na atmosfera marciana que, por sua vez, iria bloquear a luz do Sol, tornando-o mais frio. Ou seja, a ideia de Musk poderia ter o efeito contrário ao desejado.

A nova ideia pode, no entanto, não ser suficiente para tornar Marte “hospitaleiro” para futuros colonos no planeta. Em 2018, a NASA publicou um estudo no qual apontava que a transformação do meio marciano inóspito num lugar onde astronautas poderiam trabalhar sem suporte vital não é possível recorrendo às tecnologias modernas.

De acordo com um dos autores da investigação, Bruce Jakosky, da Universidade de Colorado, nos Estados Unidos, “não existe dióxido de carbono suficiente” para gerar um aquecimento significativo através do efeito estufa. “A maioria do dióxido de carbono não é acessível e não seria fácil mobilizá-lo”, defendeu.

ZAP //

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. O ser humano não é humano! Não seria mais fácil habitar os desertos ou as partes secas da África? Ou mesmo a Antártida? E salvar vidas que estão sofrendo dia após dia no mundo inteiro e morrer como herói? Não. Destrói a terra, e gastam bilhões de dólares para encontrar um planeta para jogarem bombas atômicas. Não a maior honra nessa vida, do que salvar uma vida.

  2. Se calhar alguns não são mesmo humanos, pois como o comentário anterior, gastar milhões para tornar outro planeta habitável, quando temos um fantástico e podemos reverter a destruição, sabemos já muita coisa que é possível fazer.
    No entanto o sistema económico, dominado por grandes corporações, compra novas tecnologias de baixa pegada ecológica (como baterias de sódio ou grafeno) e coloca-as numa gaveta, pois não interessa para os lucros das mesmas.

    • E você não sabe da missa a metade…
      Só lhe digo: toda a tecnologia necessária para limpar o planeta, energia limpa, ponto zero antigravidade, replicadores, tudo já existe… O problema? o nosso sistema económico financeira dava o berro muito depressa. Inclusive o dinheiro deixava de fazer qualquer sentido. Agora pense.
      William Tompkins, Corey Goode, Captain Kaye. Procure saber mais.

  3. Pois é… Na ridícula concepção humana é mais viável gastar bilhões para tornar Marte habitável, do que investir na preservação do nosso planeta Terra.

  4. Um “palhaço”,sem ofensa para os palhaços,que ganha biliões na especulação,propaganda,publicidade e que aplica algum a pagar salários a cientistas para manter o oficio vivo,um chicoesperto, mais comummente conhecido,ele sabe que há idiotas para tudo e que serão eles os financiadores para a sua fortuna…

  5. Este ignorante milionário, parte do principio, errado, de que Marte não é habitado. na verdade, não é habitado na superfície, mas sim no seu interior, e podem ficar descansados os “espertos, que não terão poiso na superfície, e muito menos no interior, sobretudo, com o grau de agressividade dos selvagens que querem lã ir.

    • Porque acha que nunca mais meteram os pés na Lua?
      A Lua é como a Antártida, mas com “nações” extraterrestres. Mas os humanos também estão lá… Temos representantes, apenas de serem assuntos secretos…

      Está a par do whistleblower William Tompkins? Infelizmente faleceu pouco tempo depois de falar publicamente sobre o programa espacial secreto dos EUA e entre outros…

  6. E umas palas quer?

    O que é que a “corrida” ao espaço tem a ver com melhorar a vida no planeta terra? NADA. É que neste momento ainda por cima essa “corrida” é feita por privados. Mas mesmo que fosse feita por dinheiros públicos, isso seria apenas menos que 0,00001% do que se gasta em guerra, p.e.

    Por outro lado, muitas das grandes inovações que nos ajudam do dia a dia vieram da NASA, basta ver o numero de patentes que a NASA registou ao longo dos anos.

    Quando vier um meteoritos ou uma super erupção que nos lance em nova época glaciar (não é se, é quando) vai dar jeito a essas futuras gerações que os humanos habitem outros planetas (claro que estamos a falar de muitos milhares de anos). Agora, claro, que temos de conservar o nosso planeta, para isso bastaria desviar os fundos para os locais necessários. Podemos começar pelo fim do desbaste na Amazónia.

