Dieta vegetariana afeta a nossa saúde (mas para pior)

Investigadores austríacos realizaram um estudo que revela incidências significativamente maiores de cancro em indivíduos vegetarianos.

Uma equipa de investigadores do Instituto de Medicina Social e Epidemiologia da Universidade Médica de Graz, na Áustria, realizou um estudo que revela o que pode significar uma dieta vegetariana para a nossa saúde.

A equipa de investigadores analisou dados de 1290 indivíduos austríacos, com 15 anos ou mais. O grupo foi dividido em quatro subgrupos: 330 indivíduos eram vegetarianos, 330 eram carnívoros que comiam também muita fruta e vegetais, 300 eram carnívoros que comiam muita carne e 330, embora carnívoros, alimentavam-se de pouca carne.

O estudo, publicado em 2014 na revista científica PLOS, revelou que, em geral, os vegetarianos sofrem mais de condições crónicas e tomam mais medicação do que os indivíduos que se alimentam de carne ocasionalmente.

No entanto, a experiência provou que quem opta pela dieta vegetariana tende a ter um menor Índice de Massa Corporal (IMC), fazendo com que sofram menos de problemas relacionados com o colesterol, hipertensão, doença arterial coronária e diabetes tipo 2.

Relacionadas à dieta vegetariana, surgem as condições socioeconómicas dos indivíduos. Os produtos consumidos numa dieta vegetariana são mais caros, fazendo com que muitas pessoas não tenham recursos económicos para consumir produtos vegetais de alta qualidade.

Curiosamente, o estudo revelou que os vegetarianos são menos vacinados e vão ao médico com menos regularidade do que os outros grupos. Este facto pode afetar os dados relativos às condições crónicas observados neste estudo.

Pensa-se que esta falta de preocupação com a saúde esteja intimamente relacionada com as táticas de marketing das marcas de alimentos saudáveis que, afirmando que a “comida é medicina”, podem levar os indivíduos a acreditar que não precisam de ir ao médico porque a sua dieta saudável já é um bom remédio.

A correlação entre o Índice de Massa Corporal e a carne ficaram claros neste estudo. Os carnívoros que consomem muita carne na sua dieta têm o IMC mais alto, enquanto que os indivíduos exclusivamente vegetarianos têm o menor.

Mas a correlação e a causa não são claras. Os consumidores de carne apresentam também uma taxa muito maior de consumo de álcool, que é uma das formas mais rápidas e infalíveis de engordar.

No que diz respeito a dietas alimentares, há inúmeros fatores que desempenham um papel importante na forma como interagimos com as nossas escolhas alimentares, como o ambiente, o nível de atividade física e a genética.

Durante a maior parte da nossa história evolutiva, a proteína e a gordura foram escassas e difíceis de conseguir. Mas, hoje em dia, comer carne e ignorar os carboidratos e as fibras presentes nas plantas parece ser tão perigoso quanto evitar totalmente a carne na nossa dieta alimentar.

Sobre as nossas escolhas e como estas podem influenciar a nossa saúde e bem-estar, os investigadores defendem que devemos optar por uma dieta alimentar consciente e que esta deve, sobretudo, “basear-se no equilíbrio, numa era de excessos”.

PARTILHAR

35 COMENTÁRIOS

  1. Há dois tipos de vegetarianos: os que se baseiam em produtos derivados da Soja e trigo (como Seitan) e os que sabem verdadeiramente ser vegetarianos. A soja é das piores leguminosas, e não trazem benefícios nenhuns. Basta procurar informação sobre isso.
    E dos que sabem ser vegetarianos, conheço vários e têm uma saúde esplêndida há décadas.
    Contudo, a carne de qualidade consumida pouca vez é também uma óptima opção.

      • Ovos são excelente fonte de B12, vitamina que grande parte dos vegetarianos têm de suplementar com comprimidos.
        Acerca do leite, compreendo o desdém, agora informe-se melhor antes de demonizar os ovos e os queijos.

