Desmantelado grupo que escravizava trabalhadores na apanha de morangos

Nahuel Berger / World Bank

Três homens foram detidos numa operação relacionada com o tráfico de pessoas que permitiu resgatar 23 trabalhadores estrangeiros de uma propriedade agrícola em Almeirim, no distrito de Santarém, onde trabalhavam e viviam em “condições muito precárias e degradantes”.

A operação do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) levou à detenção de um cidadão português, de 40 anos, e de dois estrangeiros, de 32 e 29 anos, e à apreensão de material de prova da atividade ilícita realizada pelos arguidos, designadamente documentos, computadores e dinheiro. Foi ainda apreendida uma arma de fogo.

Os dois detidos estrangeiros preparavam-se para abandonar o país – de acordo com o SEF, já tinham bilhetes de avião para o efeito.

O SEF realça que a operação “Pokhara” permitiu o resgate de 23 trabalhadores estrangeiros de uma propriedade agrícola situada na região de Almeirim, onde trabalhavam e se encontravam alojados, em “condições muito precárias e manifestamente degradantes”.

Na sequência da operação, o grupo de 23 indivíduos foi levado para local seguro, devidamente acompanhado por elementos da Associação para o Planeamento da Família, que apoiaram a ação do SEF.

Alojamento sem higiene e comida miserável descontados do salário

A investigação resultou do trabalho de fiscalização efetuado pelo SEF em articulação com a Autoridade para as Condições de Trabalho, para verificação da legalidade da relação laboral dos trabalhadores envolvidos na apanha de morangos nas estufas da região de Almeirim.

Tendo sido detetados “fortes indícios” de prática dos crimes de tráfico de pessoas para efeitos de exploração laboral, auxílio à imigração ilegal e angariação de mão-de-obra ilegal, os factos foram participados ao Ministério Público, que abriu um inquérito.

Em causa, refere o SEF, está a atuação do patrão dos trabalhadores e do seu ajudante, que, através de uma empresa unipessoal sediada em Lisboa, contratavam e forneciam trabalhadores estrangeiros a explorações agrícolas.

Durante a investigação apurou-se que os trabalhadores assinaram contratos de trabalho redigidos em português, língua que desconhecem, cujas cláusulas não eram cumpridas, nomeadamente no que respeita a remunerações.

“De facto, a alimentação que cada trabalhador recebia era-lhe fornecida mediante desconto no vencimento, consistindo apenas em produtos: massa, batata, cebola e arroz“, diz o SEF.

Os trabalhadores encontravam-se alojados em três pequenas divisões de uma construção sem condições mínimas de segurança e higiene, assim como sem janelas e pavimento, cada uma composta por uma sala e cozinha comum e um quarto exíguo, onde cerca de sete pessoas dormiam em camas tipo beliche.

De acordo com o SEF, os 23 estrangeiros tinham apenas acesso a uma única casa de banho, sem água canalizada, e nenhum destes espaços dispunha de eletricidade. O alojamento também era descontado do vencimento, que assim ficava substancialmente reduzido.

Além das más condições de alojamento, do parco salário e dos descontos que lhe eram aplicados pelo alojamento e alimentação, os estrangeiros eram ainda iludidos com a informação de que se conseguiriam regularizar junto do SEF.

Os 23 trabalhadores foram sinalizados como vítimas de tráfico de seres humanos e recolhidos em casas de abrigo e proteção, providenciadas pela Equipa Multidisciplinar Especializada – SOS Tráfico de Seres Humanos de Lisboa, da Associação para o Planeamento da Família.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. O SEF que mande mais operacionais aqui para o concelho de Odemira porque são aos magotes! Os campos de cultivo de frutos pequenos mais que triplicou nos últimos 12 meses… às 6h30 da manhã de qualquer dia da semana o panorama nas estradas é assustador! E vivem aos 12 em garagens de 10m2 arrendadas pelos locais a 1200 euros por mês.

    Não abram os olhos para o que se está a passar aqu,i não!

  2. Também muitos portugueses trabalham como escravos, alguns sem qualquer contrato de trabalho. Onde anda a ACT nestes casos?
    Como é que estes trabalhadores estrangeiros entram ilegalmente em Portugal?
    Acho isto muito estranho!

RESPONDER

Transações com criptomoedas passam a ser ilegais na China

O banco central da China declarou ilegais todas as transações que envolvam a bitcoin e outras moedas virtuais, intensificando uma campanha para bloquear o uso de dinheiro digital não oficial. Após o anúncio, revelou esta sexta-feira …

Eduardo Bolsonaro e dois ministros de Estado testam positivo à covid-19

O filho do Presidente do Brasil, que também é deputado federal, é o terceiro membro da delegação brasileira que viajou para os EUA a testar positivo para a covid-19. O deputado federal brasileiro Eduardo Bolsonaro, filho …

Avião russo invade espaço aéreo da Estónia pela sexta vez este ano

A Estónia informou na quinta-feira que um avião da força aérea russa violou o seu espaço aéreo, sendo o sexto incidente do género este ano. A intrusão terá ocorrido ao meio-dia de quarta-feira, quando o avião …

Abel montou uma "equipa pequena, a jogar sempre com receio"

Opinião proveniente do Brasil lamenta a forma como o campeão sul-americano se apresenta em campo. É campeão sul-americano, por ter vencido a última Copa Libertadores, está a um jogo de estar novamente na final da Libertadores …

Pandemia com tendência decrescente nos serviços de saúde e na mortalidade

Portugal regista uma situação pandémica de “intensidade moderada”, mas com uma tendência decrescente da pressão sobre os serviços de saúde e na mortalidade associada à covid-19, refere o relatório das “linhas vermelhas” hoje divulgado. Segundo a …

Vacinas da gripe vão ser dadas nos centros de vacinação covid-19

Os centros de vacinação usados para administrar as vacinas contra a covid-19 vão também passar a ser usados para vacinar contra a gripe. Numa nota enviada às redações, a task force anunciou que os centros de …

Irmã de Kim Jong-un diz que acabar com a Guerra da Coreia é uma "ideia admirável"

Esta sexta-feira, Kim Yo-jong, irmã do líder norte-coreano Kim Jong-un, disse que o país está disposto a retomar as conversações com a Coreia do Sul se o vizinho não provocar o Norte com políticas hostis. Ri …

"Que se lixe o Congresso", diz líder do CDS

O líder centrista Francisco Rodrigues dos Santos disse não estar "minimamente preocupado" nem "concentrado em táticas para congressos internos". O presidente do CDS disse esta sexta-feira que não está “minimamente preocupado” com a próxima reunião magna …

Detidos CEO e chairman do grupo HNA, antigo acionista da TAP

Chen Feng e Tan Xiangdon, o chairmain e o CEO do grupo HNA, que já deteve uma participação na TAP, foram detidos esta sexta-feira.  O chairmain e o CEO do grupo HNA terão sido detidos na …

OMS inclui mais dois medicamentos nas recomendações para tratamento

A Organização Mundial de Saúde (OMS) acrescentou na quinta-feira dois medicamentos à lista de fármacos admitidos para tratamento da covid-19 e pediu à farmacêutica que os produz para baixar os preços e levantar as patentes. O …