CP tem comboios abandonados que podiam evitar crise na ferrovia

Alugueres a Espanha e supressões em todo o país teriam sido desnecessários se a CP utilizasse as dezenas de locomotivas e carruagens que estão encostadas nas suas instalações.

Segundo o Público, a CP tem locomotivas e carruagens encostadas nas suas instalações que poderiam ser postas ao serviço e assim evitar o aluguer de transportes a Espanha. O jornal escreve que o “caso mais flagrante” é o de 20 locomotivas Alstom que, neste momento, estão estacionadas no Entroncamento, em Santarém.

Inicialmente, o objetivo destas locomotivas seria precisamente servirem de reserva estratégica à ferroviária, no entanto, para além de nunca terem tido nenhuma manutenção, nem sequer foram ligadas de forma periódica, o que aumentou rapidamente o seu grau de obsolescência.

Em declarações ao diário, um engenheiro ferroviário, que foi diretor de material da CP na década de 90, explicou os riscos associados a esta situação. “A imobilização prolongada no exterior provoca a degradação do isolamento do equipamento elétrico, em particular dos motores de tração”.

“Na parte mecânica os principais danos estão relacionados com a corrosão devida à condensação da humidade durante os ciclos de variação da temperatura ambiente. Este fenómeno afeta também os rolamentos porque associado à imobilidade provoca a rutura da película lubrificante causando danos irreversíveis nas pistas”.

Além destas locomotivas, a CP tem também encostadas algumas dezenas de carruagens Sorefame, construídas na Amadora entre 1961 e 1975, que já circularam em todo o território nacional, sendo que algumas foram até modernizadas para integrar a frota dos atuais Intercidades.

Em 2016, escreve o jornal, a CP fez movimentar 25 destas carruagens do Entroncamento para Contumil, no Porto, com o intuito de as renovar e pô-las ao serviço nos Intercidades, mas o projeto nunca avançou (uma das razões terá sido a falta de pessoal na EMEF).

De acordo com o mesmo jornal, a empresa detém também algumas locomotivas a diesel da série 1400 que, rebocando uma ou duas carruagens, poderiam efetuar alguns serviços regionais em linhas onde constantemente estão a ser suprimidos comboios como Oeste, Alentejo e Algarve.

Porém, a CP alega que não o fez porque as carruagens não têm ar condicionado e que os custos de exploração são mais elevados porque estas locomotivas precisam de um segundo agente a acompanhar o maquinista e porque implicam custos de manobra para reverter a locomotiva nas estações terminus.

A empresa possui ainda material elétrico parqueado em Campolide e Algueirão que está em estado de semi-abandono e que, se estivesse operacional, reduziria os riscos de supressão de serviços por avaria, como já tem acontecido na linha de Sintra, lê-se no mesmo jornal.

Esta segunda-feira, os trabalhadores das bilheteiras e revisores estão em greve pela contratação de trabalhadores, mais comboios e negociação para o contrato coletivo.

  ZAP //

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. Não, não tem!!
    Esses comboios (que não deviam estar abandonados como estão!), não servem para usar nas linhas onde tem sido suprimidos comboios, pelo simples facto de serem locomotivas eléctricas – e as locomotivas necessárias são diesel!

    • Leu a notícia toda? “empresa detém também algumas locomotivas a diesel da série 1400” Donde existem as ditas cujas.
      Todo este artigo só mostra o grau de destruição provocado por uma administração (e antecedentes) cujos propósitos servem apenas outros interesses que não as empresas que gerem.

      • Sim, li!
        Mas, onde estão essas locomotivas da série 1400?!
        Sei que há várias 2600 eléctricas abandonadas, mas não sei onde estão essas 1400…
        De resto (“Todo este artigo só mostra o grau de destruição provocado por uma administração (e antecedentes) cujos propósitos servem apenas outros interesses que não as empresas que gerem.”), estamos completamente de acordo!

  2. Estou cá a pensar que o senhor Costa poderia dar uma mãozinha nesta solução, originário da Índia onde deve por lá haver muito comboio à beira da linha, poderia fazer uma importação baratucha!.

  3. vergonhoso!
    querem destruir patrimonio do estado para depois privatizar por meia duzia de centimos. Entretanto estamos todos a contribuir com milhoes para manter uma estrutura pesada de trabalhadores que passam o tempo a lutar pelos seus supostos direitos mas que apenas sabem prejudicar os utentes do serviço.
    Alem dos preços abismais dos passes temos de aguentar composições sem A/C, supressão de comboios e o discurso dos coitadinhos dos trabalhadores. Porque não se demitem todos em bloco? assim a empresa abanava e as coisas resolviam-se de uma vez por todas. isso sim seria zelar pelos utentes do serviço.