        • Ora bem, eu fiz um comentário de resposta… Não sei se foi aprovada pelos admins ou não. Se este entrar posso-lhe responder novamente Ju. Obrigado pela sua mensagem

        • Ok, parece que consigo. Os ovos na verdade não são uma fonte de B12 porque a B12 não é criada por animais mas sim por bactérias. Portanto, ter que suplementar não é uma escolha nem para vegetarianos, nem para vegans nem para omnívoros, é sim uma obrigação. Os vegetarianos/vegans podem faze-lo directamente com suplementos. Os omnívoros não sabem mas fazem-no indirectamente pois os animais que eles comem também tomam os tão temidos suplementos visto que são alimentados pelos humanos em vez de comerem directamente na natureza onde as bactérias vivem. De qualquer forma, comer ovos por causa de B12 é má ideia visto que a pequena vantagem da B12 que possa ter é largamente ultrapassada pela desvantagem de ter grandes quantidades de colesterol e proteína animal que são optimas para a criação do pinto mas terríveis para a saúde dos humanos. Já agora, sabia que nos USA (onde as regras são mais abertas do que cá) é proibído anunciar os ovos como nutritivos, saudáveis e bons para a saúde? Não é promissor…

          Relativamente ao queijo, como é que compreende os problemas do leite mas não os do queijo? Queijo é basicamente leite solidificado (com a adição de alguns componentes obviamente)… Verifique a quantidade de gordura e de sal no queijo e diga-me se lhe parece um alimento saudável… Já agora, verifique também a quantidade de pus que existe no queijo. Sim pus, visto que as máquinas que sugam o leite das vacas são usadas de forma agressiva e intensiva ao ponto de causarem infecções nas glandulas mamárias da vaca que geram pus que posteriormente é sugado juntamente com o leite. Se não acredita pesquise sobre este assunto e depois diga-me se lhe parece uma boa coisa de se ingerir. Lamento dar-lhe más notícias =(

          • o colesterol do ovo não faz mal nenhum aos humanos. O ovo é um alimento completo e mais do que aconselhável. O leite deve ser aquecido/pasteurizado. O queijo é um dos melhores alimentos para baixar o colesterol. A dieta mediterrânea é a melhor dieta saudável: tem carne, peixe, leite, queijo, vinho, pão, azeite, legumes e verduras. O segredo: doses moderadas de tudo! Não acredite em monodietas vegetarianas/vegans/crus/low-calories/só-tretas… valem tanto como as dietas dos carNeiros (que comem praticamente só carne e hidratos)… a sabedoria dos antigos é milenar…

  2. Lamento discordar com todos esses estudos… Talvez seria muito mais util usarem o montante gasto com essas teorias da treta e gastarem com quem mais necessita. Sou vegetariana e nem por isso tenho baixo IMC ou sofro de alguma doença. Tal como o Nuno diz e com razão, é preciso saber ser vegetariano!! Dispenso sojas e tofus, mas tenho uma dieta bastante colorida que é o que manda a roda alimentar.
    Na verdade sabemos que tudo são modas, ora hoje o pão faz bem, amanhã faz mal, a fruta faz bem depois faz mal, enfim, é perda de tempo e dinheiro esses estudos… São para quem tem que mostrar serviço, já se sabe! Agora não queiram convencer vegetarianos que estão errados, talvez estejamos até bastante certos. Claro está, é preciso saber sê-lo!!

    • Cláudia, sabias palavras as suas. Depois vem dizer q o vegetarianism ou vegan fica muito caro, basta não ir em modernismo para ter uma alimentação saudável e simples e barata é uma questão de ginástica financeira, mas também há quem coma um bife de 6€ e outros q comem almôndegas e carcaças de galinha mas infelizmente isso é outra história com a qual se deveriam sim, preocupar-se. Abraço

    • Os únicos que provam estar certos são os centenários de portugal, espanha, frança, córsega, sardenha, sicília, italia, grécia, china e japão (E todos usam carne + legumes/verduras, em dietas muito variadas e muito equilibradas). A sabedoria dos antigos é milenar… não confundir as carnes e legumes processados antigamente (salga e fermentado) com os processados atualmente (salgados ou fermentados MAS cheios de nitritos e nitratos <<< ESTES itos/atos É QUE SÃO CANCERÍGENOS!), essa confusão dá cabo da moleirinha…

