Centenas de crianças separadas dos pais imigrantes em celas no Texas. E até Melania detesta

The Forgotten International

Centenas de crianças estão separadas dos pais imigrantes em cenas nas instalações da guarda de controlo de fronteira no sul do Texas, nos Estados Unidos. Melania Trump “detesta” ver crianças separadas das suas famílias.

Centenas de crianças, filhas de imigrantes, estão separadas dos pais em celas nas instalações da guarda de controlo de fronteira no sul do Texas, nos Estados Unidos, noticiou, esta segunda-feira, a agência Associated Press.

Em cada cela há 20 ou mais crianças, que têm garrafas de água, pacotes de batatas fritas e grandes folhas de papel como cobertores.

A guarda de controlo de fronteira norte-americana autorizou esta segunda-feira os jornalistas a fazerem uma breve visita às instalações onde se encontram adultos e crianças depois de terem sido detidos na fronteira com o México.

Cerca de duas mil crianças foram retiradas aos seus pais desde que a administração do Presidente Donald Trump anunciou “tolerância zero” à entrada de pessoas nos Estados Unidos sem autorização legal. A guarda de controlo de fronteira assegurou que as pessoas detidas têm refeições adequadas, acesso a casas de banho e cuidados médicos.

Em declarações à CNN, a diretora de comunicação da primeira-dama norte-americana disse que Melania Trump “odeia ver crianças separadas das suas famílias” e “espera que os dois lados do Congresso possam finalmente chegar a acordo sobre uma reforma da imigração bem-sucedida”.

EPA / Atef Safadi / Lusa

Nos últimos tempos, a primeira-dama dos EUA tem estado afastada dos holofotes, mas quebrou o silêncio com um comunicado no qual reage às notícias sobre a retirada de crianças às famílias que chegam ilegalmente à fronteira, adianta o Público.

O país deve ser governado “com o coração”, defendeu, evitando mencionar as políticas de combate à imigração da Administração Trump.

Donald Trump defende uma ampla reforma migratória e responsabiliza os democratas por esta situação, fazendo depender o fim das separações e a concessão de mais direitos aos dreamers do término do bloqueio da oposição em Washington ao financiamento de um muro na fronteira com o México.

“Os democratas têm de mudar a lei deles – a lei é deles”, disse o Presidente norte-americano, citado pelo New York Times.

Por outro lado, alguns membros do Partido Republicano passam a bola a Trump, afirmando que o Presidente “podia acabar com esta política com um único telefonema”, disse o senador Lindsey Graham à CNN. “Vou dizer-lhe: se não gosta de ver famílias separadas, pode pedir ao Departamento de Segurança Interna que deixe de o fazer.”

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Um esclarecimento, que o ZAP poderá tirar a dúvida se bem entender.
    Esta medida de separar pais dos filhos, entrou em vigor em 1996 com Bill Clinton e foi mantida por Obama.
    Só agora o Partido Democrata Americano acordou para o problema que criou?

    • Caro leitor,
      Não mantemos registo dos ciclos de sono do Partido Democrata Americano.
      Qual é exactamente o esclarecimento ou dúvida que pretende que o ZAP tire?

  2. esta noticia é para rir?
    ” Melania Trump “detesta” ver crianças separadas das suas famílias”

    ela so tem uma coisa a fazer, é “bater”naquela cabeça de cabelo loiro ate ele ganhar juizo
    se as crianças estáo nestas condiçoes é porque o trump disse para o fazerem. agora vem a mulher “armada” em madalena arrependida

Lisboa pode receber a final deste ano da Liga dos Campeões

Istambul não está agradada com a ideia de receber a final da Liga dos Campeões sem adeptos no estádio. Por isso, outras hipóteses estão a ser consideradas, nomeadamente Lisboa. A final da Liga dos Campeões está …

Há mesmo algo de reconfortante quando dizemos palavrões

Um novo estudo sugere que, nas circunstâncias certas, dizer palavrões em voz alta parece fazer as pessoas sentirem menos dor. Exatamente como e porque é que o ato de dizer asneiras consegue fazer com que as …

"Paraministro" de Costa. Gestor independente chamado para negociar plano económico de retoma

O primeiro-ministro, António Costa, convidou o diretor executivo da petrolífera Partex, António Costa Silva, para estudar o plano de recuperação económica. De acordo com o semanário Expresso, que avança a notícia na sua edição deste …

Termina o dever cívico de confinamento

O Conselho de Ministros aprovou esta sexta-feira o fim do “dever cívico de recolhimento”, que entrará em vigor na próxima segunda-feira, prevê a resolução que prolongou a situação de calamidade até 14 de junho. A situação …

"Ratos" de musgo espalham-se pelos glaciares do Ártico (e intrigam cientistas)

A presença de estranhas bolas de musgos nos ecossistemas de glaciares tem atraído a atenção da comunidade científica. Estas estranhas criatura proliferam no Ártico, mas também em regiões da Islândia e América do Sul. Especialistas de …

Há 29 países que podem visitar a Grécia a partir de 15 de junho. Portugal ficou de fora

A partir de 15 de junho, cidadãos oriundos de 29 países poderão visitar a Grécia, revelou esta sexta-feira o Governo helénico, dando conta que a lista elaborada teve em conta a situação epidemiológica de cada …

Portugal Continental não vai ter quarentena para turistas

O primeiro-ministro, António Costa, garantiu esta sexta-feira que Portugal continental não vai aplicar normas de quarentena para quem vier de fora do país. No final de um Conselho de Ministros de quase oito horas, que se …

Jovem de 19 anos morre atingido por disparos durante protesto pela morte de George Floyd

Um jovem de 19 anos morreu depois de alguém que seguia num carro ter disparado sobre uma multidão de pessoas que protestavam contra o homicídio do afro-americano George Floyd, indicou uma porta-voz da polícia de …

O campo magnético da Terra está a enfraquecer misteriosamente

Novos dados de satélite da Agência Espacial Europeia (ESA) mostram que o campo magnético da Terra está a enfraquecer entre África e a América do Sul. O enfraquecimento do campo magnético da Terra está relacionado com …

Morreram os primeiros dois capacetes azuis vítimas da covid-19

Dois militares da força de manutenção da paz das Nações Unidas no Mali morreram devido à covid-19, os primeiros entre cerca de 100.000 soldados e polícias destacados em 15 missões no mundo. "Infelizmente, ontem [quinta-feira] e …