“Que porcaria é esta?” Debate de Associação LGBTI em Escola de Setúbal gera polémica

Tiago A. Pereira / Flickr

Uma sessão de debate promovida numa Escola Básica de Setúbal com elementos de uma associação LGBTI (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais, Transgéneros e Intersexo) está a gerar polémica. “Que porcaria é esta?”, pergunta o deputado do PSD Bruno Vitorino quando surgem também críticas com donativos pedidos aos alunos.

“Deixem as crianças em paz”, escreve na sua página de Facebook o deputado do PSD Bruno Vitorino, numa reacção ao debate com a associação Ex Aequo que foi organizado na quinta-feira passada, 7 de Março, na Escola Básica 2/3 de Quinta da Lomba, no Barreiro, distrito de Setúbal, no âmbito da disciplina Educação para a Cidadania.

O debate com a associação LGBTI teve como alvo alunos dos 6.º ao 8.º anos, o que indigna o deputado social-democrata que não entende que se procure “sensibilizar alunos de 11 anos sobre diferentes orientações sexuais”. “Que porcaria é esta?”, pergunta mesmo o deputado no seu perfil do Facebook.

Numa publicação posterior, Bruno Vitorino acrescenta que não aceita “este tipo de “doutrinação” nas escolas com miúdos destas idades”, “ainda mais com associações totalmente duvidosas”. “Acho uma vergonha“, desabafa, garantindo que nunca discriminou “ninguém em função da sua orientação sexual, do seu partido político, da sua raça, cor de pele, religião ou clube ou seja o que for”.

Perante esta posição, a coordenadora do Agrupamento de Escolas a que pertence a Escola Básica, Arlete Cruz, explica ao Jornal de Notícias (JN) que o debate visou esclarecer os alunos no sentido de “promover a igualdade de géneros” e “sensibilizar para as diferentes orientações sexuais”.

Arlete Cruz assegura, ainda, que não houve “nenhuma reclamação de pais ou alunos” quanto ao debate.

Mas o Sol afiança que alguns familiares de alunos ficaram indignados com a Escola, nomeadamente pelo facto de ter sido pedido um donativo de 50 cêntimos para os estudantes participarem no debate. Esse valor vem inscrito no documento enviado aos encarregados de educação para autorizarem a participação dos educandos no debate, com a nota de que a verba reverteria para a associação LGBTI.

Em esclarecimento ao JN, Arlete Cruz refere que é prática do Agrupamento pedir este tipo de pagamento “para comparticipar as deslocações dos palestrantes”. “Estes nunca cobram pela presença, mas têm custos de transporte”, acrescenta, frisando que “os alunos que não têm possibilidades económicas não pagam e assistem à mesma às actividades”.

Ao Sol esta responsável acrescenta que a polémica tem a ver, não com este donativo, mas com “o tema da sessão”, reconhecendo que “houve pessoas que não concordaram” e que “não deixaram o educando assistir” dada “a associação em si” e as “pessoas que vinham”.

Um dos responsáveis da Ex Aequo que participou no debate, identificado pelo Sol apenas como Nick, explica ao semanário que embora a Associação tenha “financiamento comunitário, é feito um pedido de donativo opcional às escolas” para pagamento das deslocações. “Foi infeliz a decisão” da escola de passar esse donativo para os alunos, acrescenta Nick, lamentando que “houve um mal entendido que provavelmente acabou por desencadear” toda a polémica.

Quanto aos que contestam o debate em si, Nick realça que “esta reacção mostra a necessidade de falar destes temas“. “Ainda há muita gente que tem uma postura como a que houve nesta escola, mas para isso é que a associação existe”, conclui.

A sessão na Escola Básica do Barreiro, tal como outras realizadas noutras escolas, aborda a temática LGBTI do ponto de vista dos alunos, falando de insultos, de discriminação e da Lei que existe em Portugal. “O objectivo essencial das sessões é a redução do bullying em meio escolar”, constata a Ex Aequo.