  3. Quem é que pagou para os investigadores para este estudo?
    Estes investigadores sabem que a carne é o alimento mais inflamatório?
    E quando se come 2 legumes complexos(ex: leguminosas e cereais) não precisamos da carne…

    Uma dieta vegetariana com um pouco de carne biológica, ovos biológicos e peixe de vez em quando é o ideal…

    Não podemos é ser “taliban” vegetariano…

    • Já para não falar em causador de cancro. A Organização Mundial de Saúde já classificou a carne processada como causadora de cancro (type 1) e não processada como provável de causar cancro (type 2).

      http://www.who.int/features/qa/cancer-red-meat/en/

      Se acreditam que o plutónio causa cancro, o amianto causa cancro, o tabaco causa cancro, a mesma entidade diz que a carne também causa. Julguem por vocês mesmo.

    • Não venham com tretas!! A carne é tão inflamatória como os vegetais processados! Os culpados são os nitritos e nitratos usados para prolongar a vida útil do produto e combater o botulismo. Só a carne e legumes biológicos é que são de confiança.

    • A ideia de equilibrio e moderação só se aplica a coisas benéficas não a coisas nefastas. Entre um pouco de cancro ou absolutamente nenhum cancro aposto que prefere o último mesmo sendo extremo. Devemos dar cigarros às crianças desde que seja equilibrado com exercício físico?

      • Entre pouco oxigénio ou muito oxigénio, qual prefere, Luis? O oxigénio é nefasto ou benéfico? Pois eu prefiro o meu oxigénio mais que pouco e menos que muito, tal como o Ju diz, equilibrado…

  4. antes de pensar só no meu umbigo, penso no bilioes de animais que sofrem desncessariamente para alimentar os ogres que somos nos humanos, e que afinal não temos humanidade nenhuma. Por isso Vegan é o caminho.

    • E o Joao Paulo já pensou nos triliões de plantas que sofrem desnecessariamente para alimentar os ogres humanos incluindo (em muito maior quantidade) os vegans? Essa ideia do sofrimento animal vertebrado sem considerar o sofrimento vegetal (vide – https://super.abril.com.br/ciencia/plantas-tambem-gritam/) ou até o sofrimento animal invertebrado (sim, os mosquitos também têm direito à vida!) é incompreensível… Mas a verdade é que somos predadores de topo e omnívoros e se nos queremos alimentar temos de causar a morte de outra espécie (ou sofrimento no caso das verduras que não incluam a planta inteira). Não há espécie que não o faça, embora uns mais bem sucedidos que outros…

  5. Mais um estudo financiado por industriais da carne, leite e outros. Tudo manipulação. Estudos e mais estudos, tecnologia e mais tecnologia mas andamos às voltas para encontrar curas, cuidar do ambiente e de paz. Ser humano é mau para ele próprio, mas ainda bem que o universo tem leis próprias e não se desiquilibra. A seu tempo responde a tudo e por vezes com força.

    • Largue as carnes processadas e não terá problemas, se não abusar delas. Vá para o veganismo processado e… pior a emenda que o soneto ou a ementa que o sonido…

  6. Bem eu sou ovo lacto- vegetariana ha 22 anos. nao como animais mas como o que eles nos oferecem, sem matar ou matratar os nossos amigos. Como se de uma parceria se tratasse. Dou te carinho, comida, cuido de ti e tu das me o leite…. etc Posso gabar me de ter uma saude invejavel, raramente estou doente. Faço ginastica e nos exercicios sou bastante rapida, tenho muita resistencia e canso me muito pouco. Analises em perfeitos indices. É preciso é saber equilibrar o que se come. Um vegetariano tem de ter um prato bastante colorido, comer leguminosas, frutos secos…. este estudo é muito tendencioso….. eu e muitos outros somos a prova viva de que podemos viver muito bem e ate melhor sem comer os nossos queridos amigos animais, colegas do planeta terra

      • Chama-se a isso produção alimentar animal. Acha que é muito diferente da produção alimentar vegetal? Tudo o que mete a industria alimentar (e produção/distribuição em massa) traz malefícios… virássemos todos vegans e veríamos as merdas com que nos presenteavam num futuro pouco distante… a soja hoje em dia é uma treta, só para dar um exemplo…

        • Se é assim tão clarividente saberá que optar por uma alimentação ao nível mais baixo possível da cadeia alimentar polui menos, consome menos recursos nomeadamente água e solo, porque é energeticamente mais eficiente.

