Denúncia de praxes violentas na Escola Naval. “Tortura do sono” e “sacos na cabeça”

A Marinha recebeu há alguns dias queixas de pais que, sob anonimato, denunciaram alegadas praxes violentas sobre alunos do 1.º ano da Escola Naval.

De acordo com os relatos, esta quinta-feira divulgados pelo Diário de Notícias, os cadetes foram sujeitos a “tortura do sono”, obrigados a andar com “sacos amarrados na cabeça”, a estarem “em tanques de água noites a fio” e foram também deixados “nus na parada”.

“Não quero chorar a morte do meu filho, como as mães dos [recrutas] comandos” falecidos no início do curso em setembro de 2016, disse a mãe de um dos cadetes em declarações ao matutino sem revelar a sua identidade.

De acordo com a mesma mãe, o seu filho “tirou fotos” para documentar algumas das situações mas estas foram eliminadas por superiores, porque os telemóveis dos cadetes “são vistos” com frequência e “o direito de privacidade não existe”.

Os exemplos apontados por esta mãe vão ao encontro do relato publicado por um pai de um cadete, através de uma publicação no Facebook do passado domingo, na qual escreve que “os alunos são privados do sono, dormindo, em média seis horas por semana”. Mário Antunes dá ainda conta que os alunos “adormecem nos testes (…), sendo raro os que conseguem tirar [notas] positivas”, descreve.

O porta-voz da Escola Naval, o comandante Pereira Fonseca, disse ao DN que “de mediato foi iniciado um procedimento interno para averiguar sobre a veracidade dessas práticas”. No entanto, e das “averiguações realizadas não se concluiu qualquer indício de práticas contrárias aos valores, aos regulamentos, à disciplina, à moral e à ética que rege a Escola Naval”, acrescentou.

O comandante Pereira da Fonseca garantiu que “não são toleradas práticas de praxe” na Escola Naval, sublinhando que os 63 cadetes do primeiro ano – dos quais 13 são raparigas – “são enquadrados por um conjunto selecionado de alunos do 4.º ano, que partilham o alojamento e os apoiam na integração na vida da EN e no seu sucesso escolar”.

De acordo com o porta-voz, nenhum dos 63 cadetes deste ano desistiu da recruta, nem pediu para o fazer. Além disso, nota, as únicas “ocorrências médicas relevantes” foram “dois surto de gastroenterite que afetaram os alunos de todos os anos”, disse ainda.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. São os Comandos, é a GNR, agora a Escola Naval, sem contar com as reiteradas praxes nas escolas do país.
    Começa a revelar-se uma das característica do povo português, sempre que lhe é dado PODER para elevar o seu triste ego, humilhando quem está sujeito.
    A Justiça continua branda em conluio com as situações, tentando não intervir e esquecer, como aconteceu nas 5 mortes do Meco, e em todas as outras situações em que nada se pode dizer porque corre o inquérito e está tudo “em segredo de justiça”.
    Portugal está cada vez mais perigoso e injusto.

  2. Isto é o regabofe generalizado. Já só falta praxar os paraquedistas e os da FAP. E a pergunta a propósito disto tudo: quando é que vamos começar a praxar os deputados, já que os meninos (E meninas) Da a.R. Se recusam a marcar presença através de dados biométricos (Esses não falham a menos que mandem amputar e embalsamar o dedo e depois emprestar a um amigo para marcar a presença).

  3. DÁ-me a sensação de que neste país existem muitos candidatos a ditadores, mal apanham um pouquinho de Poder sentem-se logo donos e senhores disto tudo, sou completamente contra a falta de respeito e ética mas quando aquele que comanda não tem categoria para tal e subjuga o seu subordinado inverte a situação não é pessoa para ocupar tal cargo e na prática cai ao mais baixo nível de valor como ser humano ao valer-se apenas do Poder que lhe conferiram faltando-lhe a personalidade e o valor humano para lidar com os demais.

