Deputado do PSD diz que fake news e populismo são “tretas” de Bruxelas

Tiago Petinga / Lusa

O deputado do PSD Miguel Morgado

O deputado do PSD Miguel Morgado, desvalorizou o problema das fake news e do populismo nas eleições europeias, considerando que se trata de “tretas” da “propaganda oficial de Bruxelas” para impedir de discutir o que é necessário.

Durante uma conferência sobre “Os jovens e o futuro da Europa”, promovida pela Escola secundária Adolfo Portela, em Águeda, Miguel Morgado recusou a ideia de que devemos recear as fake news, lembrando que estas sempre existiram no passado.

“Agora, parece que inventaram as redes sociais e passou a haver fake news ou que a Inglaterra decidiu votar no referendo para sair da União Europeia por causa das fake news. Isso é tudo conversa de burocratas em Bruxelas e de políticos que querem proteger as suas posições e não sabem como falar com as pessoas”, disse.

O social-democrata referiu-se ainda ao populismo como o “outro papão”, lembrando que “houve sempre forças extremistas nas comunidades”.

“Os populistas de esquerda e direita que andam aí pela Europa toda são muito mais inofensivos do que aqueles que havia quando era miúdo. Não são eles a grande ameaça que existe para a Europa. Faz parte da propaganda oficial para nos assustar e impedir de discutir aquilo que queremos discutir”, notou.

Miguel Morgado rejeitou ainda o federalismo, considerando uma “ilusão perigosa” a possibilidade de a Europa evoluir para a construção de “um super-estado federal que dilua os estados nacionais”.

“Temos de prosseguir o caminho de cooperação institucional ao nível europeu, mas em que a base de recuo é sempre os estados nacionais”, defendeu, perante uma plateia de cerca de uma centena de alunos.

Em resposta a uma questão colocada pela assistência, o parlamentar colocou totalmente de parte uma eventual saída de Portugal da União Europeia, considerando que o país “está muito melhor” dentro do bloco comunitário.

“Se Portugal não estivesse na União Europeia, nem uma democracia seria. As instituições políticas, administrativas e judiciais em Portugal são demasiado frágeis e corruptas para aguentar a vida de Portugal sozinho no mundo”, explicou.

O ciclo de conferências sobre a Europa, promovido pela Escola Adolfo Portela, começou na segunda-feira e vai terminar no dia 1 de março com uma conferência que terá como oradora a eurodeputada bloquista Marisa Matias, subordinada ao tema “Refugiados da Europa: Solidariedade versus medo”.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …

Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recupera, avisa neurologista

Um neurologista ouvido num documentário da RMC Sport diz que o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recuperará. Já passaram quase sete anos desde que Michael Schumacher sofreu um acidente …

Processos com acórdãos a meias entre Rangel e Galante estão em risco

Durante dez anos, centenas de acórdãos do Tribunal da Relação de Lisboa foram feitos a meias entre Rui Rangel e Fátima Galante. Agora, esses processos estão em risco. A Procuradoria-Geral da República anunciou esta sexta-feira a …

Espanha. Jovem é esfaqueado após alertar para o uso de máscara

Três homens foram detidos em Madrid sob suspeita de terem esfaqueado um jovem que chamou a atenção de um deles por não usar máscara no interior de uma mercearia. Espanha é dos países do mundo mais …

Dez apostas que podem despontar o seu talento na Liga NOS

Nos últimos anos, dificilmente se encontra um mercado de Verão tão interessante como este. Contra todas as expectativas, dado que a pandemia trouxe alguma incerteza, os clubes portugueses têm investido mais e melhor, desde o …

Mulher morre devido a um ataque de ransomware a um hospital na Alemanha

Uma mulher morreu esta semana devido a um ataque de ransomware direcionado ao sistema operativo de um hospital em Duesseldorf, na Alemanha. Segundo as autoridades alemãs, a mulher precisava de cuidados médicos urgentes e foi encaminhada …

Portugal está "numa terceira fase de crescimento" da pandemia, avisa epidemiologista

"Estamos numa terceira fase de crescimento" de novos casos de covid-19, garante Baltazar Nunes, epidemiologista do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge. O número de novos casos voltou a aumentar esta sexta-feira, batendo o recorde …

Áustria corrige Trump. Os seus cidadãos não vivem em florestas

O Governo austríaco decidiu corrigir a afirmação do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que afirmou que as pessoas naquele país europeu vivem em "cidades da floresta". Trump referiu recentemente a Áustria e outros países europeu …

UE em rota de colisão com a Polónia. Em causa estão os crimes de ódio

A relação entre a União Europeia e a Polónia está cada vez mais comprometida. As duas partes têm chocado no que toca à discussão dos crimes de ódio. No seu primeiro discurso sobre o estado de …

Leixões nega ter colocado adeptos na bancada a ver um jogo

Episódio aconteceu numa partida de voleibol em Gondomar. Presidente garante que jovens pertencem aos órgãos sociais do clube, Federação não confirma a identidade à entrada. A Supertaça de voleibol começou, no Grupo B, com o duelo …