”Me and Earl and the Dying Girl” vence Festival de Sundance

O filme dramático “Me and Earl and the Dying Girl”, do realizador espanhol espanhol Alfonso Gómez-Rejón, foi o grande vencedor da trigésima primeira edição do Festival de Sundance, anunciou neste domingo a organização numa cerimónia em Park City, em Utah.

O filme ganhou os prémios do Público e do Grande Júri para melhor filme dramático, com a história de um estudante de cinema que vê a sua vida ser interrompida quando a mãe o obriga a fazer amizade com uma aluna que tem leucemia.

Thomas Mann, Olivia Cooke e Connie Britton compõem o elenco do filme, a segunda longa-metragem da carreira de Alfonso Gómez-Rejón, um realizador de raízes mexicanas, nascido em Laredo, no Texas, e que já trabalhara como assistente de realizadores de renome.

Alfonso Gómez-Rejón era membro habitual da equipa técnica de Alejandro González Iñárritu (realizador de “Babel” e “21 Gramas”), de Nora Ephron (“Julie & Julia”), de Kevin MacDonald (“The Eagle”) e ainda trabalhou com Ben Affleck no filme “Argo” e Martin Scorsese em “Casino”.

“Isto é totalmente um sonho. Esta semana tem sido uma catarse incrível por muitas razões. Este filme significa muito para mim”, afirmou Alfonso Gómez-Rejón, que dedicou o prémio do Público a todos os “jovens artistas” da sua cidade e da sua irmã de fronteira, a cidade mexicana de Nuevo Laredo.

O realizador assegurou que a sua longa-metragem foi uma homenagem à memória do seu pai, recordando-o emocionado e nervoso no momento de receber o galardão do júri na gala celebrada em Park City, em Utah.

O prémio do júri para melhor filme estrangeiro foi para a coprodução britânico-neozelandesa “Slow West”, enquanto o prémio para melhor documentário internacional foi entregue a “The Russian Woodpecker”.

The Wolfpack“, a história de uns jovens fechados em casa e criados à base de filmes, recebeu do júri o título de melhor documentário feito nos EUA.

O público escolheu “Meru” na categoria de melhor documentário norte-americano e “Dark Horse” (do Reino Unido) na categoria de melhor documentário estrangeiro.

O filme indiano “Umrika” foi o preferido do público na categoria de melhor filme estrangeiro.

O Festival Sundance de cinema independente, que começou no dia 22 de Janeiro e termina hoje, reconheceu ainda o trabalho de Matthew Heineman, que obteve dois prémios, o de melhor diretor de documentário e o de melhor fotografia por “Cartel Land”, no qual retrata o grupo de autodefesa de Michoacán (México) na sua luta contra um cartel de droga.

O júri atribuiu também um galardão especial aos realizadores Bill Ross e Turner Ross pelo seu documentário “Western”, sobre a relação entre duas cidades fronteiriças dos EUA e do México.

O cinema brasileiro foi igualmente recompensado este ano no Sundance, onde as atrizes Regina Casé e Camila Márdila receberam um prémio especial do júri pelas suas interpretações em “Que horas ela volta”.

No total, a presente edição do Sundance, o maior e mais prestigiado festival de cinema independente, apresentou 123 longas-metragens, 56 em competição, dos quais 106 foram estreias mundiais.

/Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

Voos entre Portugal e Reino Unido suspensos a partir de sábado

O primeiro-ministro, António Costa, anunciou esta quinta-feira, depois do Conselho Europeu, que as ligações aéreas de e para o Reino Unido ficarão suspensas a partir das zero horas deste sábado, visando diminuir o risco de …

PSD pede ao Governo que organize o ato eleitoral com segurança (e apela ao voto em Marcelo)

O presidente do PSD apelou ao Governo que organize o ato eleitoral de domingo de forma a que as pessoas “sintam segurança” e pediu aos portugueses que vão votar, recordando, contudo, que defendeu o adiamento …

"Reaparecimento" de Jack Ma faz disparar o valor da Alibaba

Jack Ma, fundador da Alibaba, participou numa conferência online nesta quarta-feira, depois de mais de dois meses sem aparecer em público, fazendo disparar o valor de mercado da sua empresa, avança a Bloomberg. De acordo …

15 testes de covid-19 por mês: Rui Costa antevê a nova época

Ciclista português quer terminar o ano no topo da tabela UCI. Os Jogos Olímpicos estão na lista de prioridades mas a Volta a França também pode aparecer no calendário. Rui Costa entra na nova temporada com …

A segurança da Casa Branca pode estar em perigo (e a culpa é da bicicleta estática de Biden)

Na quarta-feira, Joe Biden assumiu a presidência dos Estados Unidos, o que significa que, a partir de agora, viverá na Casa Branca. Porém, os hábitos do novo Presidente podem ameaçar a segurança das informações de …

Rio acusa Costa de desgoverno: Só fechou as escolas por "pressão da opinião pública"

O presidente do PSD considerou que o Governo não fechou as escolas mais cedo porque não estava preparado para o fazer, acusando o primeiro-ministro de “desgoverno” e de só ter decidido perante “pressão da opinião …

Lei da eutanásia aprovada na especialidade. PS, BE e PAN votaram a favor

A lei da morte medicamente assistida foi esta quinta-feira aprovada, na especialidade, na comissão de Assuntos Constitucionais, com os votos favoráveis do PS, BE e PAN, o voto contra do CDS-PP e PCP e abstenção …

MP abre inquérito à morte de idoso que esperou três horas em ambulância em Portalegre

O Ministério Público (MP) abriu um inquérito sobre a morte de um idoso, de 87 anos, na passada segunda-feira, no hospital de Portalegre, depois de estar quase três horas numa ambulância. Questionada pela agência Lusa através …

AHRESP pede revogação da proibição de venda de bebidas em take away

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defendeu, na quarta-feira, a revogação da proibição da venda, no 'take away' de qualquer tipo de bebidas, alertando que o que se pretende impedir é …

Governo garante que Portugal terá todas as vacinas para cumprir plano de vacinação

O Ministério da Saúde garantiu que Portugal terá todas as vacinas necessárias para cumprir o plano de vacinação estabelecido, tendo já assegurado mais de 31 milhões de doses, suficientes para vacinar mais de 18 milhões …