“Cumplicidade criminosa.” Erdogan acusa Biden de ter sangue nas mãos

gageskidmore / Flickr

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden

Durante décadas, Israel contou com os Estados Unidos como escudo diplomático. Agora, o apoio inabalável do país parece cada vez mais precário, com Joe Biden a ser alvo de críticas.

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, acusou esta segunda-feira o seu homólogo norte-americano, Joe Biden, de ter “as mãos ensanguentadas“, devido ao seu apoio a Israel, no momento em que ataca a Faixa de Gaza.

“O senhor está a escrever a História com as mãos ensanguentadas”, afirmou Erdogan, dirigindo-se a Biden, criticando-o também pela venda de armas a Israel, um “Estado terrorista” que está a fazer “ataques desproporcionados contra a Faixa de Gaza”.

“Senhor Biden, o senhor juntou-se aos arménios no chamado genocídio arménio. Agora escreve a História com sangue nas mãos dos ataques extremamente desproporcionados a Gaza, onde morrem centenas de pessoas”, disse Erdogan.

No mesmo dia, defensores dos Direitos Humanos alertaram que a Administração Biden está a aprofundar a cumplicidade com o massacre de civis em Gaza ao tentar promover a venda de 735 milhões de dólares em “armas de precisão guiadas” a Israel.

“A Administração Biden deve ser responsabilizada por ser cúmplice na escalada da violência e por não prevenir a morte e o sofrimento de civis”, disse Jamil Dakwar, diretor do Programa de Direitos Humanos da American Civil Liberties Union (ACLU), citado pelo RawStory.

Os militares israelitas têm usado bombas e mísseis feitos por grandes empreiteiros militares dos Estados Unidos, como a Boeing e a General Dynamics, para obliterar grandes edifícios em Gaza, incluindo um que abrigava os escritórios da Associated Press e da Al-Jazeera.

Cumplicidade criminosa“, escreveu, no Twitter, Yousef Munayyer, escritor e analista político americano-palestino em resposta aos relatórios da venda, segundo a qual a Boeing forneceria Munições de Ataque Direto Conjunta a Israel.

Ao The Post mas sob anonimato, um legislador democrata do Comité de Relações Exteriores advertiu que “permitir que esta proposta de venda de bombas inteligentes prossiga sem pressionar Israel a concordar com um cessar-fogo só permitirá mais carnificina“.

Dakwar entende que “aprovar mais armas para Israel acrescentaria lenha ao fogo e apenas encorajaria Israel a continuar os bombardeios em Gaza”. Por esse motivo, a Administração Biden deve ser responsabilizada.

Entretanto, o Presidente norte-americano manifestou o seu “apoio” a um cessar-fogo em Gaza, durante uma conversa com o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu.

“O Presidente expressou o seu apoio a um cessar-fogo”, afirmou a Casa Branca através de uma declaração cautelosa, numa altura em que muitos no campo democrata estão a apelar a Biden para que peça explicitamente um cessar-fogo entre Israel e o Hamas, que controla a Faixa de Gaza.

A iniciativa de Biden assinala a preocupação dos Estados Unidos em pôr fim à parte de Israel nas hostilidades com o Hamas, embora não se associe às crescentes exigências do Partido Democrático para um cessar-fogo imediato.

A Casa Branca diz que o Presidente reiterou o seu firme apoio ao direito de Israel de se defender contra ataques indiscriminados de rockets.

Os combates começaram a 10 de maio, após semanas de tensão entre israelitas e palestinianos em Jerusalém Oriental, que culminaram com confrontos na Esplanada das Mesquitas, o terceiro lugar sagrado do Islão junto ao local mais sagrado do judaísmo.

Ao lançamento maciço de foguetes por grupos armados em Gaza em direção a Israel opõe-se o bombardeamento sistemático por forças israelitas contra a Faixa de Gaza, tendo provocado a morte a cerca de 200 palestinianos, incluindo 59 menores e 39 mulheres, bem como mais de 1.300 feridos.

Do lado israelita foram contabilizadas 10 mortes, entre elas a de dois menores, numa altura em que continuam os ataques de ambas as partes sem que vislumbre um sinal de tréguas.

