Diretor da agência de vacinação fez frente a Trump sobre hidroxicloroquina. Acabou demitido

booknews / Flickr

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

Rick Bright, ex-diretor da Biomedical Advanced Research and Development Authority, diz ter sido obrigado a abandonar o cargo por fazer frente a Donald Trump sobre a hidroxicloroquina.

O responsável da agência de vacinação dos Estados Unidos, Biomedical Advanced Research and Development Authority, diz que foi afastado do cargo por pressão política, depois de se ter oposto ao investimento em hidroxicloroquina como possível solução para o novo coronavírus.

De acordo com a Renascença, Rick Bright foi afastado do cargo esta semana depois de ter entrado em conflito com a Human Health Services (HHS), o equivalente à Direção-Geral da Saúde dos Estados Unidos. Em causa estava a aposta no medicamento desenvolvido para combater determinadas estirpes do vírus da malária.

A hidroxicloroquina tem surgido várias vezes nos discursos do Presidente norte-americano, que encara este medicamento como uma potencial solução para a pandemia de covid-19. Bright apôs-se a esta solução e diz que acabou por ser castigado por se opor ao que considera ser um desperdício de dinheiro.

“Creio que esta transferência foi uma reação à minha insistência de que o Governo invista os milhares de milhões de dólares alocados pelo Congresso para enfrentar a pandemia de covid-19 em soluções cientificamente comprovadas e não em medicamentos, vacinas ou outras tecnologias que não tenham mérito científico”, explicou o responsável.

“Estou a falar agora porque se queremos combater este vírus mortal tem de ser a ciência – e não a política ou o clientelismo – a liderar“, acrescentou, num comunicado citado pela CNN.

“Também resisti aos esforços para financiar medicamentos potencialmente perigosos promovidos por quem tem ligações políticas. Especificamente, e contratiando diretrizes mal orientadas, limitei o uso amplo de cloroquina e hidroxicloroquina, promovidos pela administração como uma panaceia, mas à qual faltam claros méritos científicos”, referiu.

Bright refere que a hidroxicloroquina é um medicamento “potencialmente perigoso” e, entre os perigos, elenca um possível aumento da mortalidade, observado em alguns estudos do uso de hidroxicloroquina em doentes com covid-19.

Aliás, na terça-feira, foi divulgada uma investigação desenvolvida em centros médicos de apoio a veteranos de guerra, e ainda não revista pela comunidade científica, que sugere que administrar hidroxicloroquina nestes casos não é eficaz e pode causar mais mortes.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Quando a ciência e a realidade o desmentem (como acontece constantemente!), o Trump só tem um “argumento”: “it’s time to fire him”!!

RESPONDER

Metro de Nova Iorque pede à Apple para melhorar sistema de reconhecimento facial

A autoridade que gere o metro de Nova Iorque, nos Estados Unidos, pediu à gigante tecnológica Apple para melhorar o reconhecimento facial dos seus dispositivos depois de serem observados vários passageiros a retirar a máscara …

Rival da Tesla diz que o seu carro terá uma autonomia de 832 quilómetros

A empresa Lucid Motors, concorrente direta da Tesla no mercado automóvel elétrico, afirma que o seu carro Air terá uma autonomia de 832 quilómetros. A confirmar-se a autonomia deste carro, o automóvel da Lucid Motors ultrapassará …

Moradores das Maurícias estão a cortar o próprio cabelo para ajudar a evitar um desastre ambiental

Moradores das Maurícias estão a cortar o seu próprio cabelo para para tentar minimizar os danos causados pelo derrame de petróleo de um navio janponês encalhado nos recifes de coral ao largo da ilha. Estima-se que …

Atalanta 1-2 PSG | Reviravolta épica vale bilhete para as “meias”

Um final impróprio para cardíacos e o epílogo perfeito num excelente jogo. O PSG esteve a perder desde o minuto 27, mas em apenas três minutos dos descontos deu a volta ao texto diante da …

Um emblemático transplante nos EUA aconteceu graças a um coração "roubado"

Um dos primeiros transplantes de coração realizados no mundo aconteceu no Estados Unidos. O que muitos não sabem é que este caso de sucesso também deu aso ao primeiro processo civil no país por homicídio …

"Pandemia de sem-abrigo" nos EUA. Há 30 milhões de pessoas sob risco de despejo

Nos Estados Unidos da América avizinha-se uma "pandemia de sem-abrigo". Até ao final de setembro, 30 milhões de norte-americanos estão em risco de despejo devido à covid-19. Nos Estados Unidos, a pandemia de covid-19 pode estar …

Tráfego nas autoestradas cai para quase metade. Foi o pior trimestre de sempre

A rede da Associação Portuguesa das Sociedades Concessionárias de Autoestradas ou Pontes com Portagens (APCAP) registou de abril a junho "o pior trimestre de circulação e tráfego médio desde que há registos", recuando 46% devido …

Bielorrússia cortou acesso à internet e tentou fazer com que parecesse um acidente

No seguimento da reeleição de Alexandr Lukashenko na Bielorrússia, multiplicam-se os apagões de internet. O Governo diz que se trata de um ataque cibernético, mas há suspeitas de que seja um plano do presidente. Os protestos …

Resgatados 28 cães sem registo ou vacinas de barracões onde também vivia a proprietária em Lisboa

Vinte e oito cães foram retirados pela PSP terça-feira de barracões em Lisboa onde também vivia a proprietária, avança a agência Lusa, detalhando que os animais serão depois colocados para adoção.  Os animais foram posteriormente recolhidos …

Pela primeira vez em 300 anos, é possível visitar esta ilha em Cabo Cod

Pela primeira vez em 300 anos, uma ilha ao largo da costa de Cabo Cod, península em forma de gancho no estado norte-americano de Massachusetts, está aberta ao público. A Ilha Sipson é propriedade privada desde …