  7. Quando por cá o ser humano se entretém a destruir o planeta com guerras, sem qualquer controlo de natalidade e a devastar tudo à sua volta na mais pura ganância que é e possivelmente será a sua única casa de habitação durante toda a sua existência como ser, não parece muito lógico andar-se à procura de nova casa sobretudo em planetas inóspitos que certamente nunca terão condições de habitabilidade enquanto o ser humano existir e que possivelmente não será por muito mais tempo a ter em conta a velocidade a que o nosso planeta é deteriorado com a grande maioria dos humanos a fazer de conta que nada se passa.

  8. Este gajo devia e podia gastar esse dinheiro para ajudar a melhorar as condições neste planeta, em vez de andar com a cabeça em Marte. Assenta os pés na Terra e investe aqui que é o teu planeta também.

Responder a Odair Cancelar resposta

Homem na casa dos 20 anos morre de peste no Novo México

Um homem na casa dos 20 anos morreu de peste septicémica no estado norte-americano do Novo México, anunciaram as autoridades de saúde deste estado. A vítima, cuja identidade não foi revelada publicamente, viva em Rio …

Cara do pintor italiano Rafael reconstruida para resolver mistério do seu túmulo

Uma equipa de especialistas fez uma reconstrução em 3D da cara do pintor italiano renascentista Rafael. Assim, confirmaram o seu aspeto físico e resolveram o mistério relativamente ao seu túmulo. O rosto do pintor italiano Rafael …

Novo método não-invasivo permite diagnosticar cancro cerebral sem fazer incisões

Diagnosticar tumores cerebrais pode ser difícil e muito invasivo. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu um método para detetar cancro no cérebro sem ser necessária qualquer incisão. Os tumores cerebrais são normalmente diagnosticados através de imagens …

A última plataforma de gelo intacta do Canadá colapsou. Criou um icebergue maior do que o Porto

A plataforma de gelo Milne, no Canadá, fragmentou-se no final do mês de julho, formando vários icebergues, dois dos quais de grandes dimensões. Cientistas ouvidos pela agência noticiosa AP referem que esta era uma plataforma especial, …

Ícones da moda de luto: a indústria fashion nunca mais será a mesma

Muitas são as áreas da economia a ser gravemente afetadas pela pandemia de covid-19. A indústria da moda não foge à tendência e já são muitos os líderes de grandes marcas a "declarar morte" à …

Covid-19: Cigarros eletrónicos aumentam riscos de infeção em cinco a sete vezes para jovens

O risco de contrair covid-19 entre adolescentes e jovens adultos que fumam cigarros eletrónicos é cinco a sete vezes superior, segundo um estudo liderado pela faculdade de Medicina da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. O …

Apenas 10% da população escreve com a mão esquerda. Cientistas lutam para explicar porquê

Em praticamente qualquer lugar do globo, apenas 10% das pessoas são canhotas, isto é, têm maior habilidade com o lado esquerdo do corpo, especialmente com a mão, comparativamente com o lado direito. Os cientistas tentam há …

Para reavivar o turismo, esta pequena cidade está a contar com a ajuda dos "vampiros"

A pequena cidade de Forks, em Washington, nos Estados Unidos, é lar de 3.600 pessoas, cujos meios de subsistência nos últimos 15 anos foram impulsionados por uma indústria do turismo alimentada por "Crepúsculo", a série …

Tim Cook acaba de se juntar ao clube dos milionário à boleia de recorde histórico da Apple

O diretor-executivo (CEO) da Apple, Tim Cook, acaba de se juntar à lista de multimilionários do mundo, depois de a gigante tecnológica norte-americana atingir um valor de mercado histórico. De acordo com os cálculos da …

Cientistas calculam probabilidade de contágio ao viajar de comboio

Investigadores da Universidade de Southampton, no Reino Unido, calcularam a probabilidade de contrair covid-19 ao viajar numa carruagem de comboio com uma pessoa infetada. Em colaboração com a Academia Chinesa de Ciências, a Academia Chinesa de …