Venezuela não tem forma de pagar comida (e culpa Donald Trump)

Prensa Miraflores / gob.ve

A antiga chanceler e ex ministra do Poder Popular para a Comunicação e Informação da Venezuela, Delcy Rodríguez

A presidente da Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela, a chavista Delcy Rodríguez, disse este domingo que o seu país não tem forma de pagar alimentos e medicamentos, depois do decreto assinado esta sexta-feira pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

“Temos barcos na costa carregados com medicamentos e com alimentos, mas a Venezuela não tem forma de fazer o pagamento destes bens essenciais para a população venezuelana. Por que? Porque há um bloqueio financeiro contra o nosso país”, disse a presidente da ANC, Delcy Rodríguez, numa audiência com a Comissão da Verdade.

Segundo a ex-chanceler venezuelana, com o decreto emitido na sexta-feira Donald Trump “acaba de formalizar o bloqueio financeiro contra a Venezuela“, para obrigar o país “a interromper os pagamentos internacionais, a fim de intensificar a agressão económica contra o povo venezuelano”.

Na última sexta-feira, o presidente americano assinou uma ordem executiva com a qual proíbe as “negociações em dívida nova e capital emitida pelo governo da Venezuela e da companhia petrolífera estatal”, no que são as primeiras sanções norte-americanas ao sistema financeiro venezuelano.

A medida, anunciada pela Casa Branca em comunicado, proíbe também todas as “negociações com certos bónus existentes do setor público venezuelano, bem como pagamentos de dividendos ao governo da Venezuela”.

Delcy Rodriguez reiterou que o governo venezuelano prepara uma resposta “recíproca” para o “bloqueio financeiro” americano.

Há 3 anos que a Venezuela passa por uma escassez de medicamentos e alimentos básicos, como farinha de grão, de milho, azeite, açúcar, entre outros.

Além das restrições financeiras, os EUA também anunciaram sanções a funcionários venezuelanos, em mais pressão sobre o regime de Caracas após a instauração da Assembleia Constituinte, que o governo americano considera “ilegítima”.

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Este Maduro não faz a mínima ideia com quem se está a meter. Quer levar avante o processo com que se comprometeu com Chavez,mas não tem a mínima hipótese. Ele já viu,mas não quer dar o braço a torcer.
    O mal foi os opositores terem perdido o medo e a começarem a “descavar”. Agora é uma questão de tempo.
    As revoluções românticas já acabaram. E Trump é o presidente dos US…
    Que vá preparando poiso extra muros,para a saída não ser tão dolorosa.
    Pena é o povo venezuelano a pagar as favas.
    Isto no país com as maiores reservas de petróleo do mundo!

  2. A culpa agora é sempre do Trump, os outros fazem porcaria e a culpa é sempre do mesmo.
    Na Venezuela deviam era de ter vergonha, o país com as maiores reservas de petróleo do mundo, o povo a morrer de fome, por estar a ser governado por um ANORMAL.
    E esta que vive à conta ainda está chocada …. tenho pena é das pessoas que não votaram neles
    Este Mundo está a ser governado por Anormais … tenham dó … só pode haver alguma coisa no ar que respiram ou na água que bebem ..,. parece que está tudo adormecido
    Por aqui e por esta Europa Mediocre é a mesma coisa … resolve-se tudo com flores e velas … que tristeza… Onde estão os Homens e Mulheres a sério…

  3. Mas a Venezuela tem contas bancárias na América? Os corruptos Americanos?
    E a Venezuela só tem dinheiro em contas bancárias Americanas?
    Não tem em Cuba, ou Coreia do Norte ou na Arábio Saudita?
    Ou o problema está que ninguém aceita a porcaria do dinheiro Venezuelano, e só o dinheiro Americano é que é bom?

  4. Começaram a substituir tudo o que era privado por publico e agora a culpa é do Trump. É o resultado do socialismo. É bom que não se riam muito da Venezuala porque Portugal segue pelo mesmo caminho. A tactica do robin dos bosques não funciona a longo prazo.

  5. Querem dividas? Então que as peçam à China, a Cuba, à Suiça e ao médio Oriente… e com dinheiro obtido da dívida, comprem o que querem comprar aos EUA…

  6. Primeiro eram os empresários e capitalistas que não produziam e exigiam muito dinheiro pelos produtos. Faziam chantagem e não os colocavam nos supermercados. Como já ninguém deve produzir nada nesse regime comunista, agora a culpa é do Trump!! Mandem ir os medicamentos de Cuba que lá há muitos. E devem ser à borliú!

