Deutsche Bank foi favorecido pelo BCE nos testes de stress

spiegelneuronen / Flickr

-

O banco alemão Deutsche Bank foi favorecido pelo Banco Central Europeu (BCE) nas provas de resistência realizadas este verão à banca europeia, revela esta segunda-feira o jornal britânico Financial Times (FT).

O jornal destaca que o Deutsche Bank recebeu um tratamento especial do BCE, uma vez que conseguiu incluir nos seus resultados uma operação que não estava fechada no final do ano passado.

Em causa está a inclusão das mais valias resultantes da venda da participação que o Deutsche Bank detém na entidade chinesa Hua Xia nos resultados dos testes de ‘stress’ do Deutsche Bank, ainda que o negócio não estivesse concluído no final de 2015 – a data limite para incluir estas transações nas provas de resistência.

O Deutsche Bank terá beneficiado 4 mil milhões de dólares com a venda, mas como a operação não foi fechada – algo que o Deutsche Bank acredita que vai acontecer este ano – não deveria ter sido incluída nos resultados dos testes de stress.

Este caso foi descoberto pelo FT numa nota relativa às provas do Deutsche Bank, mas nenhum dos outros bancos avaliados nos exames tiveram menções similares, ainda que muitos também tivessem transações acordadas mas não fechadas em 2015.

O FT aponta para o exemplo do Caixabank, que fechou em março uma venda de ativos estrangeiros à sua ‘holding’ industrial, a Criteria, por 2,65 mil milhões de euros, mas o BCE não autorizou que o impacto dessa venda figurasse nos resultados das provas de resistência.

Os principais bancos alemães, o Deutsche Bank e o Commerzbank, obtiveram um rácio CET1 de 7,8% e de 7,42%, respetivamente, bastante acima do mínimo requerido pelas autoridades de supervisão.

A instituição alemã, cujas ações desvalorizaram mais de 20% nas últimas semanas, usou os resultados dos testes de ‘stress’ para comprovar ao mercado a sua sólida situação, realça o FT.

“[O tratamento dado ao Deutsche Bank] é confuso”, comentou ao FT o analista Chris Wheeler, considerando que “estas circunstâncias fazem com que as pessoas que seguem a atividade dos mercados vejam com suspeição a veracidade dos resultados destas provas”.

Contactado pelo jornal britânico, o BCE indicou que “trata todos os bancos da mesma maneira, em linha com a regulação”.

O FT afirma que, sem o negócio da Hua Xia, o rácio do banco alemão teria sido de 7,4% e não de 7,8%, mas que o rácio publicado ajudou a tranquilizar os investidores que estavam cada vez mais preocupados com o capital do banco.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. É o que dá querer perpetuar esta m*rda de sistema económico. É o mesmo que jogar a porcaria para baixo do tapete, há de chegar o dia que a porcaria vai transbordar!
    Isto, mais tarde ou mais cedo, vai estoirar, não é preciso ser nenhum entendido na matéria para se ver isso. Preparem-se.
    Estas injecções de dinheiro dos contribuintes para salvar bancos podres não pode nem vai durar para sempre.

  2. @jules, isto não é como ver um porto-benfica em que cada um vê um jogo diferente! onde é que leu que houve dinheiro dos contribuintes injetado no deutsche bank? nem seu nem dos alemães.

    • Andas mesmo a dormir!…
      O DB é um dos principais culpados da crise financeira mundial – e agora tenta lá adivinhar quem a está apagar…
      .
      Mais um vez se prova que , para fazer burlas, não há como os alemães!…

RESPONDER

Entre Rui Rio e Luís Montenegro, há quem vote no regresso de Passos Coelho

O presidente do PSD, Rui Rio, e o antigo líder parlamentar Luís Montenegro voltam hoje a disputar eleições directas, numa inédita segunda volta em que podem votar 40.604 militantes com as quotas em dia. Nos …

Vírus detetado na China pode já ter infetado mais de mil pessoas

O número de pessoas infetadas com um vírus que matou duas pessoas na China ultrapassa provavelmente o milhar de casos e é muito superior àquele avançado pelas autoridades locais, segundo investigadores britânicos. Num artigo publicado, esta …

Joacine Katar Moreira não vai renunciar ao cargo de deputada

O IX Congresso para eleger os novos órgãos do Livre começa, este sábado, em Lisboa. A única deputada do partido na Assembleia da República já disse que não vai renunciar ao cargo. À chegada ao IX …

Cabeceamentos no futebol podem ser proibidos ou limitados. O problema é o risco de demência

A Federação escocesa de futebol prepara-se para proibir os cabeceamentos nos escalões com menores de 12 anos.  Em Inglaterra, fala-se em limitar este gesto futebolístico que foi associado a doenças neuro-degenerativas em vários estudos científicos. …

Fenómeno cerebral desvenda enigma sobre as casas do Neolítico

O comportamento humano está influenciado por aspetos inconscientes. Um deles é um fenómeno da perceção conhecido entre psicólogos como a negligência espacial cerebral. Este fenómeno refere-se à observação de que as pessoas saudáveis preferem o seu …

Justiça do Mónaco investiga José Eduardo dos Santos e Isabel dos Santos

As autoridades do Mónaco estarão a investigar a empresária angolana, assim como o seu pai e o seu marido, pelo crime de branqueamento de capitais. De acordo com o semanário Expresso, as autoridades judiciais do Mónaco …

Depressão Glória atinge Portugal continental com vento forte

A depressão Glória está a caminho. Segundo o Instituto Português do Mar e Atmosfera, no domingo, esperam-se rajadas de vento que podem atingir os 110 quilómetros por hora nas terras altas. A depressão Glória vai passar …

Governo não renova PPP do Hospital de Loures

O Estado não vai renovar a atual parceria público-privada (PPP) do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, que é gerido pelo grupo Luz Saúde, anunciou a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo …

Cientistas podem ter descoberto por que Beethoven ficou surdo

Ludwig van Beethoven começou a notar dificuldades de audição em 1798, com 28 anos. Com 44 ou 45, estava totalmente surdo. Aos 56 anos, o músico morreu e, até hoje, ainda não se sabe …

Tochas em Alvalade. Liga pede reunião de urgência ao MAI

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) solicitou, esta sexta-feira, uma reunião de urgência ao ministro da Administração Interna, na sequência dos incidentes no encontro entre Sporting e Benfica. "A Liga Portugal lamenta profundamente …