É oficial. Luís Montenegro vai ser candidato à liderança do PSD

8

ppdpsd / Flickr

O ex-líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro

Luís Montenegro

O antigo líder parlamentar do PSD disse que tomou a decisão após ter escutado “muitos militantes, autarcas e cidadãos e após ter recebido incentivos e sugestões vindos de dentro e de fora do partido”.

O antigo líder parlamentar do PSD Luís Montenegro confirmou esta segunda-feira à Lusa que será candidato a presidente do partido nas próximas eleições diretas, marcadas para 28 de maio.

“Após algum tempo de reflexão pessoal e política, tomei a decisão de me candidatar a presidente do PSD”, anunciou Luís Montenegro, numa declaração à Lusa.

O antigo líder parlamentar social-democrata disse ter tomado a decisão depois de “escutar muitos militantes, autarcas e cidadãos e após ter recebido incentivos e sugestões vindos de dentro e de fora do PSD”.

Montenegro adiantou ainda a sua intenção de não falar publicamente antes de se dirigir diretamente aos militantes do PSD, o que acontecerá, em princípio, na próxima semana.

Esta será a segunda vez que Luís Montenegro se candidata à liderança do PSD, depois de ter disputado a presidência do partido em janeiro de 2020, perdendo para o atual presidente, Rui Rio.

Nessa ocasião, obrigou Rio a uma inédita segunda volta no PSD (Miguel Pinto Luz foi o terceiro candidato que se ficou pela primeira volta, com cerca de 9,5% dos votos) e conseguiu 47% dos votos.

Na noite da derrota, o antigo deputado avisou logo que não valia a pena anunciarem a sua morte política, considerando que essa notícia seria “manifestamente exagerada”, mas manteve-se discreto na sua intervenção política nos dois anos seguintes.

Fez campanha em Espinho, onde reside, ao lado de Rui Rio nas últimas legislativas e, apesar de se ter mantido em silêncio desde a derrota do PSD em 30 de janeiro, a sua candidatura à liderança do partido era dada como praticamente certa.

Luís Filipe Montenegro Cardoso de Morais Esteves, de 49 anos, e advogado de profissão, destacou-se como deputado — sempre eleito por Aveiro — e, sobretudo, como líder parlamentar do PSD.

Assumiu o cargo de presidente da bancada do PSD já após a vitória de Pedro Passos Coelho nas legislativas, em junho de 2011, e manteve-se até 2017, sendo o presidente de bancada mais duradouro entre os sociais-democratas.

Luís Montenegro deixou o parlamento em abril de 2018, 16 anos depois de tomar posse como deputado, em 2002, e é agora o primeiro candidato anunciado à sucessão de Rui Rio.

O atual presidente do PSD, que ocupa o cargo desde janeiro de 2018, já anunciou que deixará a liderança do partido depois da derrota nas legislativas de 30 de janeiro.

As eleições diretas para escolher o seu sucessor foram marcadas em Conselho Nacional para 28 de maio e o Congresso vai realizar-se entre 1 e 3 de julho, no Porto.

  // LUSA

8 Comments

  1. Outra vez???… Mas o partido não tem mais ninguém? Coisinha humilhante. Estas eleições internas vão parecer o concurso dos ex-derrotados de Rio.

  2. pelos vistos não tem… e Rui Rio teima em sair, apesar da humilhação causada pelo episódio, que tão brilhantemente criou, da repetição da votação do circulo europeu, e lhe custou 1 deputado… ai ai ai psd…

  3. F… querem mesmo acabar com o PSD!…
    Este advogado do gangue do Passos andou a minar o PSD de Rui Rio, foi a eleições contra ele, perdeu, continuou a minar e agora é outra vez candidato??
    Com gente desta, o PSD vai longe…

  4. Que venha e traga novas ideias logo a começar por saber a razão porque estamos na cauda da Europa mesmo ultrapassados pelos países saídos da defunta união soviética, e depois encontrar o caminho certo para sairmos deste marasmo em que teimam em nos manter sempre com a mesma propaganda de que são os melhores! O contrário será pactuar com o sistema corrupto e comodista em que vivemos!

    • Um deputado (quase 20 anos!) que é advogado e que está ligado os interesses que minam/corrompem o sistema, vai mesmo trazer ideias novas… só se for ideias novas de como vender ainda mais o país aos interesses que ele representa no seu escritório de advogados…

      Quando fores a um desses países saídos da ex-URRS vais ver o que é estar na cauda da Europa…

  5. mais um avental a fugir para o bilderberg.

    excepto o Passos Coelho, esta maltinha vem toda do mesmo sitio e com a aprovação do camarada supremo o sr da SIC.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.