CP só tem dinheiro para pagar salários de abril

Giacomo Giugiaro / Flickr

A ferroviária portuguesa só tem o pagamento dos salários assegurado até abril, numa altura em que está com uma quebra nas receitas de 95% devido à pandemia de covid-19.

Com uma quebra nas receitas de 95%, ao qual se junta o pagamento de reembolsos aos clientes por viagens não realizadas, a CP está a ficar sem dinheiro.

De acordo com o jornal Público, para poder pagar os salários de março e abril, a empresa foi autorizada pelo Governo a usar o saldo da conta de gerência de 2019, que se situará entre os 20 e os 30 milhões de euros. Para maio, contudo, ainda não há solução à vista.

O diário questionou os ministérios das Infraestruturas e das Finanças sobre qual será a resposta a esta situação, mas não obteve resposta. No entanto, refere que há duas possibilidades: um empréstimo do Tesouro (com pagamento de juros) ou o regresso às indemnizações compensatórias.

Neste segundo caso, escreve o matutino, a empresa ferroviária voltaria àquilo da qual se julgava afastada, quando, no ano passado, assinou um contrato de serviço público com o Estado.

O documento deveria ter entrado em vigor a 1 de janeiro, mas o Tribunal de Contas (TdC) teve algumas dúvidas e devolveu-o à CP. A empresa respondeu às perguntas e remeteu-o ao Ministério das Finanças em fevereiro, onde ainda se encontra, avança o jornal.

Segundo o Público, que cita o relatório e contas da CP de 2018, os custos com pessoal ascendem a 7,5 milhões de euros por mês. As receitas da venda de bilhetes rondam os 21,5 milhões de euros mensais, mas, neste momento, estarão reduzidas a cerca de um milhão de euros.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Vão buscar aos gestores que arruinaram a CP e a quem lhes picavam o ponto e nem sequer se apresentavam ao serviço. Vão buscar aos prémios milionários que receberam em época de crise.

  2. afinal o senhor doutor é completamente misógino e imparcial. Não tem como contornar essa questão. Desde que faço comentários neste espaço que sou “atacada” pelas opiniões que emito, sem as mesmas serem extremas, e isto, quando são publicadas. Um bem-haja a tanta falta de clareza de espírito. Não se veja no obrigação de publicar este post, mas quero somente esclarecer que o último que postei sobre as missas é verdadeiramente o que sinto. Numa altura em que tanto alarmismo se cria a volta do risco de contagio, não cabe na cabeça de ninguém incentivar a reunião de pessoas em qualquer tipo de evento, quer seja cultural, educacional ou de cariz religioso. Pois bem, se entenderam ostracizar-me só porque entenderam que sim que o façam. Parabéns, conseguiram cabeças limitadas. Não posso agradar a gregos e troianos, e sinceramente na tenho paciência para posições de teor político, cultural e religioso extremistas (seja de que vertente for). Ja basta ter visto a minha vida e existência completamente devassada e virada de pernas para o ar. Ena, tanto material que vos estou a dar para aproveitamento político.
    Fica, portanto, ao critério do moderador da Zap publicar ou não este meu comentário, visto que já no passado lhe pedi para ser retirada de argumentações que não me interessavam.

RESPONDER

Nakajima recusa-se a treinar com a equipa portista

O avançado japonês recusa-se a treinar com o restante plantel portista, tendo invocado os problemas de saúde da mulher, e está naturalmente de fora do jogo desta quarta-feira com o Famalicão. Esta terça-feira, na conferência de …

Tribunais retomam atividade. Juízes recusam fazer julgamentos em salas sem condições

Os tribunais retomam hoje a realização de diligências presenciais, mas dirigentes do setor anteveem que o regresso à atividade normal será assimétrico e progressivo, sendo em alguns casos difícil assegurar totalmente as medidas de segurança …

Espanha sem mortes pelo segundo dia consecutivo. Há 41 mil profissionais de saúde infetados

Espanha registou esta terça-feira o segundo dia consecutivo sem mortes associadas à covid-19, mantendo-se o total 27.127 de óbitos desde o início da pandemia, anunciaram as autoridades de saúde. O ministério da Saúde de Espanha informou …

Petição pela "anulação imediata" do Avante já conta com mais de 16 mil assinaturas

Uma petição online para a "anulação imediata" da Festa do Avante!, a festa anual organizada pelo PCP, conta já com mais de 16 mil assinaturas. Às 10:30 desta quarta-feira, a petição, disponível no portal Petição Pública, …

Venda de Wendel ao Everton sofre revés. Nápoles e Nice entram em jogo

A licença de trabalho pode deitar por terra uma eventual transferência de Wendel para o Everton. O Nápoles é o favorito na corrida à sua contratação, mas o Nice também está atento. As negociações entre o …

Celebrações do 10 de junho só terão oito pessoas. “É como achei que devia ser o 25 de abril e o 1º de maio”

A “cerimónia simbólica” comemorativa do Dia de Portugal que se realizará no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, terá apenas oito presenças, incluindo o chefe de Estado e o presidente desta edição do 10 de Junho, …

O futebol português está de volta. Uma corrida de dois cavalos e a montra para Amorim

A bola volta hoje a rolar em Portugal após a interrupção devido à pandemia de covid-19. Regresso o futebol que tão bem conhecemos, mas de uma forma como nunca vimos antes. Estádios desertos e jogos quase …

Cientistas identificam fóssil do inseto mais antigo do mundo

Um fóssil de um milípede descoberto em 1899 é o inseto mais antigo do mundo, concluiu um novo estudo. O espécime em causa tem 425 milhões de anos. Uma equipa de investigadores da Universidade do Texas …

Jorge Jesus renova com o Flamengo por mais uma época

O treinador português anunciou, esta quarta-feira, que vai ficar mais uma época nos brasileiros do Flamengo, até junho de 2021. "Digam à nação que fico!". É esta a frase que acompanha a fotografia publicada, esta quarta-feira, …

Governo deixa cair lay-off simplificado. Novo apoio vai variar em função da quebra de faturação

O apoio às empresas em lay-off que retomarem a atividade será diferenciado em função da quebra de faturação, com vista a direcionar as ajudas públicas “a quem mais precisa”, afirmou esta terça-feira a ministra do …