Dez milhões de crianças “podem nunca voltar à escola” após coronavírus

Mohamed Hossam / EPA

A pandemia de coronavírus causou uma “emergência educacional sem precedentes”, com 9,7 milhões de crianças afetadas pelo encerramento de escolas em risco de nunca voltar às aulas, alertou na segunda-feira a Organização Não Governamental (ONG) Save the Children.

De acordo com dados da UNESCO, citados pela instituição de caridade britânica, em abril, 1,6 mil milhões de jovens deixaram de ir à escola e à universidade devido às medidas para conter a covid-19, o que equivale a cerca de 90% da população estudantil do mundo.

“Pela primeira vez na história da humanidade, uma geração inteira de crianças em todo o mundo teve a sua educação interrompida”, lê-se no novo relatório da ONG, intitulado “Save our Education”, citado pela agência AFP.

Segundo o documento, a crise económica pode forçar entre 90 e 117 milhões de crianças a entrar na pobreza, com efeito indireto nas admissões nas escolas. Com muitos jovens obrigados a trabalhar – ou a casar precocemente para sustentar as famílias – , entre 7 e 9,7 milhões de crianças podem abandonar a escola permanentemente.

Ao mesmo tempo, a instituição alertou que a crise pode deixar um défice de 77 mil milhões de dólares (aproximadamente 67,9 mil milhões de euros) nos orçamentos para educação em países de baixa e média receita até o final de 2021.

“Cerca de 10 milhões de crianças podem nunca retornar à escola – esta é uma emergência educacional sem precedentes e os governos devem investir urgentemente no ensino”, disse o presidente-executivo da Save the Children, Inger Ashing.

“Corremos o risco de cortes orçamentais incomparáveis, que farão explodir a desigualdade existente entre ricos e pobres, e entre rapazes e raparigas”, acrescentou.

A instituição pediu aos governos e doadores que invistam mais fundos para um novo plano global de educação que permita ajudar as crianças a voltar à escola quando for seguro e, até esse momento chegar, apoiar o ensino à distância.

“Conhecemos crianças mais pobres e marginalizadas, que já estavam mais atrasadas e que já sofriam maiores perdas, sem acesso ao ensino a distância – ou a qualquer tipo de educação – a meio do ano letivo”, referiu Ashing.

A Save the Children apelou igualmente à suspensão do pagamento de dívidas para países de baixa receita – uma medida que, segundo a ONG, poderia libertar 14 mil milhões de dólares (aproximadamente 12,3 mil milhões de euros) para programas de educação.

“Se permitirmos que esta crise educacional se desenvolva, o impacto no futuro das crianças será duradouro”, aublinhou Ashing. “A promessa que o mundo fez para garantir que todas as crianças tenham acesso a uma educação de qualidade até 2030 será atrasada em anos”, acrescentou, citando o objetivo da Organização das Nações Unidas.

O relatório listou 12 países onde as crianças correm maior risco: Níger, Mali, Chade, Libéria, Afeganistão, Guiné, Mauritânia, Iémen, Nigéria, Paquistão, Senegal e Costa do Marfim. Antes da crise, cerca de 258 milhões de crianças e adolescentes já estavam a deixar a escola, concluiu a instituição.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"A bitcoin vai criar a paz mundial"

A rainha das moedas digitais, se não construir a paz no planeta, vai ajudar na pacificação entre os seres humanos. É a opinião de Jack Dorsey. É o centro de atenções de muitos investidores, é o …

"Burrolandia". Parque temático de burros no México está a tentar salvar estes animais

Um parque temático de burros no México serve de santuário a estes animais que estão aos poucos a desaparecer no país. "O burro ajudou o homem por muito tempo. É hora de retribuirmos o favor", …

Uma mão robótica que joga Super Mario Bros na Nintendo? Sim, existe

Uma equipa de investigadores da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, imprimiu em 3D peças para criar uma mão robótica capaz de jogar Super Mario Bros na Nintendo.  A mão robótica é totalmente montada com circuitos …

"Narco Drones" apanhados a entregar drogas numa prisão chilena

Reclusos e cúmplices no exterior estão a usar drones para contrabandear droga para a prisão mais antiga do Chile. As autoridades chilenas descobriram que o esquema de contrabando tinha como objetivo transportar drogas para a Ex …

Erupção do vulcão Etna causa problemas económicos na Sicília

Nos últimos meses, o vulcão Etna tem estado em constante erupção e o custo de limpeza das cinzas está a deixar muitas cidades da Sicília à beira da falência. O vulcão Etna – um dos mais …

Argentina cria documento de identidade para pessoas não binárias

O Presidente da Argentina anunciou, esta semana, que o país tem um novo documento de identidade para incluir pessoas não binárias. É o primeiro país da América Latina a fazê-lo. De acordo com o chefe de …

Costa diz que Portugal vai ter "o dobro" de fundos comunitários para investir

O primeiro-ministro afirmou, este sábado, que Portugal vai contar, nos próximos sete anos, com "o dobro" de fundos comunitários para investimento, considerando que esta "é uma oportunidade única" que não pode ser desperdiçada. "Vamos ter a …

Chinesa morre após salvar a filha de deslizamento de terra. Bebé esteve 24 horas nos escombros

Uma mulher morreu após salvar o seu bebé quando um deslizamento de terra e uma forte inundação atingiram a sua casa na China, revelam as equipas de resgate. Como noticia a BBC, a bebé foi resgatada …

Caso Ihor. IGAI pede expulsão do ex-diretor de fronteiras do SEF

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) já entregou ao ministro Eduardo Cabrita o relatório final do processo disciplinar contra o inspetor coordenador do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) António Sérgio Henriques, que propõe a …

Chuvas torrenciais fazem mais de uma centena de mortos na Índia

Pelo menos 136 pessoas morreram na Índia, em consequência de chuvas torrenciais que assolaram o país e causaram fortes enchentes e deslizamentos de terra, enterrando casas e submergindo ruas. Numa altura em que as alterações climáticas …