SV, ZAP //

PARTILHAR

42 COMENTÁRIOS

  1. haja quem abra a boca contra este tipo de doutrinação óbviamente made in USA onde neste momento este tipo de insanidade prolifera por tudo qto é escola e universidade.

    por lá já existem mais de 300 pseudo-géneros.

    vivemos numa era de insanidade completa onde a minoria de extrema esquerda vai alegremente fomentando este tipo de coisas.

      • Não, não é confusão nenhuma, e o Sr. só demonstra com a sua interrogação ser ignorante – para além de nem sequer saber escrever “extrema” (isso diz logo tudo).

  2. Tantos fanáticos e doidos e querem fazer de mim mais um… não deixam as crianças crescer e decidir por elas, querem infectá-las de pequeninas.
    Deviam ter sido abortados.

  3. Eu não Autorizei meu filho a comparecer a essa aula e ele não foi.
    Veio para Portugal o Chefe dos Gays do Brasil Jean Willis, ex deputado de lá que só semeou o ódio por lá e teve de fugir porque diz que era ameaçado de morte.

    • um destes dias ele chega a casa e comunica-te que teve a sua primeira experiência sexual e tu orgulhoso pai de um filho(a) assim convida-lo a sentar-se contigo e contar-te como correu ao que ele te vai responder, NÂO POSSO PAI TENHO O CAQUEIRO FEITO NUM OITO, PERCEBESTE Ò TOSCO.NÃO ÉS TÚ QUE MANDAS É ELE, FELIZMENTE. Faz como meu pai fez, abriu-me a porta de casa e disse-me vai filho o mundo é teu, se boa cama fizeres em boa cama vais dormir e hoje posso dizer que sou bisexual tanto gosto de gajas hetero como lésbicas AH… AH… AH… AH… AH… AH… AH… AH… AH… AH… AH… AH… AH…

  4. Provavelmente este deputado não deverá ser lá grande coisa (tenho uma apreensão em relação aos políticos!), mas neste assunto, este deputado tem TODA E COMPLETA razão.
    Esta situação é lamentável!

  5. Explicam LGBT antes de, ou mesmo sem, explicar heterossexualidade.
    Alguns destes miudos ainda não sabem bem como nascem os bébés, quanto mais atracção sexual normal e seus derivados.
    Nem os adultos sabem

  6. Para tudo há uma idade certa, e parece-me que se anteciparam uns anitos. Será que essa “chavalada” já tem idade para processar de forma correcta essa informação!? E foi dada de forma correcta e com contra argumentação ou foi só promoção dos LGBTI?
    No mundo não pode haver só um ponto de vista, não são os heteros ou os LBGTI, todas os pontos de vista podem estar correctos desde que haja respeito e bom senso… digo eu, mas se calhar estou fora da moda.

  7. Esqueçam lá (Ogivia em particular) essa cassete da “extrema esquerda” ou da “extrema direita”. O problema não é nem pode ser colocado num contexto de vir pela esquerda, pela direita, por cima, por baixo ou ao contrário… O problema é que existe uma enorma lavagem cerebral ideológica que nada tem a ver com esquerda/direita (Marx nunca abriu o bico sobre géneros). Tem a ver sim com as chamadas políticas de identidade, que são um problema de pessoas que vão em modas e em carneiradas atrás de discursos sectários de “nós contra eles”. Neste caso, um discurso de ódio contra o sexo masculino (mesmo que frquentemente negado), que já dura no feminismo desde os anos 60, e só se tem vindo a agravar.

    As mulheres (feministas) têm de parar de responsabilizar os homens pelos problemas todos delas. Os gays têm de parar de responsabilizar os heterossexuais. E os Trans têm de parar de responsabilizar aqueles que estão bem com o sexo que nasceram. Os negros têm de parar de responsabilizar os brancos por África não se desenvolver (veja-se o caso de Angola), etc… Este discurso infantilizante de vítima e de auto-compaixão, já não cola nem com H-Cuspo.