  Liliana Malainho, ZAP // Lusa

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. A desfaçatez de um assassino que mata a tudo o que soe a curdo, ao ponto ee ter invadido a parte da Síria onde este povo era maioritário! Muitos esquecem covardemente o povo curdo que tem sido sistematicamente alvo de ataques e de limpeza étnica! Além disso, “esquece” este criminoso do infame legado turco com as limpezas etnicas da Anatólia, onde expulsaram a população nativa de origem grega! A eliminação do Cristianismo e perseguição aos cristãos de Constantinopla onde hoje são uma minoria em relação ao ocupante turco e, por fim, o holocausto que praticaram sobre os Arménios em relação a quem praticaram os maiores horrores e aibda há poucis meses deram o total apoio ao Azerbaijão para aniquilar os arménios no Nargorno Karabak! Este monstro ainda se atreve a “botar faladura” para incendiar os ânimos dis muçulmanos contra Israel que age em auto-defesa contra is terroristas do HAMAS, curiosamente, estes são por sua vez inimigos de outros muçulmanos de fé sunita. A falta de vergonha na cara dá nisto.

    • Ia comentar a notícia mas já disse tudo. Infelizmente há poucas pessoas tão bem inteiradas desse contexto histórico. Acrescento apenas que ter permitido a existência da Turquia após a aniquilação do Império Otomano, ao invés de como seria óbvio obrigar o cumprimento do Tratado de Sévres, foi um dos maiores erros que a Europa poderia ter cometido.

  2. Israel nunca cumpriu com o que foi determinado pela ONU há mais de 50 anos! Os ataques terroristas perpretados por Israel, sempre com as costas guardadas pelos EUA que precisam de vender o excedente bélico que possuem, foram superiores aos cometidos por outros países que os EUA consideram terroristas! Só é pena que o mundo civilizado não tenha tomates para fazer o mesmo que os EUA fizeram no Iraque!

    • Tretas! A ONU é um lugar muito mal frequentado. Israel tem todo direito a defender-se de pulhas assassinos ao serviço do Irão e que não querem nada com a paz! Gente como você anda para aqui a fazer de conta que é muito bonzinho , mas não fala sobre curdos, tibetanos ou uigures, pois o que lhe interessa é seguir a cartilha que tem votado este m8undo ao mal e à porcaria que todos hoje viemos! O HAMAS recebe 30 milhões de euros por mês do Irão, não foi para comprar comida nem criar condições de vida, mas armas para atacar Israel! Como os árabes recebem da molenga UE apoios para tudo e um par de botas, aonde está esse dinheiro? Israel já disse milhares de vezes que faria a paz se o deixassem em sossego, mas as “vitimas” parecem que não estão muito interessadas nisso!

      • O que Israel diz, ainda por cima com o primeiro-ministro corrupto, pouco vale…
        O problema é que Israel está cada vez mais nas mãos de judeus radicais loucos (tão bons ou piores do que o Hamas) que, só nos últimos anos construíram milhares de colonatos ilegais em território palestiniano – sem qualquer respeito por quem lá vive e onde chegam ao cúmulo de proibir os palestinianos de circular!
        Esses são a principal causa do conflito.
        .
        O Irão actual é uma “criação” americana e Israel recebe 3 mil milhões de dólares anualmente dos EUA para equipamento militar.

    • @at vir para aqui falar de mundo civilizado e chamar terroristas aos israelitas quando estes apenas se defendem de ataques da pior espécie de seres humanos sobre a Terra, o seu humanismo deve andar invertido!

    • Nem mais! Esquerda portuguesa esta sempre do lado errado da História, mas está convencida que apesar de usar uma linguagem quase evangélica isso lhe dá alguma razão! Estão-se nas tintas para os árabes querem é o extermínio de Israel! Apenas isso e nada mais!

  3. Erdogan, mas que artista e país com mãos tão limpas! Que o digam os curdos, milhões deles infelizmente nada podem dizer, pois, os assassinos turcos exterminaram-nos, aos que restaram nem país têm, o mesmo processo que árabes têm tentado ao longo dos anos fazer ao povo judeu.

