Covid-19 e algum azar fecharam a Cervejaria Galiza (mas ainda há “uma réstia de esperança”)

A Cervejaria Galiza, no Porto, não aguentou o impacto da crise por causa da covid-19 e fechou as portas nesta segunda-feira. A pandemia agravou a situação financeira já de si complicada e também houve algum “azar” à mistura. Mas os trabalhadores mantêm ainda uma “réstia de esperança” de salvação.

O encerramento da Cervejaria Galiza foi decidido depois de os trabalhadores não terem conseguido chegar a acordo com o administrador de insolvência numa reunião ocorrida na segunda-feira, informou em comunicado o Sindicato de Hotelaria do Norte (SHN).

O Tribunal de Comércio de Vila Nova de Gaia declarou a insolvência da Sociedade Actividades Hoteleiras Galiza Portuense, proprietária da Cervejaria Galiza, no passado dia 4 de Junho, na sequência do requerimento apresentado pela Sociedade Real Sabor, de Vila Nova de Gaia, que reclama 11.951 euros de pagamentos em atraso.

Segundo o sindicato, o administrador de insolvência reuniu-se na segunda-feira com os trabalhadores, decidindo “encerrar o estabelecimento por não haver condições para o manter aberto”.

“As facturas começavam a chegar, tem de se pagar o IVA, tem de se pagar a Segurança Social, e não estávamos a conseguir pagar tudo“, lamenta ao Expresso o trabalhador António Ferreira, funcionário da cervejaria desde 1987 e um dos líderes da luta pela manutenção do espaço aberto.

“Começámos a ter azar com alguns materiais, que não tinham manutenção há algum tempo. Já vínhamos percebendo, já nos estávamos a conformar”, diz ainda este trabalhador que, juntamente com outros, tratou da gestão e do funcionamento do espaço comercial durante oito meses, com o intuito de evitar um encerramento.

António Ferreira fala de “uma tristeza muito grande”, mas ainda mantém uma “réstia de esperança” de que a Cervejaria Galiza volte a reabrir.

Esta última esperança recai na Assembleia de credores agendada para 4 de Agosto e na eventualidade de aparecer um investidor que garanta os postos de trabalho e o pagamento das dívidas.

“Sabemos que há alguns” interessados, sublinha António Ferreira no Expresso, lembrando os “33 anos a trabalhar” no espaço comercial e concluindo que “é sempre duro” perder um emprego assim.

Fundada a 29 de Julho de 1972, a cervejaria tem dívidas de 2 milhões de euros, com o Estado a ser o maior credor da sociedade devido à falta de pagamentos ao Fisco e à Segurança Social.

O Sindicato “lamenta o encerramento da Galiza”, considerando que “o restaurante é viável” e que, “mesmo em tempos de pandemia, aguentou-se e os salários foram sempre pagos”.

No início de Novembro de 2019, os então 33 trabalhadores da histórica cervejaria do Porto foram surpreendidos com uma tentativa de encerramento coercivo das instalações pela gestora da empresa, acabando por organizar-se e, desde então, assegurar a gestão diária do espaço.

Antes da tentativa de encerramento, a empresa dona da Cervejaria Galiza, numa tentativa de resolver as dificuldades financeiras, passou pelo recurso a um PER (Processo Especial de Revitalização) que foi aceite pelo Tribunal do Comércio de Vila Nova de Gaia.

A tentativa de encontrar uma solução passou então para o Ministério do Trabalho, tendo a empresa e os representantes dos trabalhadores e do SHN reunido várias vezes a partir de Dezembro na Direcção-Geral do Emprego e das Relações do Trabalho (DGERT), no Porto.