    Eu defendo que a orientação sexual não é uma opção pessoal. É biológico – algo com que se nasce naturalmente com o indivíduo, assim como umas pessoas nascem com olhos azuis e outras com olhos castanhos ou verdes. Naturalmente, como a heterossexualidade é a norma, a homossexualidade é a excepção ou desvío da norma. Não é nenhuma deficiência… Apenas uma variante menos comum. O que eu acho ridículo é querer agora dizer-se que são ambos igualmente “a norma” e que só há mais heterossexuais por imposição da sociedade e da cultura. Isto é de uma ignorância atroz e não contempla nem o que a investigação demonstra, nem o simples facto de que a reprodução e a evolução das espécies estão directamente associadas à heterossexualidade. Hello???… Mas dito isto, pertencer à minoria que nasce homossexual, é um direito natural e merece tanto respeito como qualquer hererossexual.

    Os gays têm todo o direito de ser gays. Não têm é de estar sempre a falar no assunto. Eu por exemplo estou-me nas tintas para o que é que as pessoas fazem debaixo dos lençois. Pra que é que tenho de estar sempre a ouvir as pessoas falarem na sua orientação sexual? O que é que eu tenho a ver com isso? Alguém lhes perguntou? Epá, “ca-gay”!.. Façam do vosso sexo o que bem entenderem mas fechem a matraca, que já ninguém vos pode mais ouvir falar no assunto!

    Os transsexuais é que têm de ver se se acalmam um bocadinho. No Canadá imagine-se, surgiu uma lei onde as pessoas são obrigadas a chamar uma pessoa pelo género que ela quiser, senão podem levar multa ou ser processados! Pasme-se!.. Nunca no mundo ocidental houve uma lei que restringisse o vocabulário que pode ser usado! Isto é o mais profundo aviltamento da liberdade de expressão. Nunca tal!!.. Uma pessoa ser obrigada a FINGIR que não percebe que um homem transsexual é uma mulher, quando é ÓBVIO que é!!.. Mãos pequeninas, pés pequeninos, voz a passar de pinto pra frango e barba semeada em dia de temporal (pelas hormonas tomadas artificialmente)… E eu tenho de fingir que não percebo que é um homem???.. Tenho de me fazer de estúpido à força para não ofender a “luta contra a realidade” de certas pessoas, com a minha liberdade de expressão? Temos pena mas fazer uns cortes no corpo, e tomar umas hormonas, não basta para mudar de sexo. As células continuam a ser todas XX ou XY tal e qual nasceram…

    Eu não coloco em causa direitos e liberdades. Toda a gente tem o direito de querer fazer as operações de “mudança de sexo” e de querer viver como se fosse do sexo oposto ao que nasceu. toda a gente tem a legitimidade para dizer (e não ser duvidada) que se sente um homem dentro de um corpo de mulher, ou vice-versa. Mas infelizmente a) o sexo é determinado genéticamente e b) as outras pessoas têm o direito de ver no transsexual o sexo com que ele nasceu, se for isso que sinceramente vêem.

    Hoje em dia chegou-se à aberração de adolescentes que nem sabem o que vão vestir amanhã, quererem mudar de sexo, porque se sentem frustrados, aborrecidos ou sem objectivos na vida. Sentem-se deprimidos porque estão a ressacar da dopamina de “likes” e “shares”, e acham que o problema é que estão no corpo/sexo errado. Fazem estas alterações todas, são operados, ficam a tomar hormonas… Sem se preocuparem mínimamente com as consequências que isso possa vir a ter para a saúde deles no futuro. É porque as pessoas esquecem-se que tudo isto é demasiado recente para se saber exactamente o impacto na saúde mental, física e até social das pessoas… Mas depois os contribuintes cá estarão para pagar as consequências no SNS.

    Isto não tem nada a ver com pessoas que ao fim de anos de vida adulta, se sentem tão mal no corpo que têm e já tiveram tempo de amadurecer ideias, e acabam por tomar essa decisão radical em desespero de causa. Por esses tenho muito mais respeito, mas só os trato pelo pronome do género que eles querem, se pedirem com educação e se eu entender. Mas quando pedem com educação, eu geralmente acedo sempre. Mas obrigado por lei?.. Isso jamais! Prendam-me!

