Deputados reagem à carta de Berardo. “Quem não quer ser lobo não lhe vista a pele”

António Cotrim / Lusa

Numa reação à carta enviada por Joe Berardo a ferro Rodrigues, os deputados assumem que os portugueses é que têm razões para estar indignados.

Os deputados não se comoveram com a missiva enviada por Joe Berardo a Eduardo ferro Rodrigues. Segundo o Observador, nenhum deles considera que o empresário tenha sido maltratado na comissão parlamentar de inquérito e todos consideram que os portugueses é que têm razões para estar indignados.

Para o PS, PSD, CDS e PCP, a missiva é mais uma afronta aos portugueses e não vai merecer consideração dos partidos. Berardo queixa-se, por escrito, de ter sido maltratado na comissão de 10 de maio e pede a intervenção do Presidente da Assembleia da República. Duarte Pacheco, do PSD, considera que Berardo “nunca devia ter tornado público o conteúdo do que enviou a Ferro Rodrigues”.

“Se havia queixas e se queria escrever ao segundo titular do Estado, tem de se ter o bom senso e reserva”, defende o deputado, que fala ainda em “falta de decoro”.

Já João Paulo Correia, do PS, afirma que o papel de vítima não fica bem ao empresário: “Quem não quer ser lobo não lhe vista a pele.” “A carta não passa de uma manobra de distração perante as autoridades judiciais e Berardo não vai contar com o PS para isso”, acrescenta o deputado socialista.

O esquerdista o PCP Duarte Alves lembra o dia do inquérito e fala também no “papel de vítima”. “Berardo já fez o ensaio de vitimização na comissão e não conseguiu impor essa estratégia. O PCP não vai contribuir para essa estratégia.”

Para Cecília Meireles, do CDS, basta uma palavra para descrever a missiva escrita por Berardo: “autoexplicativa”.

“Li a carta e respondi”, disse o destinatário da carta, Eduardo ferro Rodrigues, adiantando que o conteúdo foi revelado antes de o próprio a ler, confirmando o que já tinha sido noticiado pelo Eco.

Berardo foi ainda “informado de que, nos termos legais e regimentais, não pode o presidente da Assembleia da República interferir no funcionamento das comissões parlamentares de inquérito”, uma vez que estas “exercem a sua atividade com total independência, dentro do quadro legal em que foram constituídas”, e gozam dos “poderes de investigação próprios das autoridades judiciais e demais poderes e direitos previstos na lei e na Constituição da República”.

Além das críticas à carta, os deputados já tinham informado que vão fazer queixa de Berardo ao Ministério Público por “claro delito de desobediência”, afirmam.

Os deputados dizem que a Associação Coleção Berardo, ligada ao empresário, não enviou à comissão parlamentar de inquérito informação satisfatória sobre as mudanças de estatutos que fizeram com que a Caixa Geral de Depósitos (CGD) e os outros bancos perdessem poder na associação que é dona das obras de arte.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Os Portugueses não são estúpidos, sabem ver o que está mal no sistema, não precisam de ser encaminhados, como gado, também sabem ver que a banca controla tudo e todos e os políticos andam a reboque daquilo que acham que é a opinião pública, na expectativa de algumas migalhas.
    Por isso, às vezes as sondagens saieem-lhes pela colatra, porque substimam a capacidade de observação da população e daí a enorme abstenção nas urnas.

RESPONDER

Vacina da gripe disponível para mais grupos. Farmácias temem não ter stock suficiente

A vacina da gripe está, a partir desta segunda-feira, disponível para mais grupos populacionais com o início da segunda fase da campanha, que estende a vacinação a pessoas com 65 ou mais anos e pessoas …

Franceses em protesto para homenagear professor decapitado. Autoridades procuram radicais islâmicos

Milhares de pessoas reuniram-se no domingo no centro de Paris numa demonstração de repúdio pela decapitação do professor que mostrou aos seus alunos desenhos do Profeta Maomé. Os manifestantes da Praça da República ergueram cartazes onde …

Proud Boys acreditam na vitória de Trump: "Vamos Ganhar". Voto antecipado começa hoje na Florida

O líder do grupo Proud Boys disse à Lusa, durante uma manifestação em Miami, que Donald Trump vai vencer as eleições presidenciais norte-americanas, e rejeitou a acusação de que é dirigente de uma organização extremista. …

Projeto desenvolve testes rápidos de baixo custo para detetar imunidade

Um consórcio de universidades e uma empresa querem desenvolver "testes rápidos e de baixo custo" para detetar a resposta imunitária ao vírus SARS-CoV-2. O projecto TecniCov, que "obteve um financiamento de 450 mil euros da Agência …

"Medo constante". Human Rights Watch denuncia tortura na Coreia do Norte

Uma organização não-governamental denunciou esta segunda-feira que o sistema norte-coreano de detenção pré-julgamento e de investigação é cruel e arbitrário, com ex-detidos a descreverem tortura sistemática, corrupção e trabalhos forçados não-remunerado. No relatório de 88 páginas, …

"Cibermáfia". Rede de criminosos "lavou" milhões de euros em Bancos portugueses

Uma rede de criminosos com origem na Europa de Leste montou um esquema de lavagem de dinheiro roubado em ataques informáticos através de Bancos de países como Portugal. Esta "cibermáfia", como é apelidada pelo Jornal de …

Diplomatas chineses e taiwaneses entram em confronto físico nas ilhas Fiji

Diplomatas da China e funcionários do Governo de Taiwan entraram em confronto físico durante uma receção nas ilhas Fiji, que marcou o dia nacional de Taiwan, ilustrando a crescente tensão entre Pequim e Taipé. A luta …

Mais 1.949 infetados, 17 mortes e 966 recuperados. Portugal passa barreira dos 100 mil casos

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 1.949 casos de covid-19, 17 mortes associadas à doença e 966 recuperados, de acordo com o boletim da Direção-Geral da Saúde publicado esta segunda-feira. O número total de infeções …

Lagarde defende que o fundo de recuperação se torne permanente (e admite mais estímulos)

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, defendeu, em entrevista ao Le Monde, que o Fundo de Recuperação se torne uma ferramenta permanente. Em entrevista ao jornal francês Le Monde, citada pela Bloomberg, Christine …

Reino Unido acusa Bruxelas de não querer acordo pós-Brexit

O Reino Unido acusa Bruxelas de não querer iniciar um projeto de acordo pós-Brexit, mas espera que União Europeia "mude de posição". O Governo britânico acusa Bruxelas de não querer intensificar os contactos com o Reino …