          Se o sofrimento dos animais sencientes e a poluição lhe são indiferentes o balanço energético é um facto irrefutável.

  7. Isto é mais uma, das muitas manipulações de interesses económicos e governamentais, com a finalidade de fazer uma lavagem ás mentes humanas, para continuarem a ingerir carne, uma vez e como todos sabemos, há muitos lobbys por detrás desta increnagem. Temos que contrair muitas e variadas doenças, selenciosas ou não, para continuar a dar e fazer dinheiro ás indústria de carne, de leite, farmacêuticas, testes em animais e por aí vai… deixa-se infuenciar quem quer, porque informação credível, inteligente e coerente, também sabemos procurar… aceitem, porque este paradigma está a mudar para o bem humano, da Nossa Mãe Terra e dos nossos animais.

  8. São artigos pobres de conteúdo como este que fazem inúmeras pessoas ficarem confusas e desistirem de mudar os seus hábitos. Será correcto dizer que uma pessoa vegetariana leva uma alimentação saudável? Não. Desde logo porque é possível alguém ser vegetariano e alimentar-se exclusivamente de alimentos processados/industrializados. Mas, por favor, para quem lê este artigo e estava a pensar mudar os seus hábitos, procure informação de fontes imparciais e de pessoas qualificadas, não de pessoas cujo discurso é encomendado por industrias duvidosas ou ignorantes que escrevem com os pés.

    • PLOS|One – Burkert NT, Muckenhuber J, Großschädl F, Rásky É, Freidl W (2014) Nutrition and Health – The Association between Eating Behavior and Various Health Parameters: A Matched Sample Study. PLoS ONE 9(2): e88278. doi:10.1371/journal.pone.0088278

  9. Fator importantíssimo a levar em consideração, pois nao?

    “While 0.2% of the interviewees were pure vegetarians (57.7% female), 0.8% reported to be vegetarians consuming milk and eggs (77.3% female), and 1.2% to be vegetarians consuming fish and/or eggs and milk (76.7% female). 23.6% reported to combine a carnivorous diet with lots of fruits and vegetables (67.2% female), 48.5% to eat a carnivorous diet less rich in meat (60.8% female), and 25.7% a carnivorous diet rich in meat (30.1% female). Since the three vegetarian diet groups included a rather small number of persons (N = 343), they were analyzed as one dietary habit group. Moreover, since the vegetarian group was the smallest, we decided to match each of the vegetarians (1) with an individual of each other dietary habit group (carnivorous diet rich in fruits and vegetables (2), carnivorous diet less rich in meat (3) and a carnivorous rich in meat (4)).”

  10. É com enorme pesar que chego à conclusão que efetivamente existem loobies na indústria alimentar.
    No passado não era necessário fazer este tipo de propaganda, pois a esmagadora maioria das populações consumiam e alimentavam essas indústrias que pouco querem saber da nossa saúde (quanto mais de ética), mas sim de lucros sem olhar a meios ou a fins.
    Ora bem. Hoje en dia a realidade está a mudar, as pessoas estão cada vez mais sensibilizadas dos malefícios desses hábitos e, por contrapartida dos benefícios de uma dieta veg(etari)ana, o que fez uma aumento exponencial de pessoas mais conscientes que não pretendo mais alimentar essas indústrias, ou seja, empresas com enorme volume de capital estão a perder mercado devido à essa mudança em massa de comportamento.

    Espero sinceramente que esta tentativa de confusão para quem está a querer ser mais SAUDÁVEL, mais ECOLÓGICO, mais SENSÍVEL ao mundo que nos rodeia, não caia nesta conspiração contra o óbvio.