  4. Erdogan é o que se sabe: Democracia é história, direitos humanos é piada, etc. Mas os EUA, ao apoiarem cegamente todo e qualquer acto bárbaro assinado por Israel, conseguem a proeza de dar a este facínora Turco argumentos para os criticar com razão. Lamentável. Lamentável a subserviência, até sabujice, com que tantos apoiam tudo, mas mesmo tudo o que Israel faça. Lamentável que acabem por ser uns patifóides a empunhar a bandeira da razão nestas ocasiões. Quando Israel é assunto, o Mundo vira-se do avesso.

  5. HIPOCRISIA – Recep Tayyp Erdogan deveria, também, mostrar ao Mundo o tratamento “gentil” e “cerimonioso” que o seu Governo trata os seus opositores na Turquia “democrática”; o tratamento generoso dado aos Curdos na sua luta por uma Pátria. Será que o Erdogan, parceiro inabalável do Czar Vladimir Putin está mudando o seu comportamento de tirano e passando a defender direitos humanos e a apoiar grupos terroristas a lutar por liberdade? Não acredito. É o que pensa [email protected],..

RESPONDER

Pessoas a andar na rua em Viena, Áustria

Em caso de apagão geral, Áustria é o primeiro país europeu a ter um Plano B(lackout)

E se houvesse um apagão que afetasse todo o continente europeu? O cenário é o argumento que o Ministério da Defesa austríaco tem usado para enviar um aviso à população desde o início deste mês. A …

Só um terço das empresas em Portugal têm gestores com um curso superior

O estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos refere que este valor é negativo para o país já que a formação superior dos gestores está associada à produtividade e há maior probabilidade da empresa começar …

Governo avança com desconto de 10 cêntimos por litro nos combustíveis para as famílias

O Governo vai criar um desconto de dez cêntimos por litro nos combustíveis para todas as famílias, até 50 litros por mês. Uma medida que estará em vigor entre novembro deste ano e março do …

Inês Sousa Real, porta-voz do PAN

PAN já enviou memorando de entendimento ao Governo

O partido Pessoas–Animais–Natureza enviou ao Governo, esta sexta-feira, o memorando de entendimento com cerca de 60 propostas, no âmbito do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). "O PAN fez chegar ao Governo um memorando do qual …

Alterações ao Orçamento de 2021 custaram, afinal, muito mais do que o estimado pelo Governo

Apenas duas das 291 medidas adicionadas representaram um impacto anual de 88 milhões de euros, com o Governo a calcular, durante a especialidade, que a totalidade custaria 3,2 milhões de euros. As alterações feitas ao Orçamento …

Entre a pandemia e os preços da energia, Marcelo alerta que chumbo do OE criaria "mais um problema"

O Presidente da República reiterou, esta sexta-feira, que deseja evitar uma crise política criada por um eventual chumbo do Orçamento de Estado, porque "só juntaria um problema" à pandemia e à subida dos preços dos …

França dá a partir de dezembro "cheque-combustível" de 100 euros

França vai dar a partir de dezembro um “cheque-combustível” único de 100 euros a cerca de 36 milhões de condutores que ganham menos de 2.000 euros por mês devido à escalada dos preços do gasóleo …

Parlamento aprova extinção do SEF

A extinção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi aprovada na Assembleia da República, esta sexta-feira, com os votos a favor do PS, BE e da deputada não-inscrita Joacine Katar Moreira. O texto final apresentado …

Mais oito mortes e 930 novos casos de covid-19. Incidência sobe

Portugal registou, esta sexta-feira, mais oito mortes e 930 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 930 novos …

A ministra da Cultura, Graça Fonseca.

De "propaganda" a "manipulação populista". Tweets polémicos do Ministério da Cultura causam alvoroço nas redes sociais

O Ministério da Cultura, tutelado por Graça Fonseca, usou a conta oficial no Twitter para enaltecer os investimentos do Governo PS no setor, e foi mais longe, comparando-os aos do Governo PSD/CDS. Na terça-feira, foram publicados …