Durão passou a “lobista” na CE, mas com pensão vitalícia de 18 mil euros

Durão Barroso perdeu os privilégios políticos na Comissão Europeia, depois de ter sido contratado pelo Goldman Sachs, mas mantém o direito a uma pensão vitalícia de 18 mil euros por mês que vai receber quando completar 65 anos.

O ex-presidente da Comissão Europeia passou a persona non grata na União Europeia, sendo agora classificado como “lobista” pelos representantes da instituição, mas isso não lhe retira o direito à pensão vitalícia que lhe é destinada depois de ter estado no cargo durante dez anos.

O El Mundo dá conta desse dado, num tom indignado, notando que Durão Barroso é “um lobista com direito a uma pensão pública vitalícia inalcançável para 99% dos cidadãos europeus“.

O diário fala do que define como o “generoso esquema da CE” que “gela o sangue” da maioria dos europeus e que dá a Durão o direito a receber 65% do salário (de 26 mil euros), que recebia enquanto presidente da CE, até 2018, no caso de o Goldman Sachs não lhe pagar qualquer ordenado.

Estamos a falar de 16.900 euros, valor que Durão terá abdicado, conforme apurou o jornal espanhol junto da Comissão Europeia.

Mas depois de completar 65 anos de idade, o ex-presidente terá ainda direito a receber, a título de pensão vitalícia, 70% do ordenado que auferia, ou seja, 18 mil euros, de acordo com as contas do mesmo jornal.

Actualmente com 60 anos, Durão Barroso tem sido muito contestado por ter aceite o cargo de conselheiro no Goldman Sachs e há já uma petição pública a apelar que perca o direito à referida pensão vitalícia.

O El Mundo trata de notar o momento de crise que abala, sobretudo, os países do Sul da Europa, com destaque para Portugal, para sublinhar que “o escândalo” da contratação de Durão pelo Goldman Sachs deve “servir para que a CE reveja as pensões douradas dos seus membros e, especialmente, quando têm já outros meios de vida privados mais que lucrativos”.

ZAP

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Ganham pouco enquanto são deputados e por isso têm que ter uma pensão vitalicia bem choruda.Nem a pensão deveriam ter direita com os vencimentos que auferem, esses vencimentos já têm a pensão incluída!

  2. Só querem saber do seu próprio umbigo. Esmifram as nossas algibeiras, permitem a usura e depois integram os Quadros dos usurários.

  3. Quando leio todos os comentarios anteriores só me leva a pensar como parte do ze povinho é triste e ignorante. Não que eu tenha grande simpatia pelo Durão Barroso mas apenas por ser Português. Será que os anteriores Presidentes foram melhores ou serão melhores que ele ? Seja como fôr foi um Português que presidiu bem ou mal a uma instituição de prestigio e agora oxalá tenhamos o Sr.Guterres que foi um bom comissários para as migrações e, como sabem, um péssimo primeiro ministro. Já agora aquele idiota Junker que teve as benesses que teve enquanto dirigiu as finanças do seu país. Fosse um outro elemento de um outro país e teria aquela deputada feito aquela triste cena? Só me espanta que uma parte dos imbecis portgueses faça coro com aqueles palhaços internacionais e só esteja preocupado se o Ronaldo é melhor do que o Messi. Enfim, somos o povo que somos e temos os estupoidos que temos.

  4. Afinal onde está o problema? O senhor Barroso terminou um cargo e como está certamente na vida ativa arranjou outro emprego e todo o mundo parece estar contra, pela minha parte acho normal, o que não está normal é esta pensão vitalícia que este senhor recebe assim como a generalidade dos políticos na mesma situação mas aqui não oiço nenhum revoltado contra tais reformas, no fundo é tudo uma seita de chulos fingindo defender uma ética mas na prática a ética deles são as chorudas reformas antes de tempo e mais do que injustificadas e se da outra ética que argumentam não está certo deveriam existir leis explicitas sobre o assunto mas como sobre isso também não lhes interessa porque hoje tu amanhã eu a coisa continua tal como está e vai-se falando de ética quando em causa estiver um adversário politico para eludir os mais desatentos, pobres fantoches!.

