Elon Musk voltou a confundir o Twitter – desta vez, em chinês

O bilionário sul-africano Elon Musk é conhecido por “incendiar” a Internet com os seus tweets. Desta vez, fê-lo noutra língua.

O homem mais rico do mundo, que é também bastante polémico no Twitter, quer agora alguma paz – pelo menos, segundo o poema chinês que publicou, recentemente, nesta rede social.

Na segunda-feira, Elon Musk escreveu “A Humanidade”, seguido do poema chinês The Quatrain of Seven Steps, um poema clássico muito conhecido, utilizado para descrever lutas entre pessoas próximas.

Feijões em lume brando numa chama de pé de feijão
De dentro do pote expressaram a sua ira:
“Vivos nós brotamos numa única raiz…
Qual é a pressa para nos cozinhar na fogueira?”

De acordo com a Vice, os versos foram atribuídos a Cao Zhi, filho do famoso senhor da guerra Cao Cao Cao, que viveu entre 192 e 232 durante o período dos Três Reinos.

Apesar de ser contestado, o conto popular diz que após a morte de Cao Cao Cao, o seu filho mais velho Cao Pi lhe sucedeu para se tornar imperador.

Cao Pi tinha ciúmes do talento literário do seu irmão mais novo, Cao Zhi, e queria encontrar uma desculpa para o matar. Certo dia, Cao Pi ordenou a Cao Zhi que fizesse um poema sobre a sua relação fraterna em sete passos, e prometeu que o irmão mais novo seria executado se falhasse.

Zhi escreveu os versos, numa alusão à cruel tentativa de Pi de assassinar o seu próprio irmão. Envergonhado, Cao Pi acabou por deixar Cao Zhi viver.

Na China, o poema é ensinado a estudantes do ensino primário e é frequentemente citado por pessoas para descrever rivalidades desnecessárias.

Após a publicação de Musk, a Internet ficou num alvoroço para saber o motivo que levou o bilionário a fazer este post.

A Vice escreve que o CEO da Tesla pode estar a referir-se a uma discussão recente com o diretor do Programa Alimentar Mundial (PAM) das Nações Unidas.

Após David Beasley ter afirmado que 2% da fortuna de Musk (cinco mil milhões de euros) resolveria o problema da fome no mundo, o dono da Tesla escreveu no Twitter que está disposto a doar essa verba se o PAM provar que isso é verdade.

O poema publicado pelo empresário podia também ser uma alusão à rivalidade entre a Dogecoin e a Shiba Inu, duas criptomoedas que, como o poema dizia, “brotaram numa única raiz”.

Musk é apoiante da Dogecoin, mas a Shiba Inu, lançada em 2013, acabou de a ultrapassar em valor de mercado.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.