Medvedev avisa: deslizámos para uma nova Guerra Fria

maiakinfo / Flickr

O presidente russo Vladimir Putin, com o primeiro-ministro Dmitri Medvedev

O presidente russo Vladimir Putin, com o primeiro-ministro Dmitri Medvedev

O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, afirma que as relações entre a Rússia e o Ocidente entraram numa “nova Guerra Fria”.

“Podemos dizer as coisas claramente: deslizámos para um novo período de Guerra Fria”, declarou Medvedev na Conferência de Segurança de Munique, afirmando que os laços entre Moscovo e a UE também estão deteriorados.

No contexto das tensões provocadas pelo conflito na Ucrânia e do apoio de Moscovo ao regime sírio, o primeiro-ministro russo frisou que “o que resta é uma política de inimizade da NATO em relação à Rússia”.

“Quase todos os dias, somos acusados de fazer novas ameaças terríveis contra a NATO como um todo, contra a Europa ou contra os Estados Unidos ou outros países”, disse.

Medvedev sublinhou que a Rússia está aberta a desempenhar um papel construtivo na guerra da Síria. “Vamos continuar a cooperar na implementação de iniciativas de paz conjuntas. Elas são difíceis, mas não há alternativas ao diálogo entre as nacionalidades e confissões.”

O primeiro-ministro russo afirmou ainda ser necessário que a confiança entre Moscovo e o Ocidente seja novamente estabelecida, acrescentando ser um “processo difícil”, mas necessário.

O representante russo criticou o alargamento da Organização do Tratado do Atlântico Norte e da influência da União Europeia sobre países europeus que integravam a antiga União Soviética desde o fim da Guerra Fria.

A Guerra Fria correspondeu a um período de tensão política e militar entre os blocos liderados pelos Estados Unidos e pela União Soviética, entre o fim da II Guerra Mundial e a queda do muro de Berlim, em 1989.

Por seu turno, o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, sublinhou que a Aliança não procura o confronto. “Não queremos uma nova Guerra Fria”, garantiu.

Os ministros da Defesa dos 28 países pertencentes à NATO concordaram esta quarta-feira em aumentar a presença da aliança atlântica no leste da Europa, devido à ameaça sentida por países como Lituânia, Estónia, Letónia e Polónia em relação à Rússia.

ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Onde nunca existiu nenhuma ameaça Russa há Europa , a Europa pôs na mente que a Russia é uma ameaça á sua segurança .
    É a mesma coisa que argumentar sobre o fato inexistente .
    Mais valia a Rússia mandar 3 ou 4 bombas nucleares para a Europa , desta forma a Nato poderia afirmar o que afirma com provas disso .
    No entanto é ridículo sequer pensar que a Europa tem ou terá alguma defesa contra um futuro ataque provocado há Rússia pela NATO , os Russos já vieram várias vezes falar que o escudo de misseis europeus montados pelos estados unidos na Europa contra a Rússia é uma comédia para os novos misseis inter-continentais Russos .
    A Nato está a dar passos lentos para o lado da Rússia , é quase a mesma coisa que alguém ir lentamente com uma caçadeira até á sua porta e dizer que é apara auto-defesa .
    Quando a Rússia ficar farta destas brincadeiras da NATO e arrasar a Europa , depois chorem .

    • Que comédia, estes russos são mesmo uns atrasados… Mas alguma vez tinham hipóteses?
      Eram cilindrados em 2 tempos.
      Cambada de alcoólicos lol

  2. “Mais valia a Rússia mandar 3 ou 4 bombas nucleares para a Europa , desta forma a Nato poderia afirmar o que afirma com provas disso .”

    Parece que estás ansioso que isso aconteça. E já agora, vai até lá, se as bombas cairem é menos um a escrever tanta estupidez nestes sites de notícias.

  3. Concordo consigo Tóino das Batatas, este tal de TIPEPE anda a ver e a ouvir muita porcaria, e anda com o juízo a arrebentar com tanta merda que ouve e vê. Julga ele que se manda bombas nucleares para aqui e ali, como quem cospe caroço de azeitona. É lamentável que algumas pessoas não pensem no que dizem.

RESPONDER

Benfica e Porto estarão interessados na contratação de Pepê

FC Porto e SL Benfica, juntamente com outros emblemas, estarão interessados na contratação do jovem brasileiro do Grêmio, Pepê. O clube pede entre 15 e 20 milhões de euros. Aos 22 anos de idade, Pepê tem …

Diamante de 183 quilates está à venda em leilão angolano

A Sodiam, empresa pública de comercialização de diamantes angolana, lançou na quarta-feira o segundo leilão para venda de diamantes brutos, que inclui uma pedra de 183 quilates, e no qual estão já registadas mais de …

Bruxelas aprova compra de Seguradoras Unidas e AdvanceCare pela Generali

A Comissão Europeia aprovou, esta quinta-feira, a compra das portuguesas Seguradoras Unidas e AdvanceCare ao grupo norte-americano Apollo pelo grupo italiano Generali, um negócio no valor estimado de 600 milhões de euros. O Executivo comunitário adiantou, …

"Rebeldes" que saíram do Partido Conservador concorrem como independentes ou pela oposição

Vários deputados dissidentes ou expulsos do Partido Conservador estão a candidatar-se como independentes ou por partidos da oposição nas legislativas de 12 de dezembro por se oporem ao Brexit negociado pelo primeiro-ministro. O antigo procurador-geral Dominic …

CGD já está a cobrar comissões nos depósitos de instituições financeiras

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) já começou a cobrar comissões nos depósitos das instituições financeiras, de modo a tentar contornar a política monetária do Banco central Europeu. A intenção de cobrar comissões nos depósitos de …

Câmara de Oliveira de Azeméis pagou contas de concelhia do PSD, acusa Ministério Público

O Ministério Público (MP) deduziu esta quarta-feira acusação contra 68 arguidos no âmbito da operação “Ajuste Secreto”. Entre os acusados está o antigo autarca da Câmara de Oliveira de Azeméis Hermínio Loureiro, que é a …

PAN defende atribuição de cartão de cidadão a sem-abrigo

A iniciativa recomenda ao executivo socialista, liderado por António Costa, que seja atribuído "um cartão de identificação a todos aqueles que não têm uma casa ou um teto". O PAN apresentou na Assembleia da República um …

Governo quer criar regras especiais para alunos do profissional acederem ao Ensino Superior

O Governo quer criar um modelo de acesso específico para alunos do ensino profissional que queiram prosseguir estudos superiores, uma proposta que chegou a estar desenhada na anterior legislatura, mas que ainda não avançou. Segundo noticiou …

Menos de metade dos médicos do SNS trabalha em regime de exclusividade

Menos de metade (42,9%) dos médicos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) trabalha em regime de exclusividade, avança o Jornal de Notícias, citando números da Administração Central dos Serviços de Saúde.  Segundo dados apresentados esta quinta-feira …

Grávidas e crianças até aos 10 anos não devem comer peixe-espada e atum, recomenda Espanha

A Agência Espanhola de Segurança Alimentar e Nutrição publicou novas recomendações no final de outubro para o consumo de determinados tipos de pescado, nomeadamente o atum e o peixe-espada, tubarão ou cação e Lúcio. Em causa …