Dentes com 9,7 milhões de anos podem mudar a história da Humanidade

carlos_lorenzo / Flickr

Lucy, a mais famosa Australopithecus Afarensis, viveu há 3 milhões de anos

Uma equipa de arqueólogos descobriu, na Alemanha, fósseis de dentes com 9,7 milhões de anos, pertencentes a um grande macaco, que podem mudar o que sabemos sobre a história da Humanidade.

Estes fósseis foram encontrados no antigo leito do rio Reno, na cidade de Eppelsheim, perto de Mainz, na Alemanha ocidental. Aquilo que é surpreendente nestes dentes de um grande macaco é que são, pelo menos, quatro milhões de anos mais velhos do que os primeiros hominídeos que foram encontrados em esqueletos na Etiópia.

A descoberta coloca, assim, em causa a tese científica mais aceite de que os hominídeos, os antepassados dos humanos, deixaram África há cerca de 120 mil anos.

Recentemente, a descoberta de fósseis de uma nova espécie, familiar de macacos e de humanos, que datam de há 7,2 milhões de anos, também anunciou a hipótese de que o berço da humanidade não foi África, mas a Europa.

O conjunto de dentes – um primeiro molar superior direito e um canino superior esquerdo – já foi encontrado em 2016, ao lado dos vestígios de um animal semelhante a um cavalo, já extinto. Mas os cientistas ficaram tão espantados com a descoberta que adiaram a publicação do estudo durante um ano, para realizarem mais exames científicos.

“Não estávamos mesmo à espera desta tremenda descoberta”, salienta o director do Museu de História Natural de Mainz e líder das escavações, Herbert Lutz, em declarações ao Deutsche Welle.

A pesquisa foi, finalmente, publicada neste mês de Outubro no site ResearchGate. E não há dúvidas de que estamos perante dentes de macaco, mas ninguém sabe explicar de onde este grande macaco veio.

Lutz lembra que só há descobertas comparáveis em África e que estas são “muito, muito mais novas”. O arqueólogo refere-se aos dois primeiros hominídeos encontrados em esqueletos na Etiópia: a famosa Lucy (Australopithecus afarensis) e Ardi (Ardipithecus ramidus).

Os dentes descobertos na Alemanha assemelham-se aos de Ardi e Lucy, “mas têm apenas 2, 3, 4 ou 5 milhões de anos, o de Eppelsheim tem quase 10”, frisa Lutz. “Por isso, a pergunta é: o que aconteceu?“.

Para os mais entusiasmados com a descoberta, como é o caso do presidente da Câmara de Mainz, Michael Ebling, é já tempo de “começar a reescrever a história da Humanidade”.

Lutz é mais cauteloso. “Novas descobertas levam a novas ideias que podem contribuir para o conhecimento sobre a nossa própria história e esta descoberta tem esse potencial, porque as grandes espécies de macacos têm uma relação com o Homo Sapiens“, aponta.

O director do Museu de História Natural de Mainz também explica ao DW que estes fósseis, que podem assumir papel de destaque na história da Humanidade, foram encontrados numa altura em que as escavações estavam prestes a terminar, após 17 anos de pesquisas na zona. Foi “um tremendo golpe de sorte” e é, agora, “um grande mistério”, conclui o arqueólogo.

SV, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Onde dizem escrevem hominídeos deviam ter escrito outra coisa: os hominídeo incluem chimpanzés, gorilas e orangotangos, e é um grupo com, estima-se, 18 milhões de anos.

Turista danifica escultura do século XIX enquanto posa para fotografia (e é apanhado pelas câmaras de vigilância)

A polícia italiana identificou um austríaco de 50 anos que danificou uma estátua do século XIX num museu em Itália, enquanto posava para uma fotografia. O incidente ocorreu no passado dia 31 de junho, segundo …

Covid-19: Brasil supera as 100.000 mortes

O Brasil ultrapassou hoje a barreira das 100.000 mortes associadas à covid-19, quase cinco meses depois da confirmação do primeiro óbito no país, indicam dados oficiais divulgados pelas secretarias regionais de Saúde. Segundo os mais recentes …

As vacas leiteiras têm relações complexas (que se alteram quando mudam de grupo)

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Chile e dos Estados Unidos concluiu que as vacas leiteiras vivem em redes sociais complexas que se alteram quando estes animais são movidos para outros grupos.  Para …

Virgin Galactic quer desenvolver avião comercial supersónico (que promete superar a velocidade do som)

A Virgin Galactic vai aliar-se à Rolls-Royce para criar um avião comercial supersónico, ainda mais rápido do que o mítico Concorde. A empresa de turismo espacial Virgin Galactic anunciou uma parceria com a Rolls-Royce para desenvolver …

PayPal resiste à pandemia. Volume de pagamentos cresce 30% no segundo trimestre

O volume de pagamentos através do PayPal cresceu 30% no segundo trimestre. A empresa parece resistir à pandemia de covid-19, que abalou o setor das viagens, cujos pagamentos estão muitas vezes associados a meios eletrónicos. …

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de beberem desinfetante para as mãos

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de ingerirem desinfetante para as mãos à base de álcool, revelou um relatório do Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) do país esta quarta-feira publicado. De …

Jim Hackett deixa a Ford após três anos de liderança

Ao fim de três anos como CEO da Ford, Jim Hackett será substituído por Jim Farley. Um mandato que fica marcado por problemas financeiros, de produção e pela morte dos três volumes e utilitários. O mandato …

Covid-19: Portugal tem mais 186 casos e quatro pessoas morreram desde sexta-feira

Portugal regista hoje mais quatro mortos e 186 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sexta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o relatório da DGS sobre a situação …

Versão americana da Eurovisão chega em 2021

O Festival Eurovisão da Canção — o maior espetáculo de entretenimento televisivo do mundo — vai chegar aos Estados Unidos no final do próximo ano. A novidade foi divulgada, esta sexta-feira (7), em comunicado oficial. A …

Contratações na TVI após apoios financeiros "suscitam preocupação"

O professor universitário e ex-ministro Miguel Poiares Maduro manifestou "preocupação" relativamente às contratações na TVI, da Media Capital, grupo que beneficia do apoio do Estado, através da compra antecipada de publicidade institucional. Em entrevista à Lusa, …