Dalai Lama diz que Trump tem uma “falta de princípios morais”

Jan Michael Ihl / Flickr

Dalai Lama

Durante uma entrevista à BBC, Dalai Lama analisou vários temas, desde a presidência de Donald Trump até o Brexit. O líder espiritual tibetano, exilado desde 1959, após uma insurreição fracassada contra o domínio chinês, claramente não é fã das opiniões isolacionistas do Presidente norte-americano.

“Quando [Donald Trump] se tornou presidente, disse: ‘América primeiro’. Isso é errado”, referiu o Dalai Lama. “A América deve assumir a responsabilidade global”, noticiou o Raw Story na quinta-feira, citando o líder tibetano, que descreveu o Presidente norte-americano como alguém descuidado, cujas “emoções” são “um pouco complicadas demais”.

“Um dia ele diz alguma coisa, noutro dia ele diz alguma coisa”, notou Dalai Lama, acrescentando que Donald Trump sofre de uma “falta de princípios morais”.

O líder espiritual tibetano disse igualmente que a decisão do Reino Unido em deixar a União Europeia (UE) foi um erro, identificando-se como um “admirador” do espírito da UE.

O jornalista da BBC responsável pela entrevista, Rajini Vaidyanathan, observou que alguns defensores do Brexit citaram Dalai Lama, ao afirmar que os migrantes “deveriam retornar e reconstruir seus países”. O líder espiritual esclareceu sua posição: “Os países europeus deviam acolher esses refugiados e dar-lhes educação e treino”, com o objetivo de lhes fornecer habilidades valiosas caso decidam “retornar à sua terra”.

Rajini Vaidyanathan perguntou-lhe se esses migrantes deviam poder permanecer na Europa, ao que Dalai Lama respondeu: “Um número limitado, OK. Mas toda a Europa, eventualmente, tornar-se num país muçulmano? Impossível. Ou um país africano, também impossível… Deve-se manter a Europa para os europeus”.

Segundo relatou o Week, esta não é a primeira vez que Donald Trump é criticado por Dalai Lama. Durante uma entrevista em 2016, o líder espiritual fez uma imitação física do então candidato presidencial.

Esta também não é a primeira ou a única figura global a apontar o dedo ao atual Presidente norte-americano. O ditador norte-coreano Kim Jong Un – que, de acordo com o Week, pode não ser o melhor juiz sobre sanidade, dado o seu próprio comportamento -, já opinou sobre o estado mental de Donald Trump em 2017, antes de os dois se encontrarem.

Como noticiou o Guardian, Kim Jong Un criticou-o por este permitir que “palavras excêntricas saíssem da sua boca”, antes de o apontar como “mentalmente perturbado”.

As declarações do líder da Coreia do Norte podem ter sido o resultado da recusa de Donald Trump em contratar um tradutor, mas, frisou o Week, não havia dúvidas quanto ao desprezo por trás dessas observações.

Em junho de 2017, foi divulgado um áudio do então primeiro-ministro da Austrália, Malcolm Turnbull, “aparentemente a gozar” com o Presidente norte-americano, durante um jantar anual, que normalmente é mantido fora de registo, indicou a BBC.

“O Donald e eu estamos a vencer e a vencer nas pesquisas. Estamos a vencer muito, estamos a vencer, estamos a vencer como nunca vencemos antes”, disse Malcolm Turnbull. A piada era que tinha acabado de cair dez pontos nas pesquisas de opinião. Este também referiu o suposto conluio de Donald Trump com a Rússia para ser eleito.

Embora o Papa Francisco se abstenha de reprimir ativamente o Presidente norte-americano, durante a campanha presidencial – na qual Donald Trump prometeu construir um muro ao longo da fronteira com o México – afirmou que “uma pessoa que pensa apenas em construir muros, onde quer que esteja, e não construir pontes, não é cristã”.

