/

Designer cria um “terceiro olho” para quem vive agarrado ao telemóvel

1

Um designer industrial sul-coreano criou, recentemente, um “terceiro olho” para ajudar aqueles que, mesmo em andamento, não conseguem tirar os olhos do telemóvel.

O designer industrial Minwook Paeng criou recentemente o The Third Eye (‘terceiro olho’ em português). O globo ocular robótico é colocado na testa de um utilizador que vive literalmente agarrado ao telemóvel, evitando que a pessoa possa sofrer algum tipo de ferimento enquanto anda na rua, por exemplo.

O sul-coreano, de 28 anos, explicou que desenvolveu esta “solução satírica” para que as pessoas reconheçam a “gravidade do vício em gadgets e comecem a olhar para si próprias”.

“Não quero que este dispositivo seja uma solução. Mas se continuarmos viciados em smartphones, precisaremos com certeza destes produtos no futuro”, disse o estudante de pós-graduação em design de inovação no Royal College of Art e Imperial College London, em declarações ao Interesting Engineering.

Quando a cabeça do zombie – ou “smombie”, um termo que descreve os “zombies dos smartphones” que vivem agarrados a estes dispositivos – se inclina para baixo, a “pálpebra” de plástico do dispositivo abre e um pequeno sensor monitoriza a área.

Quando a pessoa se aproxima cerca de dois metros de um obstáculo, o The Third Eye emite um alerta, avisando o utilizador de que corre perigo.

Paeng Min-wook testou o equipamento em Seul e captou a atenção da plateia. Apesar de, para já, ser apenas um protótipo, o “terceiro olho” tem potencial para ser útil às novas gerações.

  Liliana Malainho, ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.