No decurso dessas reuniões, as representantes da empresa prometeram avançar com um processo de insolvência controlada e recuperação da empresa, o que salvaguardava os postos de trabalho, mas que nunca se concretizou.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. A notícia refere que “O Sindicato “lamenta o encerramento da Galiza”, considerando que “o restaurante é viável” e que, “mesmo em tempos de pandemia, aguentou-se e os salários foram sempre pagos”.”(sic)
    É óbvio que sim!!!
    Só um atrasado mental é que não vê que uma “cervejaria (que) tem dívidas de 2 milhões de euros, com o Estado a ser o maior credor da sociedade devido à falta de pagamentos ao Fisco e à Segurança Social.”(sic) é PERFEITAMENTE VIÁVEL.

RESPONDER

Tondela 0-2 FC Porto | Missão cumprida com serviços mínimos

Missão cumprida. O FC Porto fez poupanças no jogo com o Tondela, mas levou os três pontos para casa, graças a um triunfo por 2-0. Os “dragões” foram claramente superiores no primeiro tempo, marcaram por Toni …

Portugal pode atingir linha vermelha dos 120 novos casos por 100 mil habitantes em dois meses

Portugal pode atingir uma taxa de incidência de de 120 casos por 100 mil habitantes daqui a dois ou mais meses se se mantiver o atual ritmo de crescimento deste indicador. Esta é a conclusão de …

Akon ainda não construiu a "Wakanda da vida real", mas o Uganda já lhe está a dar terrenos para a segunda

O artista de R&B Akon ainda não concretizou a sua visão ambiciosa de uma cidade “futurística” alimentada por uma criptomoeda chamada “Akoin” e construída num terreno que lhe foi dado pelo governo senegalês. Contudo, o …

O Budismo é a religião da paz. E não foi por acaso que conseguiu esta reputação

No ocidente, muitas pessoas associam o budismo à paz. No entanto, os budistas têm vindo a envolver-se em conflitos violentos desde o surgimento da religião. Num artigo assinado no The Conversation, Nick Swann, professor de Estudos …

Nikolai Glushkov. Exilado crítico de Putin morto em 2018 em Londres foi estrangulado

O exilado russo e crítico de Putin, Nikolai Glushkov, que foi encontrado morto e, 2018 na sua própria casa em Londres, no Reino Unido, foi estrangulado. O empresário Nikolai Glushkov, que criticava o presidente russo Vladimir …

Ivo Rosa levanta arresto a casa da rua Braamcamp e apartamento de Paris (e já há uma petição para o afastar)

O apartamento da rua Braamcamp, em Lisboa, onde residia o ex-primeiro-ministro José Sócrates, o Monte das Margaridas e a casa em Paris de Carlos Santos Silva deixaram de estar arrestadas na Operação Marquês por decisão …

O novo castelo da Disney em Hong Kong é uma celebração da diversidade

O novo castelo da Disney, no parque temático de Hong Kong, quer celebrar a diversidade, homenageando não apenas uma das suas princesas, mas várias. Walt Disney morreu há 55 anos e, desde então, muita coisa mudou. …

Vacinas (ainda) não são o princípio do fim. Sociólogo prevê que demorará anos a limpar “destroços” da covid-19

O médico e sociólogo norte-americano Nicholas Christakis defende, em entrevista à agência Lusa, que as vacinas não são ainda o princípio do fim da pandemia, considerando que demorará anos a limpar “os destroços” da covid-19. “Somos …

Jornalista grego especializado em crime assassinado a tiro. Primeiro-ministro pede rapidez na investigação

Um jornalista grego especializado em assuntos criminais foi esta sexta-feira morto por desconhecidos em frente da sua casa em Alimos, nos subúrbios de Atenas, anunciou fonte policial. Giorgos Karaïvaz, jornalista da televisão privada grega Star, foi …

Após 5 meses, alguns Boeing 737 MAX terão de voltar a ficar em terra. Há um "possível problema elétrico"

Cinco meses após voltar a voar após dois acidentes fatais, a Boeing voltou a pedir aos seus clientes que imobilizassem algumas das suas aeronaves para corrigir um "possível problema elétrico". De acordo com a AFP, esta …