Défice português “desaparece” em 2020, mas é preciso mais

EU2016 SK / Wikimedia

Angel Gurría, secretário-geral da OCDE

O défice público de Portugal deve cair para 0,2% do PIB em 2019, como prevê o Governo, e em 2020 deve “desaparecer”, transformando-se num excedente de 0,1% do PIB, defende a OCDE.

A organização dos países mais desenvolvidos deixa um aviso: reforçar o saldo orçamental como se antecipa agora não chega para afastar um novo “stress financeiro”. A dívida pública é “extremamente elevada” e isso pode trazer complicações ao país.

De acordo com o Panorama Económico da OCDE, divulgado esta quarta-feira, um dos riscos para as perspetivas nacionais prende-se com um “aperto nas condições financeiras”. A OCDE receia “um aumento na taxa de juro da dívida pública e um stress financeiro, dadas as maiores fragilidades que existem com a dívida pública elevada e um elevado volume de créditos não produtivos no sistema bancário”.

Além disso, o organismo chefiado por Angel Gurría teme “que novos aumentos nos preços do petróleo também possam pesar no crescimento, tendo em conta que Portugal é um grande importador líquido de petróleo”.

O país exporta valores assinaláveis de combustíveis refinados, mas gasta muito mais em importações de matérias primas. É dependente neste segmento energético. Há no entanto um ponto positivo. “Os avanços no sentido de completar a união bancária na zona euro podem aumentar a confiança e o investimento em Portugal”, segundo o Dinheiro Vivo.

Excedente pela primeira vez

É a primeira vez que uma instituição externa prevê um excedente orçamental em Portugal em 2020. No início deste mês, a Comissão Europeia ainda projetou um défice de 0,2% para esse ano, o Fundo Monetário Internacional fez a mesma coisa (0,2%) e o Conselho das Finanças Públicas apontou para um défice de 0,1% no seu estudo sobre políticas e condicionantes.

Apenas o Governo do primeiro-ministro, António Costa, e do ministro das Finanças, Mário Centeno, prevê alcançar um excedente a breve trecho. Depois do défice de 0,2% em 2019, o saldo torna-se positivo, chegando a 0,7% no ano seguinte, defende o Programa de Estabilidade. Será o primeiro excedente orçamental da História de Portugal em democracia.

Mas mesmo no cenário de um saldo público ligeiramente positivo em 2020, a OCDE considera que o país continua numa zona de perigo porque a dívida pública é “extremamente elevada”. Atualmente, o cenário central é que as condições financeiras se tornem menos favoráveis, que o Banco Central Europeu comece a descontinuar as compras de dívida aos países do euro a partir do final de 2018 e no curso de 2019.

“Espera-se que o défice orçamental desapareça até 2020 e que o rácio da dívida face ao PIB desça de maneira firme”. A OCDE vê a dívida a cair para 118,4% do PIB no próximo ano e 115% no seguinte. Porém, tudo isso é mais que “apropriado devido às questões de sustentabilidade orçamental de longo prazo”.

A OCDE recomenda: se o crescimento da economia for mais forte, “todas as receitas extraordinárias devem ser usadas para reduzir o endividamento mais rapidamente”. Além disso, a Organização sugere ao Governo que “aumente os impostos ambientais” para reforçar a receita.

Economia a crescer

De resto, o cenário macroeconómico calculado pela OCDE para o ano que vem é semelhante ao do governo. A economia deve avançar 2,1% em termos reais apoiado na procura interna, com o consumo a perder alguma força e o investimento a ganhar terreno, e nas exportações.

“Prevê-se que o crescimento do PIB permaneça globalmente estável em torno de 2% ao ano em 2019 e 2020. A procura interna e novos ganhos de exportação apoiarão a atividade económica. Em particular, o crescimento do consumo permanecerá sólido à medida que a taxa de desemprego cai ainda mais”.

O nível de desemprego deve cair para 6,4% da população ativa, diz a OCDE. No Orçamento, o Governo prevê 6,3%.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Responsável pelas manifestações em Lisboa é coordenador no Gabinete de Apoio à Presidência da CML

O responsável pelas manifestações na cidade de Lisboa é coordenador técnico no Gabinete de Apoio à Presidência da Câmara liderada por Fernando Medina. De acordo com o semanário Expresso, António Santos tem sido, nos últimos …

Sporting e Braga jogam Supertaça em Aveiro no dia 31 de julho

A Supertaça Cândido Oliveira, que vai ser disputada entre Sporting e Sporting de Braga, vai ser disputada em Aveiro, a 31 de julho, anunciou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). "A decisão da Supertaça Cândido de …

Um quarto da população portuguesa já tem a vacinação completa

Em Portugal, 42% das pessoas já receberam a primeira dose de uma vacina contra a Covid-19 e 25% — cerca de um quarto da população — estão completamente vacinados. De acordo com o mais recente relatório …

Cardiologista do Tottenham admite ponto final na carreira de Eriksen

O cardiologista do Tottenham, Sanjay Sharma, admite um ponto final na carreira de Christian Eriksen, que caiu inanimado no jogo entre a Dinamarca e a Finlândia. O encontro entre Dinamarca e Finlândia, da primeira jornada do …

ARS Norte conta avançar com recuperação de consultas em atraso ainda este mês

A Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte conta avançar durante este mês com o programa especial de incentivos financeiros para recuperação de consultas presenciais nos cuidados de saúde primários (CSP), propondo-se recuperar metade da …

Cristiano Ronaldo no Euro 2020

"Rei do Euro". Ronaldo fez história na Hungria (e ainda vai durar "mais uns 3 aninhos")

Cristiano Ronaldo marcou dois dos golos de Portugal na vitória frente à Hungria por 3-0, na estreia da Selecção no Euro 2020, e tornou-se no melhor marcador de sempre dos Campeonatos Europeus de futebol. Aos …

"Insultos são a arma dos fracos". Ministro defende lei das minas e lança farpas a Catarina Martins

Matos Fernandes defende acerrimamente o novo decreto lei da exploração mineira e lança farpas a Catarina Martins, que o criticou: "Insultos são a arma dos fracos". No domingo, o Bloco de Esquerda anunciou que ia pedir …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: Ronaldo e agitadores derrubaram a muralha

Rajada final garantiu vitória lusa na estreia. Ronaldo a bisar e a quebrar três recordes. Todos os jogos da primeira jornada. Visto da Linha de Fundo. A paciência tem limites Hungria 0 – 3 Portugal (Raphaël …

O ex-líder do PAN, André Silva.

"Ficaram a usufruir de uma renda". André Silva arrasa deputados dissidentes do PAN

Cristina Rodrigues e Francisco Guerreiro, deputados eleitos pelo PAN, "sempre estiveram concertados" e deixaram o partido por "ambições pessoais", ficando a "usufruir de uma renda" à custa desses lugares políticos. A acusação é de André …

Certificados digitais são gratuitos (e podem ser enviados por email)

Os certificados digitais covid-19, que devem começar a ser emitidos em Portugal esta semana, são gratuitos, emitidos em formato digital e podem ser consultados no portal do SNS 24, na aplicação móvel do SNS ou …