//

Mais rapidez e menos ruído. E-bikes permitem que militares em ação passem despercebidos

Os soldados do Regimento de Cavalaria da Infantaria Montada de Queensland, na Austrália, estão a testar e-bikes para perceber se o veículo poderá ser uma opção válida para operações no terreno.

Passar despercebido no terreno é uma das grandes dificuldades dos militares, mas com a ajuda de e-bikes o desafio pode tornar-se mais fácil de alcançar.

De acordo com um comunicado do Departamento de Defesa da Austrália, durante uma série de testes, os militares perceberam que as e-bikes prestam um reconhecimento rápido, silencioso e seguro no solo.

O Departamento de Defesa da Austrália destacou ainda que estas podem ser úteis na realização de várias tarefas. É o caso do trabalho de reconhecimento, bem como o avistamento de rota para acompanhar veículos de combate de modo a ajudá-los a navegar em terreno irregular e território desconhecido.

As e-bikes podem atingir uma velocidade máxima de 90 km / h com um alcance de 100 km. Essa velocidade permite que os soldados se movam de forma rápida e silenciosa, além de passarem despercebidos com mais facilidade – o que pode ser benéfico para distrair um potencial inimigo.

Geralmente, o reconhecimento do Exército é realizado por soldados que se deslocam em motas ou em bicicletas normais.

No entanto, estes veículos têm a vantagem de serem muito menos barulhentos do que as motas, ou de se moverem com rapidez suficiente para a realização das tarefas – o que muitas das vezes não acontece com as bicicletas tradicionais.

A agilidade de uma moto e o silêncio de uma bicicleta é a combinação perfeita que uma e-bike pode oferecer aos soldados que agora podem vir a ter uma maior facilidade de movimentos.

Por outro lado, refere o cabo Thomas Ovey: “A pegada ecológica é minimizada, pois o veículo tem menos potência, faz menos ruído, e não levanta tanta poeira – que pode ser observada pelas forças inimigas”.

O militar destaca que o uso do veículo elétrico permite “proteger as informações, sejam elas informações que se encontraram no campo de batalha, ou até mesmo fotos”, frisando ainda que aumenta a capacidade de cobrir “mais terreno com mais rapidez, o que economiza tempo”.

Os benefícios são claros, mas para já ainda não há nenhuma informação sobre a quantidade exata de e-bikes que foi fornecida ao departamento. Também não se sabe quando começarão a ser usadas oficialmente.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

  Ana Isabel Moura, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.