Decisão de Lyon de retirar carne das ementas escolares gera protestos em França

A decisão temporária do presidente da Câmara de Lyon, membro do partido Europa Ecologia – Os Verdes, está a ser recebida com protestos em França.

De acordo com o jornal The Guardian, Grégory Doucet decidiu retirar a carne das ementas das cantinas escolares de Lyon enquanto a pandemia da covid-19 durar. A medida entrou em vigor esta segunda-feira e já está a ser estudada por outras cidades, como Paris.

Apesar disso, a decisão não está a ser bem recebida por vários membros do Governo francês, como os ministros da Agricultura e do Interior, que acusam o autarca, membro do partido Europa Ecologia – Os Verdes, de ter um comportamento “ideológico” e “elitista”.

O município, por sua vez, explicou que esta foi uma decisão puramente prática, uma vez que as regras de distanciamento físico impostas pela pandemia estão a exigir mais turnos nas cantinas das escolas. Com esta situação, acrescenta a autarquia, e com uma ementa com opção de carne e opção vegetariana, as duas horas destinadas às refeições não seriam suficientes para servir 29 mil alunos.

A decisão motivou profissionais da indústria agrícola e pecuária a estacionar os tratores (e até mesmo as suas vacas e cabras) à porta da autarquia, como forma de protesto. Os manifestantes também levaram cartazes nos quais se podia ler, por exemplo: “Carne dos nossos campos = uma criança saudável” e “Parar de comer carne é uma garantia de fraqueza contra futuros vírus”.

Segundo o jornal britânico, a Câmara Municipal de Lyon já garantiu que as cantinas escolares vão voltar a oferecer a opção de carne, assim que as restrições começarem a ser aliviadas e os estudantes tiverem mais tempo para almoçar.

A autarquia lembrou ainda que estas ementas temporárias não são exclusivamente vegetarianas, pois contêm peixe e ovos, e que o anterior Presidente, Gérard Collomb, fez a mesma coisa durante a primeira vaga da pandemia, na primavera passada.

Em declarações à televisão francesa, Doucet afirmou que também come carne e negou que esta seja uma tentativa de forçar as crianças da cidade a serem vegetarianas. “Ser capaz de oferecer uma refeição quente e com tempo a todas as crianças é importante. (…) Lyon é a capital da gastronomia. Para nós, o sabor também é essencial”, acrescentou.

Em Portugal, recorde-se, também já houve uma polémica semelhante, mais concretamente quando, em 2019, o reitor da Universidade de Coimbra anunciou que iria eliminar o consumo de carne de vaca das cantinas universitárias.

Filipa Mesquita Filipa Mesquita, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Carlos César reivindica papel do PS na construção da democracia e no combate à corrupção

O presidente do PS defendeu, esta segunda-feira, que se deveu ao seu partido o aprofundamento da democracia e os avanços no combate à corrupção, embora admitindo desvios", "erros" e "omissões num ou outro momento da …