/

Esther Duflo, Abhijit Banerjee e Michael Kremer vencem Nobel da Economia

Niklas Elmehed / The Swedish Academy

O prémio Nobel da Economia de 2019 foi esta segunda-feira atribuído à francesa Esther Duflo, ao indiano Abhijit Banerjee e ao norte-americano Michael Kremer, anunciou a Real Academia das Ciências sueca.

O Prémio de Ciências Económicas (Prémio Sveriges Riksbank de Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel) foi anunciado pouco antes das 11:00, hora de Lisboa.

De acordo com a Real Real Academia de Ciências da Suécia, os três economistas foram premiados pela “abordagem experimental para aliviar a pobreza global“. Precisa o jornal Público que os três galardoados foram premiados devido à utilização de métodos inovadores para analisar quais as melhores políticas para aliviar a pobreza.

O estudo começou a ser desenvolvido por Michael Kremer no anos 1990. Mais tarde, Abhijit Banerjee e Esther Duflo, que são casados, continuaram a investigação, adotando métodos métodos experimentais para “obterem respostas mais fiáveis a uma questão onde muitas vezes os economistas têm falhado: qual a melhor forma de retirar o maior número de pessoas possível de uma situação de pobreza extrema?”.

Na prática, explica o mesmo diário, os economistas procuraram analisar vários problemas pequenos em vez de encontrar uma única e grande solução para a pobreza.

Os três economistas trabalham em universidade norte-americanas e têm origens distintas: Michael Kremer é norte-americano e da Universidade de Harvard, Abhijit Banerjee é indiano e colabora com o Massachusetts Institute of Technology (MIT) e Esther Duflo é francesa e trabalha também no MIT.

Frisa o semanário Expresso que Duflo não só é  a segunda mulher a receber o Nobel da Economia, depois de Elinor Ostrom em 2008, como também é o laureado mais novo de sempre. Tem atualmente 46 anos.

O Nobel da Economia é atribuído desde 1969 e o seu nome oficial é Prémio Banco de Suécia de Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.