  4. estamos ricos, mais vale comprar novo, para quê usado, claro renovados, e davam trabalho para cá, viva o socialismo, tou farto desta geringonça, tudo em greve não há um dia: policia, enfermeiros , médicos (já é normal) etc, e eles aumentam logo os Funcionarios Publicos (votos) e os pequenos nada, aumenta as pensões 1 a 5 euros, sim porque os aumentos só beneficiam os que têm reformas altas, e depois aumenta o gasóleo e gasolina , lá vão os aumentos, os que estão lá fora(imigrantes, já fui) metade do IRS, e nós que cá estamos e sustentamos esta merda de geringonça…nada, eu estive 14 anos fora e voltei, mas fui porque tive vontade própia, e não por esmolas, etou contente de viver com o meu povo, mas estes gajos vão dár uma volta, eu quero pescar e não que pescam para mim.

  5. Quando as administrações são preenchidas por “amigos dos amigos” que nada percebem de administrar o que quer que seja, os resultados não nos podem surpreender…

  6. Portugal produzia comboios quer para dentro quer para fora numa coisa chamada de Sorefame a Alemanha pela Bombardier, comprou a sorefame para acabar com ela acho que a senhora Merkel deveria chegar na frente e encostar a barriga ao balcão (afastem é o Ronaldo quando isso acontecer)

  7. Existe muito material qie poderia e deveria ser recuperado.
    As empresas produziam. Haveria mais comboios a circular no nosso país.
    Aproveite-se o que é nosso.
    Aproveito para pedir o regresso das viagens diretas se comboio entre o Porto e o Algarve, atravessando pela ponte de Setil.
    Acreditem que haveria passageiros suficientes para este serviço ser rentável.

RESPONDER

Máquina de venda automática de brindes

Máquina das bolas japonesa. As pequenas esferas de plástico guardam os detalhes de uma viagem surpresa

As máquinas de venda automática de brindes, conhecidas como gachapon no Japão, têm inovado nos últimos anos. Agora, são os detalhes de uma viagem que estão guardados nas pequenas bolas de plástico. O valor das bolas …

O Supremo dos EUA mudou as suas regras para que as juízas não fossem constantemente interrompidas

Revelação foi feita por Sonia Sotomayor, uma das três mulheres que compõe o coletivo de nove juízes e a primeira latina a chegar ao cargo. O facto de serem constantemente interrompidas em reuniões ou outros …

A candidata a primeira-ministra da Hungria, Klára Dobrev.

Num futuro sem Orbán, a oposição escolhe entre um novo conservador ou uma liberal divisiva

Os opositores de Viktor Orbán estão na dúvida quanto ao candidato para enfrentar o atual primeiro-ministro nas próxima eleições. Esta indecisão pode custar-lhes o assalto ao cargo. Viktor Orbán é um nome recorrente na política húngara. …

Nuno Melo, do CDS/PP

Nuno Melo ataca líder do CDS por anunciar sentido de voto sem consultar deputados

O candidato à liderança do CDS-PP criticou, este sábado, o atual líder do partido por ter comunicado publicamente a intenção de votar contra a proposta de Orçamento do Estado sem se ter reunido com os …

Vaticano tem três celas e um só prisioneiro. Uma onda de julgamentos pode mudar isso

Dez pessoas vão ser julgadas no Vaticano por crimes relacionados com a venda de um edifício em Londres. Visto como limitado e sombrio, o sistema judicial da cidade-estado está a mudar. Carlo Capella é o único prisioneiro …

Alexandra Leitão diz que "não há trabalhadores a mais na Administração Pública"

A ministra da Modernização do Estado assegura que não há trabalhadores a mais na Administração Pública e assume toda a abertura do Governo para negociar, "com humildade e responsabilidade", medidas adicionais às inscritas no OE2022. Em …

Start-up israelita quer fazer roupa a partir de algas

A Algaeing, criada em 2016, é uma empresa que converte as algas numa fórmula líquida, que depois pode ser usada como corante ou transformada num tecido. A indústria da moda é uma das responsáveis pelas emissões …

O antigo Presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton

Bill Clinton já teve alta hospitalar e deve regressar a Nova Iorque

O ex-Presidente dos Estados Unidos deixou, neste domingo de manhã, o hospital da Califórnia onde foi internado com uma infeção, informou o chefe da equipa de médicos que o tratou. "O Presidente Clinton teve alta do …

Acordo escrito. Bloco diz que Governo "conhece bem" os pontos negociais

O Bloco de Esquerda anunciou, este domingo, que vai enviar ao Governo propostas de articulado de nove pontos negociais colocados em cima da mesa no início de setembro, aos quais declara não ter obtido resposta …

Mais de 1,6 milhões de portugueses vivem com menos de 540 euros por mês

Mais de 1,6 milhões de portugueses vivem abaixo do limiar da pobreza, ou seja, com menos de 540 euros por mês, uma realidade que afeta famílias numerosas, mas também quem vive sozinho, idosos, crianças, estudantes …