    Lamento simplesmente a divulgação irrefletida e sem senso deste tipo de “artigos”.

    • Pois caro Ruthiel, hoje em dia qualquer produto (carnes ou vegetais) da industria alimentar não é saudável. Para obter grandes períodos de conservação dos produtos são adicionados aditivos que provocam muitos malefícios quando consumidos em boa quantidade (não muita!). Antigamente salgava-se ou fermentava-se ou morria-se de botulismo. Hoje em dia salga-se e fermenta-se, adicionam-se nitritos e morremos de cancro (não é verdade! só morremos de cancro se abusarmos de produtos com nitritos, mas pelo menos não morremos de botulismo!! exceto em casos de muito descuido). Não há nada como a nossa dieta mediterrânea com produtos biológicos da nossa horta e animais alimentados natural e livremente…

  11. Se tratando de dieta, todo cuidado é pouco. Precisamos de uma forma sábia, equilibrar os nutrientes em nosso corpo, portanto, causar um desequilíbrio para focar uma queima de gordura pode ser prejudicial a saúde. Adorei o artigo.

RESPONDER

Pequena e funcional. Assim se carateriza a Tiny House (que ainda evita dores de joelhos)

Esta pequena casa móvel pode ser a solução que procura. Devido à sua arquitetura dinâmica é ótima para pessoas com problemas de articulações e que sofrem com dores joelhos, pernas cansadas ​​ou dores nas costas. Hoje …

Chama-se Elios, é um drone e vai explorar as profundezas das cavernas de gelo da Gronelândia

Elios é o drone que está a ajudar os investigadores a descobrirem mais sobre os mistérios da Gronelândia. Inserido numa estrutura própria, tem explorado as cavernas de gelo, facilitando assim o acesso a locais mais …

Milhares de pássaros migratórios estão (misteriosamente) a morrer no Novo México

Um elevado número de pássaros migratórios está a morrer em todo o Novo México, numa misteriosa mortalidade em massa que está a preocupar os cientistas. Estima-se que o número de pássaros mortos seja de centenas de …

Crianças inspiram Lego a livrar-se de todas as embalagens de plástico

As peças da Lego podem acabar no oceano durante mais de mil anos, mas os fabricantes dinamarqueses estão a tentar tornar a empresa ecologicamente correta. Na sua última promessa, a Lego vai começar a usar sacos …

Uma cidade chamada "amianto" está a tentar mudar o nome (e a discussão tornou-se tóxica)

Há uma cidade no Canadá chamada Asbesto - um material de construção altamente tóxico. Os habitantes da cidade não estão felizes com este nome, mas a sua mudança também não está a ser fácil. De acordo …

FC Porto 3-1 Braga | Entrada de “dragão”

O FC Porto iniciou a defesa do título nacional com uma vitória importante sobre o Sporting de Braga por 3-1. Os minhotos marcaram primeiro no Dragão, por um ex-portista, mas os descontos do primeiro tempo foram …

Barco navega em forma de coração para agradecer aos habitantes da Nova Escócia

A escuna Bluenose II navegou de forma bastante original no último dia da temporada de 2020. A rota seguida criou a forma de um coração no porto de Lunenburg, na Nova Escócia. De acordo com o …

França bate recorde com 13.498 novos casos. Espanha não vai confinar

A França registou este sábado um recorde diário de casos de covid-19, com 13.498 novos infetados nas últimas 24 horas, anunciou a Agência Nacional de Saúde, acrescentando que, no mesmo período, morreram mais 26 pessoas. No …

Diogo Jota no Liverpool

O Liverpool oficializou hoje a contratação do futebolista internacional Diogo Jota, de 23 anos, num contrato “de longa duração”, sem especificar a duração. A imprensa inglesa tem adiantado que o jogador vai assinar por cinco épocas, …

Companhia aérea australiana oferece voos de 7 horas (para lugar nenhum)

A companhia aérea australiana Qantas anunciou recentemente planos para um voo panorâmico de sete horas que fará um loop gigante em Queensland e Gold Coast, New South Wales e os remotos centros do interior do …