Depois do pai e filha que morreram abraçados, há outra imagem da fronteira dos EUA

Em Ciudad Juárez, as tropas da Guarda Nacional mexicana impedem migrantes provenientes da Nicarágua de passarem para os Estados Unidos.

Apesar de o momento ter sido captado no dia 21 de junho, a fotografia está agora a alimentar a polémica que já tinha sido potenciada com uma outra imagem, ainda mais dramática, de um pai e uma filha que morreram abraçados a atravessar o rio.

O pano de fundo é o mesmo rio Grande, no México, um dos canais da imigração clandestina para os EUA. Primeiro, foi a fotografia de dois corpos — pai e filha, provenientes do Equador, afogados, de cara para baixo. Agora, uma mãe e a filha tentam escapar das tropas mexicanas.

Apesar de ter sido captada no dia 21, esta última fotografia, tirada por Hérika Martínez para a Agência France-Presse, foi ganhando força nas redes sociais ao longo das últimas horas, de acordo com a CNN. Jornalista em Ciudad Juárez há mais de uma década, Herika Martínez diz que as movimentações na fronteira da cidade são hoje bem visíveis.

O meio norte-americano dá conta ainda das discussões sobre a fotografia nos programas das televisões americanas e refere como o Presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, foi interrogado durante o briefing diário sobre a atuação das tropas.

Esta fotografia surge depois de uma outra, que mostra um pai e a filha que foram encontrados mortos, afogados, num momento que fica registado para a posteridade numa fotografia que está a chocar o mundo. Óscar, de 25 anos, e a mulher estavam a tentar chegar aos EUA com a filha Valeria, quase a completar dois anos. Mas o percurso migratório da família de El Salvador acabou em tragédia no Rio Bravo, entre a fronteira mexicana e os EUA.

Há algumas semanas, depois de Donald Trump ter ameaçado o México com taxas alfandegárias, o governo mexicano cedeu e acabou por reforçar o controlo das fronteiras. Na passada segunda-feira, anunciou mais 15 mil tropas na fronteira com os EUA.

Todos os meses morre, pelo menos, uma pessoa a tentar atravessar o rio para os EUA. Só em 2018, morreram 283 pessoas a tentar atravessar a fronteira.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Como ja comentei e torno a confirmar:- Imigrantes que tentam entrar como ratos sabem que não serão recebidos com sorrisos. E para completar a falta de caráter e responsabilidade envolvem crianças para suas aventuras malsã! O mundo caminha a beira de um caos, pela humanidade não ter mais limites , o pior são e seŕão as crianças as maiores vítimas.

  2. As perspectivas de todos que buscam atravessar a fronteira como gente e não como ratos. Fazem que sonhos de ter uma vida melhor, movido pelo sonho do dolar. Perder a dimensão do problema que poderá enfrentar. Só quem mora no México sabe a vida subhumana naquele lugar. Preferem tentar passar para o lado do EUA e ser alvejados. Do que continuarem a comer o pão que o diabo amassou com suas vidas medíocres naquele local. Se tiver a sorte de atravessar eh contar só vitórias. E se não de não deu. Eles não são igual aos brasileiros que preferem pagar impostos altíssimo, viver submisso a um patamar de vida que não condiz com 70% dos brasileiros. Eles tentam mudar e nem que pra isso custe lhe uma vida. Que por outro lado já tá perdida.

  3. Se algumas pessoas tivessem um pouco de consciência e perceber a sorte que têm de não terem nascido no meio da miséria e da violência, seriam, com certeza, mais felizes.

  4. Todos aqueles que buscam melhor vida em outros País, desconhecem a luta dos seus cidadãos que por amor a Patria mãe ergueram um mundo com mais Paz e menos Guerra! Ninguém consegue chegar ao topo sem pisar degrau por degrau tudo porque desde o começo da humanidade foram chegando os primeiro conquistandores de cada pedaço da Terra e como diz o ditado tem os que nasceram para governar e aqueles que nasceram para serem governados.
    Mas nem por isso deverá os que são governados considerarem-se subalternos. Cada um no seu posto, um de governar o outro de observar, vigiar e lutar pela Patria mãe e não abandoná-la em mãos vis se aventurando como ratos e ainda muitos fazendo das crianças suas maiores vítimas!

  5. Com uma criança têm mais facilidades legais e é mais rapifo a consseção dos vistos.
    Daí a enchente de gente com crianças!

RESPONDER

Pandemia fez com que quase metade dos portugueses poupe menos

Quase metade dos portugueses (48%) afirma poupar menos devido ao impacto da pandemia, embora mais de um terço assuma que a crise sanitária está a ter um efeito positivo nos seus gastos, segundo um estudo …

"Ministra da Insensibilidade Social". CDS pede a demissão de Ana Mendes Godinho

O CDS criticou este sábado a reação da ministra a Solidariedade Social à morte de 18 idosos num lar em Reguengos de Monsaraz e considerou que Ana Mendes Godinho desvaloriza o impacto da pandemia nos …

Esgotos de dois milhões de portugueses monitorizados para prever segunda vaga de covid-19

Os esgotos de dois milhões de portugueses estão a ser monitorizados para detetar a eventual presença do vírus da covid-19 e prever uma nova vaga. O Jornal de Notícias avança este sábado que a análise está …

Covid-19. Mais 198 infetados e 3 mortes em Portugal

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 198 casos de infeção por covid-19 e três óbitos, de acordo com o boletim epidemiológico publicado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico Direção-Geral da Saúde (DGS) desde …

Média já divulgaram publicidade institucional (mas Estado ainda não lhes pagou)

O Sindicato dos Jornalistas lamentou esta sexta-feira que o Governo não tenha disponibilizado os 15 milhões de euros relativos à compra antecipada de publicidade institucional, vincando que o executivo está em dívida com as empresas …

Autoridades admitem que extrema-direita vá vigiar manifestações antifascistas de domingo

A Frente Unitária Antifascista anunciou que vai organizar no próximo domingo duas manifestações - uma Lisboa (Praça Luís de Camões) e outra no Porto (Avenida dos Aliados). O mote é a luta contra o fascismo. Estas manifestações …

Marcelo não entende por que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido (e leu os relatórios de Reguengos)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse, em declarações transmitidas pela RTP3, que não entende porque é que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido. Em declarações transmitidas pela RTP3 a partir de …

Estado só recuperou 21% dos créditos tóxicos do BPN

O Estado apenas recuperou 21% dos créditos tóxicos do Banco Português de Negócios, que derivaram da nacionalização da instituição bancária em 2008. Até final de 2019, o Estado só conseguiu recuperar 21% da carteira de créditos …

Novas matrículas "só" vão durar 45 anos (por causa das palavras obscenas)

O novo formato de matrículas entrou em vigor a 2 de março. As novas matrículas vão durar menos tempo do que poderiam porque não serão usadas combinações “que possam formar palavras ou siglas que se …

Novo lay-off conta apenas com 1% das adesões do simplificado

O sucedâneo do lay-off simplificado conta apenas com 1.268 adesões nas primeiras duas semanas. Este valor é apenas 1% do número de empresas que acederam ao primeiro apoio. Nas primeiras duas semanas desde a sua implementação, …