Duelo entre Mário Nogueira e António Costa reafirma desacordo

O primeiro-ministro foi esta terça-feira recebido em Paredes de Coura com um “lembrete” de duas dezenas de professores, acompanhados pelo líder da Fenprof, exigindo a contagem do tempo de serviço, terminando o encontro sem acordo.

António Costa visitou um agrupamento escolar em Paredes de Coura, esta terça-feira, e, para sua surpresa, foi interpelado por Mário nogueira, líder da Fenprof. O debate intensificou-se ao longo de vários minutos, com ambos a envolverem-se numa troca de “galhardetes”, sempre com cordialidade e alguma ironia. O assunto em cima da mesa era o descongelamento e a recuperação da carreira dos professores.

As palavras de ordem do cartaz “Contar Tempo de Serviço, Carreira Justa” deram o mote à conversa informal que Costa e Nogueira mantiveram durante mais de 15 minutos, acompanhados pelo ministro da Educação.

Quando chegou à escola básica e secundária de Paredes de Coura, para visitar as obras em curso, no valor de mais de dois milhões de euros, o primeiro ministro teve a iniciativa de se dirigir a Mário Nogueira e, depois da conversa, ambos admitiram: não há acordo possível.

Os professores querem recuperar os nove anos, quatro meses e dois dias em que as suas carreiras estiveram congeladas, não abdicando, porém, de nenhum dia. Do outro lado, o Governo só aceita dois anos, nove meses e 18 dias – período esse que irá passar a decreto.

“Senhor primeiro-ministro, os 46 mil professores que tiveram a carreira descongelada não vão sequer recuperar um dia nesta legislatura. Só recuperam em 2021”, atacou Nogueira. “Mas vocês sempre disseram que aceitavam que fosse repartido por vários anos”, respondeu Costa, em tom irónico.

“Desde que a recuperação começasse em 2019”, respondeu o líder sindical, continuando: “este é um Governo em que os professores depositaram muitas expectativas”. António Costa não deixou escapar a oportunidade de retorquir. “Este é o Governo que descongelou as carreiras dos professores. Nós não somos só o Governo dos professores.”

O debate entre Costa e Nogueira continuou. Segundo o Observador, depois de vários minutos e antes de seguirem caminhos opostos, o primeiro-ministro ainda disse ao líder da Fenprof, com ar sorridente: “Vai ver que o decreto lei ainda diz mais do que está à espera.”

“Com um Governo que não conta o tempo completo dos professores, mesmo negociando o prazo e o calendário, não há acordo possível”, afirmou Mário Nogueira aos jornalistas. Já o primeiro-ministro disse que “com um dirigente sindical tão intransigente, relativamente à proposta que o Governo apresentou, não há acordo possível”.

O líder da Fenprof recusou a ideia de manifestação, classificando a ação desta terça-feira como um “lembrete” para “continuar a pressionar o Governo nesta matéria”.

Mário Nogueira adiantou ainda que vai pedir a negociação suplementar para ainda tentar um acordo, garantindo que caso isto não aconteça, as manifestações irão acontecer.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Metro de Nova Iorque pede à Apple para melhorar sistema de reconhecimento facial

A autoridade que gere o metro de Nova Iorque, nos Estados Unidos, pediu à gigante tecnológica Apple para melhorar o reconhecimento facial dos seus dispositivos depois de serem observados vários passageiros a retirar a máscara …

Rival da Tesla diz que o seu carro terá uma autonomia de 832 quilómetros

A empresa Lucid Motors, concorrente direta da Tesla no mercado automóvel elétrico, afirma que o seu carro Air terá uma autonomia de 832 quilómetros. A confirmar-se a autonomia deste carro, o automóvel da Lucid Motors ultrapassará …

Moradores das Maurícias estão a cortar o próprio cabelo para ajudar a evitar um desastre ambiental

Moradores das Maurícias estão a cortar o seu próprio cabelo para para tentar minimizar os danos causados pelo derrame de petróleo de um navio janponês encalhado nos recifes de coral ao largo da ilha. Estima-se que …

Atalanta 1-2 PSG | Reviravolta épica vale bilhete para as “meias”

Um final impróprio para cardíacos e o epílogo perfeito num excelente jogo. O PSG esteve a perder desde o minuto 27, mas em apenas três minutos dos descontos deu a volta ao texto diante da …

Um emblemático transplante nos EUA aconteceu graças a um coração "roubado"

Um dos primeiros transplantes de coração realizados no mundo aconteceu no Estados Unidos. O que muitos não sabem é que este caso de sucesso também deu aso ao primeiro processo civil no país por homicídio …

"Pandemia de sem-abrigo" nos EUA. Há 30 milhões de pessoas sob risco de despejo

Nos Estados Unidos da América avizinha-se uma "pandemia de sem-abrigo". Até ao final de setembro, 30 milhões de norte-americanos estão em risco de despejo devido à covid-19. Nos Estados Unidos, a pandemia de covid-19 pode estar …

Tráfego nas autoestradas cai para quase metade. Foi o pior trimestre de sempre

A rede da Associação Portuguesa das Sociedades Concessionárias de Autoestradas ou Pontes com Portagens (APCAP) registou de abril a junho "o pior trimestre de circulação e tráfego médio desde que há registos", recuando 46% devido …

Bielorrússia cortou acesso à internet e tentou fazer com que parecesse um acidente

No seguimento da reeleição de Alexandr Lukashenko na Bielorrússia, multiplicam-se os apagões de internet. O Governo diz que se trata de um ataque cibernético, mas há suspeitas de que seja um plano do presidente. Os protestos …

Resgatados 28 cães sem registo ou vacinas de barracões onde também vivia a proprietária em Lisboa

Vinte e oito cães foram retirados pela PSP terça-feira de barracões em Lisboa onde também vivia a proprietária, avança a agência Lusa, detalhando que os animais serão depois colocados para adoção.  Os animais foram posteriormente recolhidos …

Pela primeira vez em 300 anos, é possível visitar esta ilha em Cabo Cod

Pela primeira vez em 300 anos, uma ilha ao largo da costa de Cabo Cod, península em forma de gancho no estado norte-americano de Massachusetts, está aberta ao público. A Ilha Sipson é propriedade privada desde …