    • Penso que qualquer jovem, minimamente saudável, não quererá mudar de sexo por dá cá aquela palha. Mas pelo caminho que isto está a tomar, parece-me que qualquer dia os héteros é que serão a exceção e os homos a norma. É que estes até fazem manifestação de orgulho…!

    • Caro Miguel Queiroz, bom texto, elucidativo. Uma lição.
      Que as criaturas sejam o que quiserem. Mas não por mudar de sexo, porque isso, até à data, não aconteceu, mesmo que acreditem que sim.

    • Até que enfim leio qualquer coisa de jeito.
      Mas ainda não percebemos quais são as verdadeiras razões subjacentes à atitude.
      É RETRIBUIÇÃO!!!
      Todos os ‘tótós’ deste mundo sentem-se empossado para fazer o que está ao seu alcance para se vingarem (à sua modesta maneira) de todos as vezes que lhes chamaram ‘panasca’, ‘meia-leca’, ‘bexigoso’ ‘lambe tapetes’, ‘gorda’, etc., etc., enfim todos os que levavam ‘calduços’ na escola (em vez de os dar) estão a sentir que chegou a hora deles.
      He, he,he!!!
      …tadinhos…

    • Miguel Queiroz, excelente comentário, quer no conteúdo, quer na forma impecável como foi escrito.
      Terei uma ou outra discordância pontual relativamente à parte dos transsexuais, mas são meramente pontuais e não relevam para o tema.
      Parabéns!

  8. A idiotice virou cultura dominante.

    Se os pais, lá em casa, não forem capazes ou não quiserem educar os seus filhos de uma forma responsável, acabarão a pagar muitos mais impostos para custear as despesas dos hospícios.
    .
    O que parecia ser alarmante está a assumir contornos de assustador com tanto liberalismo geringonceiro que acha tudo normal desde que reúna maioria!!
    .
    Está merda de mentalidade vai custar muito caro!

  9. Gente doente que tenta a todo o custo tal como faz as Igrejas pelos Pastores , contaminarem a opinião público do que é errado está certo , afim de poderem viver tranquilamente nas suas orgias dementes . Devia ser proibido condicionarem na mentira o que a ciência atribui como correto , vão apregoar junto dos animais do Zoo a ver se vão na cantiga … gente demente .

  10. Como já comentei noutro lado qualquer, penso que essa associação lesbicagay é que deve ter pedido para ir à escola e não o contrário. Educação sexual não vão dar, de certeza. Apenas vender o seu peixe e tentar levar gente para o seu lado e fazer parte do lobby. Jovens que já tenham dúvidas sobre a sua sexualidade são prezas fáceis. A sexualidade desenvolve-se no devido tempo e não é preciso andar com o carro à frente dos bois. O que é preciso é educação e respeito, porque o resto vem com o tempo. Foi assim que me aconteceu a mim.

  11. As escolas têm culpa nisto não é só o governo, andam todos de mãos untadas e é pena que ainda tenhamos que pagar. No documento até menciona “professores acompanhantes” estão realmente bem catalogados.

  12. Mas como é que estes pais não não percebem a lavagem cerebral que estão a tentar injetar nos seus filhos? ó malta, toca a fazer justiça popular e correr tudo à paulada antes que seja demasiado tarde… está visto que isto já não vai lá de outra maneira… isto começa a dar-me vontade de aderir ao extremismo!!

  13. Então, vá lá…
    Há certamente e infelizmente bullying em meio escolar em Todas as Escolas e Organizações Humanas (ONU…etc. Podemos ir até Adão e Eva…e Ele teve mesmo de comer a maçã…!!!). Servir-se desse flagelo nas relações humanas, não dando a verdadeira importância ao combate sobre a imposição da lei do mais forte, não entendo. O Convite efectuado a jovens pré adolescentes para a evidência de certos determinismos angustiantes por um reconhecimento social pleno nesta sociedade dita democratizada acerca de valores das opções de género LGBTI (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais, Transgéneros e Intersexo, por aqui já vamos em 7), poderá tornar-se pelos próprios jovens numa incompreendida noção de si mesmo.

