/

Crocodilos na fronteira israelita podem causar “incidente internacional”

Há milhares de crocodilos na fronteira israelita do Vale do Jordão, que separa Israel e a Cisjordânia, e as autoridades acreditam que a situação pode causar um “incidente internacional”.

Crocodilos que estavam presos no Vale do Jordão há mais de 20 anos não pararam de se reproduzir. Agora, há milhares destes animais na fronteira israelita, zona que separa Israel e a Cisjordânia. Os oficiais acreditam que a situação pode causar um “incidente internacional“.

David Elhayani, líder do concelho regional do Vale do Jordão, mostra-se bastante preocupado com a situação. “Estão centenas de crocodilos nesta quinta, no Vale do Jordão, e ninguém sabe o que fazer com eles. Não quero pensar no que pode acontecer se um crocodilo consegue escapar e alcançar as águas do Jordão”, afirmou.

Os crocodilos foram colocados naquela zona há 20 anos, com o objetivo de serem uma atração turística na colónia israelita de Petzael. Todavia, a violência crescente entre a Palestina e Israel obrigou os planos a ser totalmente cancelados.

Entretanto, houve já várias tentativas de tirar os animais da zona, mas todas fracassaram. Gabi Biton, um empresário da região, comprou inclusivamente os crocodilos para vender as suas peles, mas há, desde 2012, uma lei que proíbe os repteis de serem vendidos como alimento ou merchandise.

Assim, os repteis continuam presos e a cada dia que passa aumentam as preocupações quanto à quantidade de crocodilos. O organismo governamental israelita de Defesa para a Cisjordânia, a COGAT, diz estar a trabalhar numa solução para o problema.

  ZAP // SputcikNews

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.