Dicionário da Academia das Ciências quer regresso do “pára”

Palavras como “pára” e “pêlo” podem voltar a escrever-se se for aceite a proposta da coordenadora do novo dicionário da Academia das Ciências de Lisboa (ACL), que quer evitar “ambiguidades” e “confusão”.

“Esta reposição do acento diferencial permitirá evitar situações de homografia que geram ambiguidade e, ainda que o contexto possa evitar a confusão, interferem com a velocidade do processamento da informação no ato de leitura”, afirma Ana Salgado, num documento publicado no Pórtico da Língua Portuguesa (PLP).

No documento salienta-se que “no caso da forma verbal ‘pára’ e do vocábulo ‘pêlo’, a frequência de uso é tão elevada que a distinção é fortemente desejável para distinguir dos seus homógrafos”.

A responsável no entanto aceita que caia o acento em “pólo”, que distinguia de “polo”, por ser “uma combinação arcaica”, como aceita a queda do acento circunflexo (pôlo), por ser raramente usado – a mesma lógica para se aceitar a queda do acento em palavras como “côa”, “pêra” ou “pêro”.

O Acordo Ortográfico de 1990 (OA90) eliminou o acento gráfico em palavras graves com vogal tónica aberta ou fechada que são homógrafas de palavras átonas, como artigos, contrações, preposições e conjunções. Mas, nota a Academia, manteve a distinção entre pôr (verbo) e por (proposição), que é um caso idêntico e que por isso tira consistência aos outros critérios.

A reposição do acento agudo em “pára”, na sugestão de Ana Salgado serve também para os compostos separados por hífen, como “pára-quedas” ou “pára-raios”, entre muitos outros.

Em casos em que o AO90 considera a acentuação facultativa Ana Salgado recomenda que se mantenha o acento nas formas verbais “dêmos” ou “pôde” e na terminação “ámos” do pretérito perfeito do indicativo dos verbos da 1ª conjugação, para fazer a distinção com o presente do indicativo.

O novo dicionário de português da Academia deve estar pronto no próximo ano. A Academia deve apresentar ainda este mês um estudo para aperfeiçoar o AO90, sugerindo nomeadamente o regresso à utilização de algumas consoantes mudas.

Ana Salgado, lexicógrafa, é membro do Instituto de Lexicologia e Lexicografia da Língua Portuguesa e sócia da ACL.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A reposição do acento em “pára” é um excelente exemplo de que a evolução da linguagem se dá naturalmente pela sua própria utilização e não pela imposição por parte de uns quantos intelectuais de regras ou acordos ortográficos que são tão confusos que até permitem dupla grafia.

    Mas, seguindo então o raciocínio de quem propôs mais esta mudança então que coloquem também acentos em:
    – “acôrdo”
    – “acórdo”
    – “prêço”
    – “prégo”
    e por aí a fora.

    E, já agora, diz aqui o Simplório que está farto que o corrector ortográfico o corrija, porque não… “palávra”; “prupósta”; “nôvo” ou “nôvu”; “êvitar”; “comfuzão”; “cázo”; “uzo”; “ilevar”; “arcáico”; “cômo”; “qéda”; “acênto”; “átunas”; “sujestão”; “sálgádo”; “muintos”; “muínho”; “furmíga”; “furmigeiro”; “jeládo”; “jêlo”; “qéim” (quem); “aério”; “áção” ou então “ássão”; “crucudilo”; “hóspitál”; “arqivar”; “prumulgar”; “ilemênto”;

    Isso é que era escrever como se fala. Eh! Eh!

RESPONDER

"O vírus não existe". Em Itália, os "coletes laranja" exigem a queda do Governo (e que o país saia da UE)

Inspirados nos Coletes Amarelos franceses, nasceram os "coletes laranjas" em Itália, um movimento de contestação contra o Governo que acredita que "o vírus não existe". Apesar de ainda não ser um movimento muito grande, há já …

Época balnear arranca no sábado, mas começa mais tarde no Norte

A época balnear arranca no próximo sábado, 6 de junho, mas não em todo o país. No Norte de Portugal só começa a 27 de junho. Segundo o despacho publicado esta quinta-feira em Diário da República, …

Um terço das empresas de restauração não reabriu

Cerca de um terço das empresas de restauração não retomou a atividade e quase metade tem registado uma faturação média inferior a 10%, revelou a associação representativa do setor. A Associação de Hotelaria, Restauração e Similares …

Ministério Público alemão assume que Maddie McCann está morta

O procuradores do Ministério Público alemão acreditam que Madeleine McCann foi assassinada. O investigador Christian Hoppe, do Bundeskriminalamt, revelou que a criança pode ter sido alvejada quando o suspeito assaltava o apartamento da família. O procuradores do …

Nadadores-salvadores devem privilegiar salvamento "sem entrar na água"

A Federação Portuguesa de Nadadores-Salvadores divulgou hoje alguns dos procedimentos que os vigilantes devem adotar na época balnear face à pandemia, como privilegiar o salvamento “sem entrar na água” ou abordar o náufrago pelas costas. “Ainda …

Confederação do Turismo propõe Lay-off simplificado, banco de horas e horário concentrado

A Confederação do Turismo de Portugal (CTP) propôs ao Governo 99 medidas para mitigar as consequências "gigantescas" que a pandemia está a ter no sector, apontando um cenário de "eclipse total e asfixia". Segundo noticiou esta …

Coreia do Norte ameaça romper acordo militar com Seul

A Coreia do Norte ameaçou hoje romper o acordo militar com a Coreia do Sul e fechar o gabinete de ligação transfronteiriça, se Seul não impedir que ativistas continuem a enviar panfletos através da fronteira. A …

Moratórias no crédito prolongadas até 31 de março de 2021

O Governo decidiu estender a moratória nos empréstimos dos bancos às famílias e empresas afetadas pela crise. As prestações e juros só voltarão a ser pagos depois de 31 de março de 2021, apurou o …

Santana Lopes deixou funções executivas no Aliança. Mas não "deserta"

O fundador do partido Aliança deixou, recentemente, as suas funções executivas por "motivos profissionais", mas promete "não desertar", "muito menos em alturas difíceis". No passado dia 15 de maio, Pedro Santana Lopes pediu a suspensão das …

Pela primeira vez em 30 anos, Hong Kong proíbe vigília em memória de Tiannamen

Pela primeira vez em 30 anos, tanto Hong Kong como Macau não vão ter vigílias em homenagem às vítimas do massacre de Tiananmen. A Polícia de Hong Kong proibiu a vigília em memória do massacre de …