  14. Não entendo como é que uma escola, pública, necessita de chamar essa gente para palestrar sobre questões que, aos encarregados de educação, em primeiro lugar, e depois aos professores responsáveis pelas disciplinas de cidadania, ciências, religião e moral, se é que ainda existe, por exemplo, competem.
    Aonde chegamos???!!! Que nojo!!!

    Argumentos como «abordagem da temática LGBTI do ponto de vista dos alunos» ou «a contestação havida mostra a necessidade de se falar destes temas» ou ainda que «o objectivo essencial das sessões é a redução do bullyng» são a prova do mau gosto ou mesmo da perversão de que se revesta a intentona a que estamos assistindo…
    SÓ À BOMBA!!!

  15. Concordo com o texto do Miguel Queirós 123% (100% + IVA). Hoje está na moda ser homossexual, até porque há figuras públicas a obrigar a isso em televisão, o que é, não lamentável, mas… profundamente lamentável. Manuel Luís Goucha, um apresentador da SIC Nuno Tiago, de um programa “polícia da moda”, Cláudio Ramos, entre muitos outros. Será que eles nunca pensaram que se o pai de cada um tivesse sido homossexual, ou a mãe de qualquer um deles(as) tivesse sido lésbica, que nenhum deles(as) teria vindo ao planeta Terra? sinceramente…
    Se hoje fossemos todos homossexuais, daqui por 100 anos a espécie humana já estaria erradicada deste planeta. Caramba, é demais, os gays e as lésbicas são mesmo egoístas, pensam exclusivamente apenas neles(as).
    E andou Deus a criar 2 sexos em cada espécie, para chegarmos a isto????

  16. Marxismos-cultural tenta impor um pensamento único tal como o PCP e BE, baseado na destruição de biologia, da genética humana. Homossexualidade é contra-natura. Não podemos aceitar a contrução de uma sociedade de vivos-mortos!

  17. A comunidade LGBTI existe. Enfiar a cabeça na areia, não muda a realidade. Uma pessoa é muito mais do que o rótulo associado.
    Não compreendo como tantas pessoas se sentem incomodadas com a mera existência dessa comunidade. São criadas comunidades para tudo e mais alguma coisa, para defender um interesse comum, e após ter lido os comentários mais repugnantes e irracionais, dignos de uma sociedade medieval, eu como hetero e pai, vou informar a minha descendência que o mundo é habitado por todo o tipo de pessoas, incluindo trogloditas que sentem uma insegurança irracional, apenas devido a mera existência de pessoas diferentes, como se estivessem a roubar o seu precioso espaço. Lamentável forma de raciocínio, mas é a triste realidade.
    Ser gay, lésbica ou transexual não é uma escolha, pois se assim fosse, ninguém iria querer sujeitar-se ao tipo de tratamento cruel que tenho presenciado, tanto no meio virtual, como no real.

    • “vou informar a minha descendência que o mundo é habitado por todo o tipo de pessoas”? mas ainda acha que vai ser preciso informar? vc deve estar é com chichi na testa… vc é que deve ser um grande trogloditoide… se calhar é daqueles casados que ao final da tarde e antes de ir para casa armado em “hetero e pai” vai fazer um cruisingzinho… blerrrrrhhh

  18. Doutrinar sexualmente? Deixem as crianças crecerem sem ideias que não sejam elas descobrir. Pedofilos encapotados a fazerem sementeira.

  19. Ajudem-me
    Será que alguém sabe como se chama a utilização de crianças, “pessoas que ainda não sabem dizer não”, para fins com motivos sexuais?.

    PEDOFILIA, SERÁ?

  20. Isto é por demais absurdo, aberrante e indigno do ser humano, agora até já nas escolas se impõe aos alunos ouvirem estas extravagâncias “humanas” e que se julgam sempre no direito de impor a sua voz acima de tudo e todos e ainda por cima se exige aos alunos a participação monetária para costear as viagens a tais aberrações, ignorar que tudo isto não tem uma percentagem de esquerdo-patas sempre na tentativa de desestabilizarem o sistema é procurar fazer de conta que não se vê e assim vão contaminando a sociedade tal como a ferrugem a contaminar o ferro pouco a pouco. Na prática está-se a impor às famílias portuguesas uma forma de educação contrária a quase a totalidade da população; que direito tem o Estado de impor ou permitir que algum funcionário seu siga tal formato de imposição educacional? Será que já fazemos parte de um produto estatal sem voz nem pensamento? Por este andar daqui por pouco tempo a família não mais fará parte da sociedade e o ser humano passará a uma forma mais selvagem e desorganizada de que qualquer espécie animal existente no planeta.