  4. Exercerem poder e, no caso particular de jogarem com a nudez dos outros, satisfazerem “alguma coisinha” reprimida e recalcada…

  5. Parece que estão a confundir as coisas. As praxes académicas nada, nada têm a ver com isto. A Escola Naval, e todas as outras escolas militares, são escolas de guerra, GUERRA. Os papás que apenas querem “taxos” para os seus “filhinhos”, não os coloquem naquelas escolas. Nunca serem apartados de um telemóvel já é muito discutível, só por si. “Cuitadinhos” coisinhas ricas da mamã, não sabem que ali se aprende a matar gente e que se pose ver pessoas aos bocados, “tadinhos”. A guerra não é um jogo virtual, jogado de sofá ao calor duma lareira.

  6. Tenho o meu rapaz na academia no 1 ano….foi para lá porque quis….concordo com a praxe, desde que não se ultrapasse os limites…no caso de algum cadete do 2º ou 3º ano abusar da dose, quando digo abusar quero dizer magoar a sério…esse cadete ou cadetes levarão comigo….se calhar vão perceber o que é uma verdadeira praxe….praxar tudo bem, quem abusar tem de perceber que existem cadetes que têm pais atravessados e não é um tribunal que resolve o problema, sou eu mesmo!!!!

RESPONDER

China constrói centro de quarentena em Hebei para quatro mil pessoas

Um centro de quarentena com capacidade para mais de quatro mil pessoas está a ser construído na cidade de Shijiazhuang, com 10 milhões de habitantes, na província de Hebei, afetada por um surto de covid-19. Imagens …

Especialistas preveem mais birras e frustrações nas crianças durante o novo confinamento

A falta das brincadeiras e da socialização, aliadas a um aumento da exposição aos ecrãs, podem originar mais birras, desentendimentos e frustrações das crianças e jovens que regressam a casa para um novo confinamento, asseguram …

Musk oferece prémio de 100 milhões por tecnologia para capturar carbono

Elon Musk lançou um novo desafio: O CEO da Tesla e da SpaceX vai oferecer um prémio de 100 milhões de dólares a quem projetar uma tecnologia eficaz de captura de carbono. Elon Musk sabe que, …

PSP multou 406 pessoas (e deteve 16) este fim de semana

A PSP deteve, durante o passado fim de semana, 16 pessoas e multou 406 por incumprimento do dever geral de recolhimento, num total de 621 operações de fiscalização. Dos detidos, “dez foram por desobediência ao …

SpaceX envia recorde de 143 satélites e cinzas humanas num único foguete

A SpaceX enviou no domingo um recorde de 143 satélites num único foguete, como parte do novo programa de carga partilhada entre empresas a um custo mais baixo, entre elas a funerária Celestis, que mandou …

Viagens de residentes caíram 84,8% para fora e 18,5% em Portugal no 3.º trimestre de 2020

As viagens turísticas de residentes em Portugal diminuíram 84,8% com destino ao estrangeiro e 18,5% em território nacional, no terceiro trimestre de 2020, em termos homólogos, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE). Segundo as …

Santander encerrou 60 balcões em 2020 e prevê fechar mais 30 até março

O Santander encerrou 60 balcões em 2020 e estima fechar mais cerca de 30 este trimestre, numa adaptação ao modelo de negócio que diz obrigatória para sobreviver. A Comissão Executiva do Santander, que assina a carta enviada …

Instituto Pasteur interrompe desenvolvimento de vacina

O Instituto Pasteur anunciou esta segunda-feira ter parado o desenvolvimento do seu principal projeto de vacina contra a covid-19, porque os primeiros ensaios demonstraram ser menos eficaz do que se esperava. Um outro agente francês, o …

Maduro anuncia "gotas milagrosas" 100% eficazes contra a covid-19

Este domingo, o Presidente venezuelano Nicolás Maduro apresentou um suposto medicamento desenvolvido no país que descreveu como "gotas milagrosas", 100% eficazes contra a covid-19. O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, apresentou este domingo umas gotas que …

Associação de Juízes pede urgência na aprovação de lei sobre suspensão de prazos processuais

A Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP) pediu esta segunda-feira ao Governo e ao parlamento a "maior urgência" na aprovação da proposta de lei que determina a suspensão dos prazos nos processos judiciais não urgentes. Segundo …