Tensão nas eleições da JSD-Porto levam à intervenção da PSP

Rosina Ribeiro Pereira / Facebook

Rosina Ribeiro Pereira, ex-líder da JSD-Porto

Rodrigo Passos foi eleito, no sábado, como novo líder da JSD-Porto, substituindo Rosina Ribeiro Pereira, que deixou algumas palavras duras para comentar o que se passou no ato eleitoral.

Segundo o Público, Rosina Ribeiro Pereira, eleita em janeiro de 2018, perdeu as eleições, no último sábado, para Rodrigo Passos por 61 votos.

O jornal escreve que o ato eleitoral terá sido marcado pela intervenção da PSP na sede do partido, no Bonfim, depois de ter sido chamada devido a alguma tensão entre as duas candidaturas por causa da não abertura das urnas à hora marcada.

Numa publicação no Facebook, a agora ex-dirigente da JSD-Porto diz sentir-se chocada com algumas coisas a que assistiu. “Ao fim de tanto tempo de atividade e participação partidária, ainda vejo coisas que me chocam, mas o que me leva a falar, para além da natureza dessas ações, é a sua frequência, naturalidade e a sensação de impunidade associada. Aquilo que considerava ser a exceção, tornou-se a regra”.

Rosina denuncia que “há pessoas que usam o seu horário de trabalho na função pública para trabalhar para o partido, colocando até as instalações ao serviço do mesmo, quando apenas, e só, deveriam estar ao serviço da população”, acrescentando que há “fichas de militantes que desaparecem porque não são do interesse do ‘cacique’, sem prestarem um único comprovativo de recebimento das mesmas”.

“Outras, usam dinheiro de campanhas eleitorais para comprar certos ‘jotas’ e, pior ainda, esses aceitam receber, criando assim a sua rede de dependência”, denuncia ainda.

“A verdade é que do lado dos ‘jotas’, a coisa não fica melhor“, afirma Rosina, revelando que se deparou com “a falta de educação, o bullying, a hostilização, a ação política motivada pelo ódio e pelos lugares, a subserviência a grupos de interesses, a incoerência e a falta de verticalidade”.

A candidata derrotada diz que, no sábado, “o ‘cacique’ foi ao extremo”, adiantando que, à porta da sede, havia “várias pessoas a ‘dar baixa’ de quem vinha ou não vinha”, vendo “fazer o que antes se fazia à porta fechada”.

“Existem, ainda, os que se consideram acima das regras. Que os horários de eleição não são para cumprir e que não é da sua competência organizar o ato eleitoral, mesmo quando são eleitos para tal”, refere, numa alusão ao presidente da mesa, João Menezes, que, segundo o mesmo jornal, chegou atrasado.

“Não fomos subservientes ao partido. Não nos calámos. Não desistimos. Não nos vergámos. Não nos vendemos. Não descartámos ninguém da nossa equipa para fazer acordo nenhum. Trabalhámos muito, fizemos da JSD do Porto aquilo que achamos que deve ser uma juventude partidária e, com isso, conseguimos captar imensa gente que veio para ficar e continuar a fazer diferente”.

“Outras etapas virão, mas sempre com a mesma certeza e convicção de que não estamos aqui para alimentar os vícios partidários. Ainda que todos, eu não”, conclui.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Conceição queixou-se das condições, mas a realidade é bem diferente

No fim do jogo da final da Taça da Liga, Sérgio Conceição desabafou sobre as condições em que trabalha. No entanto, a realidade mostra algo bem diferente daquilo que o treinador dá a entender. Após a …

Estado Islâmico elege Israel como "alvo específico" da sua luta

O grupo 'jihadista' Estado Islâmico (EI) afirmou na segunda-feira, através de uma mensagem áudio, pretender desencadear uma "nova fase" da sua 'jihad', ao eleger Israel como alvo específico. O apelo foi emitido quando o Presidente norte-americano …

Francisco Rodrigues dos Santos: "No CDS não existem Joacines"

O líder do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, afirmou hoje ter uma "confiança inabalável em todos os deputados" que representam o partido na Assembleia da República, e remeteu para mais tarde a questão da liderança …

Cada vez mais freiras sofrem de burnout no Vaticano

Há cada vez mais freiras a sofrerem de burnout no Vaticano. Várias irmãs denunciaram excesso de trabalho, stress, exploração laboral e abusos por parte dos superiores. Sem contrato de trabalho ou horários definidos, muitas freiras que …

"Foi uma cena de acidente devastadora". Helicóptero que matou Kobe Bryant não tinha caixa negra

As circunstâncias do acidente que provocou a morte de Kobe Bryant, da filha do ex-basquetebolista da NBA e de mais quatro pessoas, continuam a ser investigadas. Sabe-se, agora, que o helicóptero onde seguiam as vítimas …

EUA apresentam plano de paz para o Médio Oriente já condenado pela Palestina

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, apresenta esta terça-feira o seu plano de paz para o Médio Oriente, após reuniões com líderes israelitas, que poderá estar condenado ao fracasso, perante a rejeição dos …

Vacina chinesa para o coronavírus pode começar a ser testada em menos de 40 dias

A equipa chinesa que trabalha no desenvolvimento de uma vacina para combater o coronavírus de Wuhan disse que espera poder começar os testes em menos de 40 dias, informou a agência estatal Xinhua. Pelo menos 106 …

Netanyahu anuncia retirada da sua imunidade parlamentar

Benjamin Netanyahu retirou o pedido de imunidade ao Parlamento israelita contras as três acusações de que foi alvo em novembro, que envolvem casos de corrupção, fraude e abuso de confiança. O primeiro-ministro de Israel disse, em …

Vitória já tem proposta por Tapsoba (e pode fazer encaixe histórico)

O Vitória de Guimarães recebeu uma proposta por Edmond Tapsoba que pode levar os vimaranenses a abrir mão do jogador. Sabe-se que a proposta recebida ronda os 20 milhões de euros. A notícia avançada esta terça-feira …

Livre exige que património das ex-colónias em museus portugueses seja devolvido

O Livre quer que todo o património das ex-colónias, presente em território português, possa ser restituído pelos países de origem de forma a “descolonizar” museus e monumentos estatais. O partido da papoila quer que o património …