    • ÉS UM?
      Pelo menos chamas-te “livre”. Livre de, pelo menos, perguntar «o que o Sempre atento tem a ver com a sexualidade dos ouros».
      Nem te dás conta de que a pergunta que fazes se dirige a ti próprio!!!
      Sim, porque se, pelo menos, os teus pontos de vista acompanham os da ceita LGBTI, tu é que queres ter que ver com a sexualidade dos outros. Ora pensa bem!

  21. Se eu quiser fazer um debate numa escola para defender e propagar as virtudes da heterossexualidade, sou preconceituoso, retrogrado, entre muitos outros adjectivos.
    Porque é que não deixam as crianças pensarem por si próprias?

RESPONDER

Morreu Rogério "Pipi", histórico jogador do Benfica

O ex-futebolista internacional português, que se evidenciou ao serviço do Benfica nas décadas de 40 e 50 do século passado, morreu este domingo, um dia depois de completar 97 anos. "Foi com profunda tristeza e pesar …

Milhares de manifestantes voltam às ruas de Hong Kong

A polícia de Hong Kong deteve, este domingo, onze pessoas e apreendeu várias armas, incluindo uma pistola, pouco antes do início de uma manifestação convocada para a cidade, para a qual se espera uma forte …

Irão e Estados Unidos trocam prisioneiros

Irão e Estados Unidos realizaram, este sábado, uma troca de prisioneiros que envolveu a troca de um investigador sino-americano por um cientista iraniano detido pelos EUA, num avanço diplomático que surge após meses de tensão …

Coreia do Norte anuncia "teste muito importante" em local de lançamento de mísseis

A Coreia do Norte anunciou ter realizado um "teste muito importante" no local de lançamento de mísseis de longo alcance, defendendo que terá um efeito fundamental na futura posição estratégica do país. A Agência Central de …

Balas que assassinaram John F. Kennedy preservadas em modelo 3D

A partir do próximo ano, os Arquivos Nacionais dos Estados Unidos vão disponibilizar, no seu catálogo online, imagens 3D das balas que assassinaram o antigo presidente norte-americano John F. Kennedy. Para criar os modelos das …

Pela primeira vez, neurónios artificiais foram criados para curar doenças crónicas

Uma equipa de investigadores conseguiu recriar as propriedades biológicas dos neurónios em chips, que podem ser úteis ajudar na cura de doenças neurológicas crónicas. Naquele considerado um feito única na ciência, investigadores da Universidade de Bath …

Cientistas encontram uma relação negativa "muito forte" entre inteligência e religiosidade

Uma equipa de investigadores sugere que pessoas religiosas tendem a ser menos inteligentes do que pessoas sem crenças religiosas. O estudo tem gerado uma grande controvérsia. A religião é um tema forte, capaz de juntar ou …

Descoberta nova espécie de tubarão pré-histórico que podia chegar aos sete metros

Uma nova espécie de tubarão pré-histórico foi descoberta no Kansas, nos Estados Unidos. Este predador podia crescer até quase sete metros de comprimento. De acordo com a revista Newsweek, Kenshu Shimada, da Universidade DePaul, e Michael …

Conhecido medicamento para diabetes pode conter um carcinógeno

A Food and Drug Administration, agência federal e reguladora do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, está a testar amostras de metformina, um medicamento para diabetes que pode conter o carcinógeno N-Nitrosodimetilamina …

Nobel da Física diz que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra

Didier Queloz disse, este sábado, estar convencido de que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra, razão pela qual está "zangado" com alguns argumentos do cofundador da Tesla, Elon Musk. Os suíços …