Deslizamentos e inundações na Serra Leoa fizeram mais de mil mortos

Society for Climate Change Communication Sierra Leone / Handout / EPA

Mais de mil pessoas morreram na sequência dos deslizamentos de terra e inundações que afetaram a capital de Serra Leoa há cerca de duas semanas, anunciaram uma líder de uma organização local   um padre durante as cerimónias de homenagem às vítimas.

As inundações e deslizamentos ocorreram a 14 de agosto e, segundo a Associated Press, o governo do país anunciou inicialmente a morte de 450 pessoas, enquanto as organizações não governamentais apontavam que as 600 pessoas desaparecidas dificilmente seriam encontradas com vida.

Mais de mil pessoas morreram nos deslizamentos de terra e nas inundações e nunca saberemos o número exato”, afirmou Elenoroh Metzger, líder das mulheres de Regent, uma zona na periferia da capital Freetown, onde ocorreram os deslizamentos.

Centenas de funerais têm sido realizados, enquanto continuam os trabalhos de resgate debaixo de chuva. As condições climatéricas, aliás, poderão causar novos deslizamentos e casas soterradas, já que as habitações são feitas de materiais precários.

Já o reverendo Arnold Temple, que celebrou este domingo a missa numa igreja metodista perto de Regent, defendeu que uma contagem rigorosa é importante para fazer a contabilização.

É bem provável que sejam mais de mil pessoas mortas que nós agora choramos. Mas por que razão é que a vida de cerca de mil compatriotas nossos terminaram desta forma trágica?”, questionou.

Também a mulher do Presidente Ernest Bai Koroma falou durante as cerimónias para dizer estar com o “coração pesado” e que o país tem passado por imensas calamidades.

Devíamos todos fazer um exercício de introspeção e aprender a ser obediente às leis do homem, especialmente quando o governo planeia tomar uma atitude pelo desenvolvimento do país”, defendeu Sai Koroma.

Entretanto, e por causa das chuvas, centenas de pessoas que vivem em zonas de risco estão a ser retiradas, enquanto as ONG entregam mantimentos e água potável de forma a prevenir possíveis doenças.

De acordo com a AP, há críticos que acusam o governo da Serra Leoa de não ter aprendido com catástrofes anteriores em Freetown, onde muitas das zonas pobres estão perto do mar e falta escoamento de águas. A capital sofre também com as construções ilegais nas suas colinas.

Na semana passada, a agência France-Presse, citando fonte da morgue central de Freetown, dava conta de 499 mortos, incluindo 156 crianças, mas com as equipas de socorro ainda à procura de mais vítimas.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Eslováquia 0 - 5 Espanha | Goleada com vista para a Croácia

A Espanha qualificou-se esta quarta-feira para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao golear a Eslováquia, por 5-0, um resultado que apura a Ucrânia como um dos melhores terceiros classificados. Espanha alcançou a maior …

PRR. Costa diz que é preciso acabar “com o chover no molhado” e agarrar a oportunidade

O primeiro-ministro defendeu esta quarta-feira que o país tem de acabar “com o chover no molhado” e fazer o que ainda não foi feito, “agarrando” o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e não perdendo …

Alemanha ilumina-se com as cores do arco-íris em apoio à comunidade LGBT ( e contra a UEFA)

No momento do apito inicial para o jogo entre a Alemanha e a Hungria, vários estádios alemães vão iluminar-se com as cores do arco-íris, em apoio à comunidade LGBTI (e contra a decisão da UEFA). Esta …

Tony Carreira internado. Cantor está "bem de saúde"

O cantor Tony Carreira foi internado esta quarta-feira no hospital de Faro devido a uma suspeita de enfarte do miocárdio. De acordo com o Observador, a assessora de Tony Carreira confirmou que o músico foi internado …

Portugal vs França Em Direto: Já há onzes oficiais, Renato e Moutinho de início

A seleção de Portugal joga esta quarta-feira o tudo por tudo contra a França, num encontro que pode significar o apuramento para os Oitavos de Final do Euro 2020 ou o regresso a casa mais …

Moradores desalojados saíram de reunião com a Câmara de Loures com “uma mão cheia de nada"

Moradores desalojados de Loures dizem não ter recebido nenhuma solução de realojamento por parte da Câmara, que nega que as casas estivessem ocupadas na altura em que os técnicos fizeram um levantamento para a sua …

Marta Temido aponta para continuação das restrições em Lisboa

A ministra da Saúde disse esta quarta-feira que a situação epidemiológica da covid-19 na região de Lisboa e Vale do Tejo deve traduzir-se na continuidade da aplicação das medidas de restrição em vigor. “Os números neste …

Primeiro julgamento ao abrigo da lei de segurança nacional em Hong Kong

Um homem acusado de conduzir uma motocicleta contra polícias de Hong Kong, enquanto transportava uma bandeira de protesto, tornou-se esta quarta-feira na primeira pessoa a ser julgada ao abrigo da lei de segurança nacional, aprovada …

Lei húngara que discrimina população LGBT+ "é uma vergonha", diz Ursula von der Leyen

O projeto de lei aprovado pela Hungria, que proíbe a divulgação a menores de 18 anos de conteúdos que incluam a "representação e promoção de uma identidade de género diferente do sexo à nascença, da …

Técnicos de Emergência queixam-se de atraso no pagamento de subsídio de risco

O Sindicato dos Técnicos de Emergência Médica Pré-Hospitalar (STEPH) denunciou esta quarta-feira a falta de pagamento, pelo INEM, do subsídio de risco covid-19 referente a abril, que deveria ter sido pago com o salário processado …