  5. O que está em causa não é o direito deste chulo oportunista, arranjar trabalho depois de sair de outro trabalho. Isso é um direito que lhe assiste e é inquestionável. O que está em causa é este chulo oportunista, vir a integrar o quadro duma entidade, comprovadamente mafiosa, cujo papel que assumiu no desencadear da crise económica e financeira mundial é amplamente conhecido, reconhecido e provado. Por outro lado, esta seita mafiosa chamada Goldman Sachs, tem interesses que entram em conflito com os interesses e principios da UE, ora, o que está em causa é, basicamente, o conflito de interesses que podem ser protagonizados por este chulo oportunista, visto conhecer, e bem, os grupos, na UE, susceptíveis de poder mover influências e, desse modo, prejudicar (mais um bocadinho) a Europa.
    Sinceramente, deste chulo oportunista, nunca esperei, nem espero, nada de bom.

Governo britânico cumprirá decisão do Supremo sobre suspensão do Parlamento

O Governo britânico cumprirá a decisão do Supremo Tribunal do Reino Unido sobre a legalidade ou ilegalidade da suspensão do Parlamento, uma decisão que deverá ser anunciada esta semana. A garantia foi dada este domingo à …

Bancos vendem créditos à habitação a Fundos de Investimento (e é "dramático" para muitas famílias)

Estão a chegar à DECO cada vez mais pedidos de ajuda de famílias que viram os seus créditos à habitação serem adquiridos aos Bancos por Fundos de Investimento e que estão a ser pressionadas para …

BE fará uma campanha "sem energia perdida, palavras ocas ou provocações"

Um partido que pretende ao mesmo tempo trilhar um "caminho de alternativa" e "caminhos de convergência". Assim definiu Catarina Martins a orientação do Bloco de Esquerda (BE) na campanha eleitoral. Ao discursar num almoço com agentes …

Jornalistas não podem ser condenados por violação de segredo de justiça, defende Costa

No primeiro dia da campanha eleitoral para as eleições legislativas de 06 de outubro, António Costa, primeiro-ministro e líder do PS, deu uma entrevista à CMTV e aproveitou para mostrar divergências em relação a Rui …

Défice fica nos 0,8% do PIB no primeiro semestre do ano

O défice situou-se em 0,8% do PIB no primeiro semestre deste ano, em contas nacionais, abaixo dos 2,2% registados no período homólogo, mas longe da meta para o conjunto do ano, de 0,2%. "No conjunto do …

Pelo menos sete crianças morreram após colapso de escola no Quénia

Pelo menos sete crianças morreram e 57 ficaram feridas após o colapso do edifício de uma escola em Nairobi, no Quénia, esta segunda-feira, confirmaram os serviços de socorro e as autoridades locais. "Depois do colapso do …

“Há uma mudança histórica na Madeira”

Este domingo, no seu espaço habitual de comentário, Luís Marques Mendes disse que, embora ainda não tenham sido apurados todos os resultados das eleições na Madeira, tudo aponta para que haja uma “mudança histórica” no …

O outono chegou e traz aguaceiros. Mas o calor ainda pode aparecer em outubro

O outono começou oficialmente às 8h50 desta segunda-feira. Este é o dia do equinócio, a data em que, segundo o saber popular, o dia e a noite têm a mesma duração. A data que assinala o …

Portugal não aderiu a programa da UE criado de propósito após os incêndios de 2017

No ano passado, a União Europeia criou um programa de proteção civil devido aos incêndios de 2017 em Portugal. Contudo, o país não aderiu ao mecanismo. Em 2017, Portugal viveu momentos difíceis devido aos incêndios que …

Boris responsabiliza Irão por ataque a petrolífera saudita

Boris Johnson diz que o país atribui ao Irão, "com muito alto grau de probabilidade, os ataques à gigante petrolífera saudita". O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, acusou esta segunda-feira o Irão de ser, muito provavelmente, responsável …