Numa nota mais pessoal, lê-se no Week, parece ter indicado que Donald Trump era gordo. Durante uma visita ao Vaticano, em 2017, o Papa perguntou a Melania Trump através de um tradutor: “O que você dá para ele comer? Potica?”. Potica é um bolo recheado com nozes da Eslovénia, a terra nativa de Melania Trump.

Já a rainha Isabel II, que geralmente não faz piadas às custas dos líderes mundiais, ao reclamar do barulho de um helicóptero durante as filmagens de uma entrevista com David Attenborough, no ano passado, disse: “Por que sempre dão voltas e voltas quando querem conversar? Soa como o presidente Trump…”. Depois de uma pequena pausa, acrescentou: “Ou presidente Obama”.

Taísa Pagno TP, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Trump deve ser, ou está perto de ser, a pessoa mais odiada do planeta. A História dirá dele que governou por impulsos de prepotente, egoísmo e ignorância da condição humana.

RESPONDER

Diego Costa outra vez na rota do Benfica

O avançado brasileiro, naturalizado espanhol, estará outra vez na rota dos encarnados, segundo avança a imprensa brasileira. Segundo o portal brasileiro Yahoo Esportes, o Atlético Mineiro terá abordado Diego Costa, que está livre para assinar por …

"A perceção da opinião pública é que a decisão da Operação Marquês colocou em causa o prestígio do sistema judicial"

A ex-procuradora-geral da República (PGR) deu uma entrevista, publicada esta segunda-feira, na qual abordou temas como a Operação Marquês e as novas propostas anti-corrupção. Na entrevista ao jornal online Observador, Joana Marques Vidal considerou que a …

United e City preparam guerra de licitações por Nuno Mendes

Manchester United e Manchester City estão interessados na contratação de Nuno Mendes e preparam-se para entrar numa guerra de licitações. Está cada vez mais difícil a tarefa do Sporting de manter Nuno Mendes em Alvalade. O …

Secretário de Estado confirma: final da Taça não vai ter público

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto confirmou, esta segunda-feira, que a final da Taça de Portugal entre Sporting de Braga e Benfica, que será disputada este domingo em Coimbra, não terá público. João …

Número de funcionários públicos cresceu 3%. É o maior aumento em quase uma década

No primeiro trimestre deste ano, em comparação com o período homólogo, há mais 21 mil funcionários públicos. É o maior aumento em nove anos, atingindo um total de 725.775 trabalhadores. O número de funcionários públicos aumentou …

Rúben Dias eleito o melhor do ano da Premier League pelo The Athletic

Rúben Dias foi escolhido pelo The Athletic como o melhor jogador do ano da Premier League. O central português foi campeão ao serviço do Manchester City. A qualidade de Rúben Dias não tem passado despercebida em …

Profissionais de saúde já podem deixar o SNS. Limitação terminou com o estado de emergência

Durante a pandemia, foi criada uma limitação às transferências entre unidades e saídas para o privado, que terminou com o fim do estado de emergência. O fim do estado de emergência implica o término da limitação …

Sporting e FC Porto na luta por seis títulos

Final da Liga Europeia de hóquei em patins foi o exemplo mais recente. Mas já aconteceram outros casos; e outros surgirão ainda nesta temporada. Quando, em julho de 2020, FC Porto e Sporting protagonizaram o jogo …

Cisão no PSD da Guarda, com líder da concelhia a avançar como independente

O presidente da Comissão Política Concelhia da Guarda do PSD, Sérgio Costa, demitiu-se do cargo e anunciou hoje que é candidato independente à liderança da autarquia nas eleições autárquicas deste ano. "A partir deste momento, sou …

Em Espanha, Tiago Tomás é destacado como "o sucessor de Cristiano" no Sporting

Tiago Tomás foi figura de destaque numa reportagem do jornal espanhol AS, que aponta o jovem avançado como o "sucesso de Cristiano [Ronaldo]". Com apenas 18 anos de idade, Tiago Tomás destacou-se esta temporada ao agarrar …