Afinal, há dois tipos de esquizofrenia (e um deles quase não se vê no cérebro)

Investigadores da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, descobriram que não há apenas um tipo de esquizofrenia, mas sim dois. A descoberta traz mais possibilidade de tratamento personalizado.

Com dados de mais de 300 exames cerebrais de pacientes, investigadores da Universidade da Pensilvânia conseguiram identificar dois tipos de esquizofrenia com diferentes peculiaridades. O primeiro tipo apresentava volumes mais baixos de massa cinzenta, enquanto o segundo tipo tinha volumes semelhantes aos cérebros normais.

“Numerosos estudos indicaram que pessoas com esquizofrenia tinham volumes significativamente menores de tecido cerebral do que cérebros saudáveis. No entanto, em pelo menos um terço dos pacientes que examinamos, não era assim: os seus cérebros eram quase completamente normais“, disse Christos Davatzikos, professor de Radiologia da Universidade da Pensilvânia, em declarações ao Neuroscience News.



A esquizofrenia é um distúrbio mental incompreendido que geralmente apresenta alucinações, delírios e outros problemas cognitivos, embora os sintomas e as respostas ao tratamento variem amplamente de um paciente para outro.

Até agora, as tentativas de estudar a doença, comparando cérebros saudáveis com cérebros doentes, deixaram de explicar essa heterogeneidade, que Davatzikos diz que obscureceu os resultados da investigação e prejudicou os cuidados clínicos.

Davatzikos e os seus colegas analisaram as tomografias cerebrais de 671 pessoas (306 com esquizofrenia e 364 saudáveis) dos Estados Unidos, China e Alemanha, usando um método de aprendizagem de máquina chamado HYDRA (Heterogeneity Through Discriminative Analysis). A abordagem ajuda a identificar “subtipos de doenças verdadeiras”, limitando a influência de variáveis ​​como idade, sexo, protocolos de diagnóstico por imagem e outros fatores.

Depois de aplicar esse método à imagem cerebral, os cientistas descobriram que 115 pacientes com esquizofrenia – quase 40% – não tinham o padrão típico de volume reduzido de massa cinzenta que tem sido historicamente relacionado com o distúrbio.

De facto, de acordo com o estudo publicado em fevereiro na revista científica Brain, os seus cérebros mostraram aumentos no volume cerebral no centro do cérebro, numa área chamada estriado, que desempenha um papel no movimento voluntário. Ao controlar as diferenças de medicação, idade e outros dados demográficos, os investigadores não conseguiram encontrar uma explicação clara para a variação.

“Os pacientes do subtipo 2 são muito interessantes, porque têm medidas demográficas e clínicas semelhantes ao do subtipo 1, e as únicas diferenças eram as estruturas cerebrais”, disse Ganesh Chand, da Universidade da Pensilvânia.

Quanto ao motivo pelo qual certos pacientes com esquizofrenia têm cérebros que se assemelham aos de pessoas saudáveis, Davatzikos não está disposto a especular. “É aqui que estamos perplexos neste momento”, disse. “Nós não sabemos. O que sabemos é que estudos que estão a colocar todos os pacientes com esquizofrenia num grupo, quando procuram associações com resposta ao tratamento ou a medidas clínicas, podem não estar usando a melhor abordagem”.

Esta descoberta abre uma nova forma de estudo para fornecer aos pacientes com esquizofrenia novas técnicas de cura e não colocar todos os pacientes “no mesmo saco”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cientistas queriam estudar a propagação das borboletas, mas criaram uma matriosca de parasitas

Objetivo dos cientistas era perceber, através da introdução da espécie de borboletas Glanville fritillary qual o seu poder de dispersão numa ilha finlandesa. No entanto, acabaram com um retrato alarmante para todos os investigadores que …

Marcelo encontra-se em Nova Iorque com Presidentes das Maldivas e Peru

O Presidente da República tem agendados encontros bilaterais com cinco chefes de Estado, em Nova Iorque, à margem da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), entre os quais os presidentes das Maldivas e …

Erupção do Fagradalsfjall dura há seis meses. É a mais longa na Islândia em 60 anos

A erupção vulcânica perto de Reykjavik se tornou a mais longa da história da Islândia desde 1960, marcando seis meses de expulsão de gás, pedra e lava no domingo (18). Milhares de espectadores ficaram maravilhados com …

Cientistas foram à procura de matéria escura e acabaram por encontrar energia escura

Uma equipa de cientistas foi à procura de matéria escura e pode ter encontrado energia escura em vez disso. Os investigadores querem ter a certeza que não foi uma casualidade. A energia escura é uma forma …

Role play ao serviço da Ciência. Investigadores fingem ser Neandertais para estudar caça a aves

Uma equipa de investigadores espanhóis decidiu adotar a "dramatização" científica para reconstruir um novo elemento do comportamento Neandertal: a cooperação com os membros do grupo enquanto usa fogo e ferramentas para caçar gralhas no interior …

Estoril 0-1 Sporting | Figueira deu o fruto que saciou o leão

Foi preciso surgir um erro crasso do guarda-redes estorilista (até então a fazer uma belíssima exibição) para o campeão nacional poder respirar de alívio e festejar a quarta vitória na Liga, esquecendo por agora a …

A tinta mais branca do mundo ajuda a poupar energia nas casas - e pode eliminar de vez o ar condicionado

Uma equipa de investigadores da Universidade de Purdue desenvolveu uma tinta tão branca que revestir um prédio com ela pode reduzir, ou até mesmo eliminar, a necessidade de ter ar condicionado. Depois de testar mais de …

Costa promete "lição exemplar" à Galp depois de "tanto disparate" em Matosinhos

O secretário-geral do PS, António Costa, considerou hoje que “era difícil imaginar tanto disparate, tanta asneira, tanta insensibilidade” como a Galp demonstrou no encerramento da refinaria de Matosinhos, prometendo uma “lição exemplar” à empresa. Falando em …

Porto 5-0 Moreirense | Días, Taremi e Fábio, o trio maravilha

O Porto foi o primeiro dos “grandes” a entrar em campo e deu o mote, e que mote. Os “dragões” receberam o Moreirense e golearam sem apelo nem agravo, por 5-0, graças a uma segunda …

Ronaldo volta a marcar pelo United em jogo com final frenético

O português Cristiano Ronaldo voltou hoje a marcar pelo Manchester United, mas foram Lingaard e David de Gea que ‘brilharam’ na vitória sobre o West Ham, por 2-1, em jogo da quinta jornada da Liga …