Deixe o pão em casa. A Ciência explica como alimentar patos

mike18656156590 / Pixabay

Tal como para os humanos, uma dieta equilibrada é importante para os animais selvagens. As grandes quantidades de pão que as pessoas costumam dar às aves selvagens podem ser bem-intencionadas, mas também lhes podem estar a fazer mal.

Alimentar aves selvagens significa que precisam de gastar menos tempo à procurar de comida, o que lhes permite aumentar a sua força e produzir mais pintainhos.

Porém, isso também pode tornar os pássaros dependentes da comida que os humanos fornecem e causar desnutrição, uma vez que o valor nutricional dos alimentos processados provavelmente difere muito da sua dieta natural.

Ao encorajar os pássaros a reunirem-se em torno de uma fonte de alimento, também aumenta o risco de transmissão de doenças.

Uma equipa de investigadores decidiram estudar as aves que vivem em sete áreas públicas em Amsterdão, incluindo praças e parques, para perceber como alimentar patos e outras aves selvagens afetava a sua saúde.

Os cientistas examinaram que tipo de comida as pessoas davam aos animais e compararam o seu valor nutricional com as necessidades nutricionais que se espera para cada espécie.

Deixe o pão em casa

Segundo os investigadores, o pão era – de longe – a escolha mais popular oferecida às aves selvagens, representando dois terços do total. A maioria das pessoas alimenta os pássaros para não desperdiçar pão ou sobras de refeição, mas, para os pássaros, é a pior opção.

O valor nutritivo do pão não corresponde às necessidades das aves selvagens. É deficiente em aminoácidos, ácidos gordos e várias vitaminas e minerais, mas cheio de hidratos de carbono e sal.

Mas como deve alimentar as aves selvagens? A melhor opção, segundo os cientistas, são sementes de pássaro, mas apenas em quantidades limitadas. Sementes e nozes são uma boa escolha devido ao seu alto valor nutricional. São ricos em gordura com um alto nível de ácidos gordos essenciais, o que significa que é aconselhável alimentar os pássaros apenas com pequenas quantidades.

Vegetais – como milho doce, alface e ervilhas – e frutas – pedaços de maçã e banana – são uma boa fonte de fibra e água e fornecem vitaminas essenciais. A desvantagem é que grandes quantidades podem causar problemas de estômago, especialmente frutas, mas também vegetais ricos em hidratos de carbono, como cenouras.

O arroz, cozido e cru, também não é uma escolha má. Fornece uma boa fonte de energia, mas tem um valor nutricional bastante baixo. Alimentar pássaros com grandes quantidades de arroz pode resultar em deficiências de outros nutrientes. Também é importante dar apenas arroz puro. Muito arroz cru pode causar dor de estômago aos patos, uma vez que reage com a água no intestino. No entanto, arroz cru é seguro em pequenas doses.

As sobras dos alimentos processados, como batatas fritas e crostas de pizza, dão aos pássaros o mesmo que aos humanos: muita energia, mas com muito pouca nutrição.

Os patos devem comer principalmente verduras do seu próprio ambiente, como erva, bem como pequenos peixes e sapos.

Os investigadores aconselham a não superalimentar as aves. Se muita gente alimentassem os patos com pequenas quantidades de um determinado alimento, podem acabar por comer demais, portanto, a variedade é fundamental.

Este estudo foi publicado em setembro na revista científica Journal of Animal Physiology and Animal Nutrition.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Estas pessoas não estão a alimentar patos ou pombos ou outro animal, neste contexto. Ou pelo menos não será esse o objetivo. Querem é alimentar o próprio ego. Não passa de um momento de lazer, uma actividade fora de casa culturalmente disseminada. Esse é o verdadeiro objectivo.

RESPONDER

UE garante compra de mais 150 milhões de doses da vacina da Moderna

A Comissão Europeia aprovou esta terça-feira a alteração ao segundo contrato com a farmacêutica Moderna para a ativação, em nome de todos os Estados-membros da União Europeia (UE), de 150 milhões de doses adicionais em …

Lisboa sobe mais de 20 lugares no ranking. É a 83.ª cidade mais cara do mundo

Lisboa é a 83.ª cidade mais cara do mundo em termos de custo de vida, subindo 23 posições no ranking em relação ao ano passado, num estudo da Mercer divulgado esta terça-feira, que é liderado …

Governo espanhol aprova indultos a nove líderes independentistas catalães na prisão

O governo espanhol aprovou esta terça-feira a concessão de indultos a nove líderes independentistas catalães a cumprir penas de prisão pelo seu envolvimento na tentativa de autodeterminação daquela região espanhola em 2017, anunciou o primeiro-ministro …

Direitos humanos. Confronto entre China e Canadá na ONU

O Canadá denunciou esta terça-feira na ONU, em nome de cerca de 40 países, a situação dos direitos humanos na província chinesa de Xinjiang e em Hong Kong, pedindo a Pequim uma investigação às violações …

Ministra da Saúde afasta limitação de visitas. Mas Associação de lares defende regresso da proibição

A ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou esta terça-feira que não há necessidade de voltar a limitar as visitas a lares de idosos, advogando que as pessoas vacinadas contagiadas com o novo coronavírus desenvolvem “uma …

Tripulantes da TAP queixam-se de "extrema violência psicológica" e escrevem carta ao ministro

Um grupo de tripulantes de cabine da TAP escreveu uma carta a Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, na qual dizem temer que o processo de despedimento coletivo avance em julho e que já saíram …

Marcelo considera que legislativas de 2023 devem servir para julgar uso dos fundos europeus

O Presidente da República defendeu esta terça-feira que Portugal tem de dar "o salto" com os fundos europeus e considerou que as eleições legislativas de 2023 devem servir para os portugueses julgarem a sua utilização. "Cabe …

Portugal regista mais 1.020 casos e seis mortes. Internamentos continuam a aumentar

Portugal registou esta terça-feira 1.020 novos casos de infeção por covid-19 e mais seis mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), nas …

"Toma a vacina ou ponho-te na prisão". Presidente das Filipinas ameaça prender quem recusar ser imunizado

O Presidente das Filipinas ameaçou prender quem se recusar a tomar a vacina contra a covid-19, numa altura em que o país combate o pior surto da doença desde o início da pandemia. "Se não se …

Preços das casas continuam a subir. Centeno alerta para riscos de bolha imobiliária

Os preços das casas voltaram a registar um aumento em relação ao mês passado e não subiam tanto há mais de dois anos. Uma situação que leva o Banco de Portugal a alertar para os …