  7. Este Maduro afundou ainda mais o país de há três anos para cá e agora desculpa-se com o Trump que é presidente há alguns meses nos USA, não há morte sem desculpa e esta é uma delas! Curioso também verificar como este fascista habitualmente fala dos USA e não só afirmando-se um valentão que não precisa de ninguém para na prática ter que reconhecer que afinal é um zé ninguém sem qualidade nem força para gerir um país.

  8. será que toda a esquerdopata têm o cérebro invertido!!!!???? ou será que existe acefalia?!!! deixem de culpar sempre os outros pelo que vocês fazem. i

  9. O comunismo no seu melhor … E por cá estejam atentos que nos estão a fazer o mesmo. É o comunismo disfarçado de socialismo…. é só facilidades… mas é para eles se encherem, basta ouvir algumas noticias que dão de fugida, se fosse no tempo do outro Sr. eram abertura de Telejornal, agora nem se ouvem … comunicação social anda tão caladinha …. completamente comprada vergonhoso. Tudo com medo de perder o tacho

  10. O Maduro vai ficar para a história como um ditador pior, muito pior que Juan Vicente Gomez que lhe agradecerá, espero que o túmulo de Maduro sirva para urinol dos cães.

Deixar Bilbau não dá bom resultado (lembra-se da grande equipa de Bielsa?)

Javi Martínez tenta contrariar a tendência dos seus antigos companheiros de equipa no famoso Atlético de Bilbau, que só aceita no seu plantel futebolistas nascidos no País Basco ou com ascendência familiar basca. Javi Martínez, herói …

Tatuagens racistas, saias curtas, cabelos e bigodes estranhos proibidos na PSP

Os polícias que tenham tatuagens com símbolos, palavras ou desenhos de natureza partidária, extremista, racista ou que incentivem à violência têm seis meses para as remover, de acordo com novas normas da PSP que também …

Republicação das caricaturas de Maomé foi o motivo do ataque junto ao Charlie Hebdo

A republicação das caricaturas de Maomé terá estado na origem do ataque junto ao edifício da antiga redação do jornal satírico Charlie Hebdo, confessou o principal suspeito. Quatro pessoas foram esta sexta-feira feridas, duas das quais …

Segunda vaga pode matar menos (mesmo com novos casos a disparar)

Os especialistas acreditam que a segunda vaga de covid-19 em Portugal vai ser menos letal, embora o número de novos casos diários possa vir a ser "muito elevado". Isto porque temos a lição mais bem …

BCP disponível para fusão com o Montepio

Na eventualidade de ser necessária uma intervenção, o Millennium BCP mostrou-se disponível para uma fusão com o Banco Montepio. Esta hipótese foi apresentada pela instituição bancária numa reunião com o ministro das Finanças, João Leão. O …

Otamendi mais 55 milhões. O negócio que pode levar Rúben Dias para o City

Rúben Dias está muito próximo de reforçar o Manchester City. O clube inglês oferece 55 milhões de euros mais Nicolás Otamendi em troca. A oficialização do acordo deve estar para breve. O Manchester City está muito …

Líbano: Após um mês no cargo, primeiro-ministro demite-se perante impasse político

O primeiro-ministro designado do Líbano, Mustapha Adib, demitiu-se este sábado do cargo numa altura de impasse político sobre a formação de Governo, um mês depois de ter sido nomeado e da violenta explosão no porto …

Governo joga últimos trunfos à esquerda (mas "na 25.ª hora pode ser PSD a salvá-lo" e esse é outro problema)

A duas semanas do fim do prazo para entregar o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021), o Governo ainda não tem garantias de aprovação do documento. E enquanto Marcelo pressiona o PSD para "salvar" o …

-

Governo aponta para regresso progressivo de público aos estádios

O regresso de público aos estádios de futebol continua proibido, devido à pandemia de Covid-19, com o secretário de Estado da Juventude e Desporto a admitir esta sexta-feira a possibilidade de um retorno faseado quando …

Há escolas sem intervalos ao ar livre devido à covid-19

Há escolas que estão a proibir os alunos de passarem os intervalos ao ar livre por receio de contágio do novo coronavírus. O pediatra Hugo Rodrigues considera que "é um perfeito disparate". Como tal, os estudantes …